ENTREVISTA: Filipe Barreto - Aprovado no concurso para o cargo de Auditor do Tesouro Municipal de Recife (ISS Recife)

Entrevista:

ENTREVISTA: Filipe Barreto – Aprovado no concurso para o cargo de Auditor do Tesouro Municipal de Recife (ISS Recife)

“Persiga o seu sonho! Acredite que você irá conquistá-lo, faça sua parte, pois nessa área não existe conquista sem um grande esforço e o trabalho é de formiguinha, um dia após o outro!! Portanto, tenha foco, disciplina, cerque-se de bons materiais de estudo e mãos-a-obra!”

“Quem acredita sempre alcança”. Essa é uma frase muito conhecida de uma música de Renato Russo. De fato acreditar, é o primeiro passo para alcançar aquilo que desejamos. E o segundo e, tão importante quanto, é criar meios para que esse desejo se torne realidade.

Estudando para concursos desde 2005, o Recifense Flipe Barreto conseguiu suas primeiras aprovações já no ano seguinte. Em 2007 foi aprovado no concurso para Auditor Fiscal Tributário do município de São Paulo, cargo ao qual ainda ocupa. Apesar de ter conseguido bons resultados, Filipe ainda sonhava com a oportunidade de voltar para a casa.

Depois de cerca de sete anos, a oportunidade veio! E ele não a deixou passar. Voltou aos estudos, acreditou, se dedicou e alcançou! Agora Felipe aguarda sua nomeação no concurso para o cargo de Auditor do Tesouro Municipal de Recife e, em breve, poderá voltar para sua terra natal.

Estratégia: Conte-nos um pouco sobre você, para que as pessoas que nos assistem possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Trabalhava e estudava, ou se dedicava inteiramente aos estudos? Quantos e quais concursos já foi aprovado? Qual o último?

Filipe: Tenho duas formações, a primeira foi há bastante tempo, em administração de empresas, mais recentemente, após minha aprovação no cargo de auditor fiscal tributário do município de São Paulo, em 2007, cargo que exerço atualmente, fiz o curso de direito.

Comecei a me dedicar aos concursos públicos no final de 2005, nesse período deixei o trabalho que exercia e passei a me dedicar aos estudos, ainda, muito superficialmente. Houve muitas mudanças na minha vida naquele período, e a partir de março de 2006, intensifiquei a minha dedicação.

Ainda em 2006 fui aprovado para o cargo de Fiscal Tributário do município de Taboão da Serra, fui o 5º colocado. Essa conquista foi um marco na minha trajetória de vida, haja vista que foi minha primeira aprovação em algo do gênero. Em seguida, fui aprovado para o mesmo cargo, em 7º lugar, agora, no município de Sorocaba. No entanto, não assumi nenhum dos dois cargos, continuei a estudar, pois ainda não era meu objetivo final e, dizendo hoje, pra minha sorte não me chamaram.

Em setembro de 2006, foi lançado o edital para o cargo de auditor fiscal tributário do município de São Paulo, a partir de então me dediquei exclusivamente a esse concurso, esforço que me valeu a aprovação.

Ressalto que nesse período, acima relatado, fiz vários outros concursos em que não logrei êxito, serviram como estímulo e aprendizado para o que me esperava pela frente!

Sou natural de Recife e sempre tive em mente um dia retornar para minha cidade, no entanto por aqui a escassez de bons concursos locais ou de vagas em relação a concursos na área federal são uma triste realidade. Assim, restou-me a vontade! Fui fazer o curso de direito almejando ampliar as opções de concurso, para conseguir aquele sonho inquietante. Falei pra mim mesmo, vou terminar o curso e me dedicar à área jurídica!

Todavia, em meados de 2014, surgiram de uma só vez dois dos mais esperados concursos na área fiscal no meu estado: SEFAZ-PE e ATM Recife, não resisti e voltei a estudar! Fui aprovado para os dois cargos, com destaque para o 11º lugar na ampla concorrência e 12° lugar geral no de ATM Recife, cargo para o qual espero a nomeação.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados

Filipe: Foi de agradecimento a Deus pela graça alcançada, sem ele nenhum planejamento faz sentido pra mim! Depois, foram muitas comemorações, família, amigos e o sentimento sereno de dever cumprido! Bom demais!

