ENTREVISTA: Marina Ferreira - Aprovada no XXVII Exame da OAB

Entrevista:

ENTREVISTA: Marina Ferreira – Aprovada no XXVII Exame da OAB

“Não subestime a FGV. Não ache que o Exame está fácil porque não está. Não é impossível se conseguir criar uma rotina de estudos que você vai cumprir dentro da realidade em que você vive. Cuide do seu emocional. Eu sei o quanto existe pressão para a gente passar, o quanto a gente mesmo se cobra, mas se você estudou tem que ir tranquilo fazer a prova que as coisas darão certo, não deixe o nervosismo jogar fora todo o seu esforço”

Confira nossa Entrevista com Marina Ferreira, aprovada no XXVII Exame da OAB:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Qual sua idade? De onde você é? Já concluiu sua graduação?

Marina Ferreira: Oi! Meu nome é Marina, tenho 24 anos, moro em Belo Horizonte/MG. Sim, já me formei.

Estratégia: Durante seus estudos para o Exame de Ordem, você trabalhava, fazia faculdade e estudava para o Exame (como conciliava?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Marina: Então, foi toda uma saga. No final da faculdade, eu trabalhava e estudava. Então era trabalhar em um lugar que exigia muito de mim, fazer TCC e conseguir me formar. Na minha primeira tentativa de fazer o Exame de Ordem, que foi pouco depois dessa época, eu não tinha estudado nada para a prova e faltaram 5 questões para que eu passasse na primeira fase. Então, eu me organizei durante alguns meses para sair daquele emprego e poder focar somente no meu estudo para o exame. Mas então acabou o dinheiro e antes da segunda fase eu precisei arrumar outro emprego. Assim, eu trabalhava o dia todo e chegando em casa, era tomar banho, comer algo e estudar até não aguentar de sono.

Estratégia: Foi a primeira vez que prestou o Exame de Ordem?

Marina: Foi a segunda, mas a primeira na qual eu foquei mesmo em estudar.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver que havia sido aprovada?

Marina: Meu Deus, Senti que havia tirado um peso enorme das minhas costas. Um alívio e uma alegria absurdos!

Estratégia: Os seus colegas de faculdade e amigos que estavam estudando também conseguiram aprovação? Qual você acha que foi seu diferencial para alcançar a aprovação?

Marina: Sim. Minha amiga querida Ingrid também conseguiu passar. Fiquei tão feliz por ela. Acredito que o que tenha me ajudado e muito foi focar muito no estudo e preparar meu psicológico o melhor possível.

Estratégia: Como era sua vida social durante a sua preparação? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar o mais rápido possível?

Marina: Eu saía, mas muito menos do que estava acostumada. Após muitos dias estudando sem parar, se não fizer uma pausa, ainda que pequena para me distrair, não consigo guardar mais nada, não absorvo mais conhecimento nenhum. Então, eu estudava muito, mas me divertia de vez em quando também.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o Exame? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Marina: Na primeira fase, eu assistia as aulas gratuitas do Estratégia no YouTube, fiz simulados gratuitos também e usei um livro esquematizado da OAB. Eu aprendo muito por videoaula, é o meu método favorito de estudo. As questões dos simulados também ajudaram demais, mostrando no que eu estava bem e no que eu precisava melhorar. O livro tem muito conteúdo, o problema dele para mim era que eu levava muito tempo para ler, então acabei não conseguindo terminar ele para a primeira fase.

Já na segunda fase, eu comprei o curso do professor Paulo de Direito Civil e estudei totalmente baseada no curso, assisti todas as videoaulas, li os PDFs das matérias que tinha mais dificuldade e PRINCIPALMENTE, fiz os simulados das questões abertas e das peças.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Marina: Procurando material gratuito no YouTube para a primeira fase, encontrei uma aula do Estratégia e gostei muito da didática dos professores, aí acabei optando por estudar através das aulas do curso gratuito primeiramente e na segunda fase, do curso pago.

