Artigo

Português para ANP

Português para a ANP!!

Olá, caros amigos! Meu papo aqui hoje é com quem está se preparando para o certame da Agência Nacional do Petróleo (ANP)! Atenção às informações básicas:

ESCOLARIDADE: Nível Médio
CARGOS: Técnico Administrativo e Técnico em Regulação
VAGAS: 34 vagas
BANCA: Cesgranrio
INSCRIÇÕES: de 18/11/2015 até 08/12/2015
PROVAS: 21/01/2016
REMUNERAÇÃO: até R$ 6.669,52

A prova virá com 15 questões de Português, bastante coisa!! Vamos pensar em seu futuro, estude!! E nada de deixar de lado a nossa língua, o Português irá garantir pontos essenciais para a sua aprovação!
Quem irá organizar este concurso é uma das bancas mais respeitadas e importantes do país: Cesgranrio. Trata-se de uma banca que ganhou bastante destaque ao longo dos anos por promover importantes concursos públicos da esfera federal, como: Banco do Brasil, IBGE, FINEP, Liquigás, Banco da Amazônia, BNDES e Petrobras.

E como é a prova de Português da Fundação Cesgranrio?

O modelo de prova Cesgranrio é sobretudo com textos longos, enunciados que precisam ser bem interpretados. Mas fiquem tranquilos, pois a boa notícia é que costuma ser apenas um texto base para todas as questões da prova de Português. Ótimo!! Mais tempo para leitura e análise!
É fundamental uma coisa: ter muita cautela na leitura dos enunciados da prova com textos são longos! Saber interpretar texto é um grande diferencial. Por isso, a primeira dica que dou para quem vai fazer uma prova Cesgranrio é focar em interpretação de textos, ler bastante.

Por que estudar com questões anteriores?

Você precisará se acostumar com o estilo da banca para que a prova não seja cansativa demais, para isso, sugiro que faça o maior número possível de questões anteriores da banca, assim ficará acostumado com o estilo da organizadora e garantirá o seu êxito! Quer saber mais? A Cesgranrio costuma cobrar questões beeeeem semelhantes de concursos anteriores, portanto, estudar por meio de provas anteriores da banca é caminho certo para o sucesso!

Agora deixo duas questões comentadas para dar água na boca! Rs!

01. (CEFET-RJ – 2014 – Revisor de Textos – CESGRANRIO) Observe a grafia das palavras do trecho a seguir.

A macro-história da humanidade mostra que todos encaram os relatos pessoais como uma forma de se manterem vivos. Desde a idade do domínio do fogo até a era das multicomunicações, os homens tem demonstrado que querem pôr sua marca no mundo porque se sentem superiores.

A palavra que NÃO está grafada corretamente é
a) macro-história
b) multicomunicações
c) tem
d) pôr
e) porque

Comentário: vamos analisar cada caso:
a) macro-história = Uso CORRETO do hífen por termos a formação um prefixo “macro” + palavra iniciada por “h” “história”.
b) multicomunicações = Uso também CORRETO da palavra SEM hífen, uma vez que “comunicações” não começa com vogal ou com “h”.
c) tem = o ERRO está na falta do acento circunflexo marcando o plural do verbo “ter”. Quem tem demonstrado? Os homens!! O correto seria: os homens têm demonstrado…
d) pôr = CORRETO. O acento diferencial em “pôr” continua existindo normalmente depois do Novo Acordo Ortográfico.
e) porque = CORRETO. O “porque” é explicativo na oração “porque se sentem superiores”, por isso, é grafado junto e sem acento. Macete: sempre que o “porque” puder ser substituído por “pois”, ele é junto e sem acento.
GABARITO: C

02. (Banco do Brasil – 2015 – Escriturário – CESGRANRIO) O emprego do verbo destacado no trecho “‘queremos contribuir para o crescimento sustentável das empresas’” (L. 18-19) contribui para indicar uma pretensão do presidente do Sindicato dos Lojistas, que começa no presente e se estende no futuro.
Se, respeitando-se o contexto original, a frase indicasse uma pretensão que começasse no passado e se estendesse no tempo, o verbo adequado seria o que se destaca em:
a) quisemos contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
b) quisermos contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
c) quiséssemos contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
d) quereremos contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
e) quisera poder contribuir para o crescimento sustentável das empresas.

Comentário: se temos no texto original um termo que começa no presente (verbo no presente – “queremos”) e pretendemos colocá-lo no tempo passado, o verbo deverá ficar no pretérito. Vamos buscar isso nas alternativas:
a) quisemos contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
Verbo “querer” no pretérito. GABARITO! Ação que começou no passado e que permanece até o presente.
b) quisermos contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
Verbo “querer” no futuro.
c) quiséssemos contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
Verbo “querer” trazendo ideia de hipótese. Verbo no subjuntivo.
d) quereremos contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
Verbo “querer” no futuro do presente.
e) quisera poder contribuir para o crescimento sustentável das empresas.
Verbo “querer” no futuro do pretérito. A forma “quisera” está na terceira pessoa do singular, por esse motivo também não pode substituir uma forma verbal em primeira pessoa do plural.
GABARITO: A

Para o curso de Português completo, click em
https://www.estrategiaconcursos.com.br/curso/portugues-p-anp/

Ainda com dúvidas? Entrem em contato sempre que precisar!
[email protected]
https://www.facebook.com/prof.rafaelafreitas

Forte abraço a todos!

Rafaela Freitas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja os comentários
  • Nenhum comentário enviado.