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Filipe: Lá em 2006, antes da minha aprovação no cargo que hoje ocupo, com pouca experiência na área e sem opção, era passar ou passar; fui radical. Disciplina de guerra! Agora, em 2014, tive muito pouco tempo para estudar, mas mesmo assim não fui tão radical quanto na vez anterior, Estudei muito, mas também fui pelos atalhos que aprendi ao longo da jornada de concurseiro.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho? Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Filipe: No começo, tive uma estratégia errada, apontei para vários alvos distintos, precisava passar em alguma coisa e isso me atrapalhou um pouco, depois que percebi isso, vendo a trajetória de sucesso de outros concurseiros e conversando com os mais experientes na área, decidi focar em uma só área, a fiscal. Foi assim que consegui um “upgrade” nos estudos e as aprovações vieram em seguida!

Estratégia: Você estudou por quanto tempo, contando toda a sua preparação? Durante este tempo de estudo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos mesmo naqueles períodos em que não havia edital na mão?

Filipe: Falando da minha aprovação no último concurso para o cargo de ATM- Recife, tive 2 meses e 20 dias para estudar e o edital já estava lançado, foi muita disciplina, excelentes materiais de estudo e a experiência adquirida na minha trajetória de concurseiro.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Filipe: 90% do meu material de estudo foi em PDF, curso completo do estratégia para o concurso e o de exercícios da FGV. Alguns poucos livros e uma ou outra vídeo-aula. Gosto muito da área jurídica, aqui mesclei livros e aulas em PDF, as vantagens foram: não perder tempo com deslocamentos e ter um material muito atualizado com as mudanças de legislação. Nas outras disciplinas utilizei-me das aulas em PDF e umas poucas vídeo-aulas.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria?

Filipe: Naquilo em que eu tinha mais facilidade de aprendizado, comecei pelos exercícios, para identificar onde precisava estudar mais. Contabilidade foi “pank”, muita mudança nos últimos anos, portanto foi preciso estudar o conteúdo das aulas em PDF e em seguida tentar resolver o máximo de exercícios possível, foquei nas últimas provas da banca e nos exercícios propostos no material do estratégia.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Filipe: Exatas sempre foi o meu calcanhar de Aquiles, aqui as vídeo-aulas foram importantes para pegar o traquejo da coisa e depois tentar resolver questões semelhantes. Também foquei apenas em assuntos que são mais cobrados em prova e arrisquei de não estudar o restante.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Filipe: Fiz alguns resumos e também estudei pelos sensacionais mementos que o material do estratégia tem ao final de cada PDF. Além disso, procurei resolver muitas questões da banca.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desalecerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Filipe: Comigo não funciona desaceleração, deixo isso pra depois da prova!!! kkkk

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Filipe: No passado o maior erro foi perder o foco, o maior acerto foi acreditar que sempre era possível!! Isso sempre me deu muita força e confiança para atingir meus objetivos.

Estratégia: Pela sua experiência e contato com outros concurseiros, diga-nos quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos?

Filipe: Não acreditarem em si mesmas, sempre achar que os concorrentes estão mais preparados do que elas, dessa forma já começam em desvantagem.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação?

Filipe: Manter uma disciplina rígida de estudos mesmo para aquelas matérias que você não gostaria de estudar! Controlar a ansiedade até a data da prova.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Filipe: Persiga o seu sonho!! Acredite que você irá conquistá-lo, faça sua parte, pois nessa área não existe conquista sem um grande esforço e o trabalho é de formiguinha, um dia após o outro!! Portanto, tenha foco, disciplina, cerque-se de bons materiais de estudo e mãos-a-obra!!!

Outras entrevistas em:

https://www.estrategiaconcursos.com.br/depoimentos/

Assessoria de Comunicação

[email protected]

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso ISS-Criciúma 2017 - Fiscal de Rendas e Tributos Das 3 vagas ofertadas, 2 aprovados são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - TJAA Dos 100 primeiros aprovados, 57 são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - AJAJ Dos 100 primeiros aprovados, 47 são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - AJAA Dos 80 aprovados, 50 são nossos alunos
  • Concurso SEFIN-RO 2017 - Contador Das 2 vagas ofertadas, 1 aprovado é nosso aluno