Estratégia Concursos: Uma das principais dificuldades de todo candidato é a quantidade de assuntos que devem ser memorizados. Como você fez para estudar todo o conteúdo? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Marina: Para a primeira fase, fiz um calendário gigante em uma cartolina com os dias que eu tinha até a prova e separei as matérias por dias da semana. Estudava de acordo com o calendário das videoaulas do Estratégia no YouTube, então, em cada dia, eu assistia a aula, fazia questões sobre aquele conteúdo e lia um pouco sobre. Já na segunda fase, fazia maratona de videoaula seguindo o próprio cronograma do curso regular e praticava as questões e as peças.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Marina: Nossa, sim! Tenho até hoje! Empresarial, Tributário e uma parte de Constitucional. Não dava para fugir, né? Então, nessas matérias eu me dedicava mais, lia, relia, via mais aulas sobre os assuntos, para tentar conseguir entender.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Focava mais na releitura, em resumos, em exercícios, etc?

Marina: Eu foquei em assistir as aulas de revisão (especialmente as revisões de véspera, que foram essenciais para mim), mas fiz algumas questões e li alguns resumos também.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos aqueles preferem desacelerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Marina: Olha, durante a semana eu estudei bastante e assisti todas as aulas que pude de revisão, inclusive as de revisão de véspera no dia anterior. No sábado antes da primeira fase, logo depois da revisão, eu saí um pouco pra distrair a cabeça. Na segunda fase, eu só não saí porque estava doente, mas aconselho a tirar pelo menos algumas horas do dia anterior à prova para descansar, seja dando uma volta, seja assistindo uma série. O que tinha para aprender, já aprendeu até aquele momento, sabe?

Estratégia: Para a segunda fase, optou por qual área do direito? Qual foi sua estratégia na hora de tomar sua decisão?

Marina: Direito Civil. É minha área favorita desde o início da faculdade. A quantidade de matérias e de peças é bem assustadora, mas eu me interesso muito pelos assuntos, então não me canso facilmente de estudar sobre.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Marina: Acho que errei em subestimar a primeira fase na primeira vez em que fiz a prova, achar que era fácil e que não precisava de muita dedicação. Inclusive, eu diria que a primeira fase é muito mais difícil do que a segunda, então, não a subestimem. A cada exame a prova está mais difícil, então é muito complicado passar sem se esforçar. Acredito que eu tenha acertado quando fiz um cronograma de estudo, numa cartolina enorme e colei na parede do quarto, me ajudou muito a me organizar e a estudar todas as matérias. Acertei também em saber respeitar o momento em que minha mente precisava de descanso e em fazer os simulados sempre!

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

Marina: Trabalhar e estudar. Mesmo eu tendo conseguido um emprego mais tranquilo na época da segunda fase, tinham dias em que eu chegava em casa e só queria, assistir TV, ler um livro QUE NÃO FOSSE DE DIREITO ou brincar com minha cachorrinha e dormir. especialmente porque é muito difícil manter o foco quando se está muito exausto. Minha grande motivação foi pensar que eu já tinha chegado até ali, que faltava tão pouco que eu não podia desistir naquele momento.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para o Exame da OAB? Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Marina: Não subestime a FGV. Não ache que o Exame está fácil porque não está. Não é impossível se conseguir criar uma rotina de estudos que vai cumprir dentro da realidade em que você vive. Cuide do seu emocional. Eu sei o quanto existe pressão para a gente passar, o quanto a gente mesmo se cobra, mas se você estudou tem que ir tranquilo fazer a prova que as coisas darão certo, não deixe o nervosismo jogar fora todo o seu esforço.

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso Analista e Assistente DPE AM 2019 Dos 134 primeiros colocados, 52 são nossos alunos
  • Concurso SEFAZ-AL 2020 - Auditor Fiscal Dentro das 60 vagas ofertadas, 32 são nossos alunos
  • Concurso DEAP SC - Agente Penitenciário Feminino 2019 Das 50 melhores colocadas, 16 são nossas alunas
  • Concurso MP RJ - Oficial 2019 Dos 10 primeiros colocados, 6 são nossos alunos
  • Concurso MP RJ - Técnico Administrativo Dos 10 primeiros colocados, 7 são nossos alunos