Waldir Luz – Aprovado no concurso do TRT 2 (São Paulo) com apenas quatro meses de estudos

Entrevista:

Waldir Luz – Aprovado no concurso do TRT 2 (São Paulo) com apenas quatro meses de estudos

Abrir mão da vida social para dedicar-se aos estudos. Sem dúvida alguma a abdicação é uma das atitudes mais difíceis de se colocar em prática quando entramos na vida de concurseiro.

Claro que há pessoas que conseguem levar os estudos e a convivência com os amigos e familiares. Mas há casos, como o do Waldir Luz, em que uma postura radical pode ser necessário.

Aprovado no concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), o Maranhense se focou nos estudos e saía de casa apenas para o que considerava essencial. Se isso foi fácil? Certamente não, mas seu esforço garantiu sua aprovação em apenas quatro meses!

Confira a entrevista completa com o Waldir Luz, aprovado no concurso do TRT 2 para o cargo de Técnico Judiciário.

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Trabalhava e estudava, ou se dedicava inteiramente aos estudos? Quantos e quais concursos já foi aprovado? Qual o último?

Waldir Luz: Meu nome é Waldir, tenho 24 anos e sou natural de São Luís estado do Maranhão. Sou Bacharel em Sistemas de Informação e trabalhei em duas empresas antes de decidir iniciar os estudos. No começo, quando decidi optar pelo Poder Judiciário, mas especificamente nos tribunais do trabalho, eu ainda estava trabalhando, em uma rotina semanal de 44 horas, mas sabia que não conseguiria alcançar uma rápida aprovação dividindo meu tempo com trabalho. Antes dos concursos para tribunais, fui habilitado em 4º lugar no concurso do Basa (Banco da Amazônia) e em 9º lugar para o CTA (Aeronáutica).

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Waldir: A sensação de ver seu nome na lista de aprovados é incrível! Ver que todas aquelas horas de dedicação, dinheiro investido e tudo que foi renegado valeram a pena e que o objetivo enfim foi alcançado.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Waldir: A minha vida social durante a preparação foi abdicação total, adotei uma postura radical e só ia, além de ficar em casa, para faculdade e igreja. Acho que isso foi um fator determinante na aprovação.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho? Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? (Se esse ainda não é o concurso dos seus sonhos, se possível, citar qual é se pretende continuar se preparando para alcançar esse objetivo)

Waldir: Sim, fiz outra prova além do TRT2, que foi o TRT15. Acho MUITO importante você tentar fazer outros concursos, não só imprimir e fazer provas (mais antigas) em casa, mas sair, enfrentar a fila, sentar na cadeira e encarar a pressão que é você fazer uma prova com a sala cheia de possíveis concorrentes. Acho que o foco deve ser mantido naquela linha de prova que você está estudando, se está estudando para TI, continue fazendo provas para TI, não adianta querer aventurar em uma prova para a área judiciária, previdenciária, policial (a não ser que tais matérias estejam no planejamento de estudo), que você não estará agregando em nada na sua preparação, muito menos ganhando experiência, é a minha opinião. Esse concurso do TRT2 ainda não é o concurso dos meus sonhos, eu almejo a área policial, mas especificamente na área de perícia e mesmo que o ritmo de estudo tenha diminuído, continuo fazendo questões quase que diariamente.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo, contando toda a sua preparação? Durante este tempo de estudo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos mesmo naqueles períodos em que não havia edital na mão?

Waldir: Estudei ao todo 04 meses, do início do mês de Novembro até o mês de Fevereiro (mês que aconteceu a prova). Ainda bem que as coisas aconteceram de forma progressiva, saiu o edital do TRT15 e pude começar os estudos me espelhando nele, logo depois, saiu o edital do TRT2, que graças a Deus veio muita coisa em comum, e só tive que me aprofundar um pouco mais no que eu já tinha estudado, e estudar os conteúdos que ainda não tinha visto (como Direito Constitucional).

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Waldir: Os materiais que utilizei na preparação foram livros, vídeo-aulas e aulas em pdf. Estudei somente em casa. Acho que não há desvantagens, esses métodos se complementam. Eu lia primeiro o PDF, assistia a vídeo-aula para revisar e ia para o livro quando tinha que aprofundar alguma coisa.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria?

Waldir: O que eu faço é basicamente estudar uma matéria de cada vez (o que demanda mais tempo de preparo), pego aquela matéria e vou estudando assunto por assunto, sempre fazendo resumo e mapas mentais, acabando aquele assunto, faço muitas questões para fixar o que eu já estudei.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Waldir: Achei que teria dificuldade na parte do direito, tanto direito administrativo quanto constitucional, mas durante os estudos criei uma simpatia pelas matérias e no final das contas foi bem tranquilo e proveitoso. Já no conteúdo de TI, as disciplinas que eu mais me preocupo são as de arquitetura e engenharia de software, mas com bastante leitura e resolução de questões, eu consigo me virar bem na hora da prova.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Waldir: Na reta final (10 últimos dias antes da prova) eu já tinha fechado o edital, então foi só resolução de questão e revisões leves.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desalecerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Waldir: Eu aconselho desacelerar (pelo menos é o que funciona pra mim). Acho que a tranquilidade pré-prova faz toda a diferença, pelo menos é a minha opinião.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Waldir: Acho que o único erro na minha preparação foi a compra de alguns materiais não tão bons, economizei em alguns livros e apostilas e faltou “algo a mais” na hora da prova.

Estratégia: Pela sua experiência e contato com outros concurseiros, diga-nos quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos?

Waldir: Tempo de preparação, estudo por materiais não especializados e querer ser o “Rambo” (atirando para todos os lados), fazendo todo tipo de concurso.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação?

Waldir: Alinhar a vida pessoal aos estudos, sem duvida foi o mais difícil.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Waldir: Para todos aqueles que estão começando agora, dou 04 dicas: tenha um objetivo claro, tenha foco para alcançar esse objetivo, estude com materiais reconhecidos e especializados e, por último, faça muitas e muitas questões.

Assessoria de Comunicação

[email protected]

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso PF 2018 - Papiloscopista Dos 120 aprovados, 66 deles são nossos alunos
  • Concurso PF 2018 - Agente Dentro das 180 vagas ofertadas, 113 aprovados são nossos alunos
  • Concurso PF 2018 - Escrivão Dentro das 80 vagas ofertadas, 42 aprovados são nossos alunos
  • Concurso PF 2018 - Delegado Dentro das 150 vagas ofertadas, 57 aprovados são nossos alunos
  • Concurso ISS-São Luis 2018 - Tecnologia da Informação Dos 8 aprovados, 3 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.