ENTREVISTA: Douglas França - Aprovado no concurso da PM-SP em 1º lugar no cargo de Soldado

Entrevista:

ENTREVISTA: Douglas França – Aprovado no concurso da PM-SP em 1º lugar no cargo de Soldado

“Faça aquilo que você realmente quer, pois quando você se dedica àquilo que sonha, não tem dificuldade, falta de tempo, falta de interesse, não tem nada que te faça parar. Nunca se compare aos outros, compare-se a você, seja o seu melhor a cada dia, se hoje não conseguiu, procure os erros, arrume-os e siga em frente, porque a persistência te leva à conquista”

Confira nossa entrevista com Douglas França, aprovado no concurso da PM-SP em 1º lugar para o cargo de soldado:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Douglas França: Chamo-me Douglas França de Souza, sou formado na área de Educação Física Bacharelado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), tenho 25 anos, nasci na capital SP, mas quando criança vim para a cidade de Marília-SP, onde moro atualmente.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos? Por que a área Policial?

Douglas: Bom…sempre admirei os profissionais dessa área, o modo de como trabalham, acho uma profissão muito digna. Claro que existem as dificuldades (mais do que as outras profissões, a meu ver), mas com certeza a sensação de ajudar os outros, de dever cumprido etc, deve ser muito gratificante.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava, ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Douglas: Quando comecei a estudar para concursos no ano de 2016 eu apenas estudava, foi assim durante os anos de 2016 e 2017. No meio do ano de 2018 comecei a trabalhar e estou até hoje. É um pouco complicado devido ao cansaço. Às vezes você tem durante o dia apenas 3 ou 4 horas para estudar, mas você chega cansado do serviço e precisa descansar um pouco para render nos estudos, fazendo com que esse tempo diminua para 2 horas por dia.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Douglas: Com essa foram 3 aprovações, todas para o cargo de Soldado de SP. Na primeira vez passei em 162 e na segunda em 213.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados(as) na primeira fase do certame?

Douglas: A sensação é sempre muito boa, de dever cumprido. Porém, essa foi muito mais especial, por mais que você saiba que foi bem na parte objetiva, não sabe como os outros foram e qual nota tirará na redação (que foi o diferencial para minha colocação).

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Douglas: Sempre conciliei isso, ao meu ver não adianta nada só ficar trancado em casa estudando, como também sair sempre pode acabar atrapalhando. Então, sempre procurei me organizar quanto a isso, saia na sexta e aos sábados e domingo procurava ficar mais em casa, às vezes mudava o dia de sair, mas de modo geral era assim.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Douglas: Atualmente namoro e moro com meus pais. Todos sempre me apoiaram em tudo, desde quando decide estudar após concluir a faculdade, até quando dei uma pausa de 1 ano nos estudos e agora que retomei os estudos.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Douglas: Acho que se não fugir muito dos conteúdos é sempre válido. Serve como treinamento, a sensação de estar fazendo a prova junto com outras pessoas, a pressão do tempo…é algo importante para o concurseiro. Esse ainda não é meu objetivo final, minha meta é passar na academia do Barro Branco e ser Oficial da Policia Militar, mas com certeza estou muito feliz em ter passado para soldado e se tudo der certo assumir este cargo.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso em que foi aprovado?

Douglas: Como falei anteriormente, estudei durante 2 anos aproximadamente, depois dei uma pausa de 1 ano e voltei faz 6 meses.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Douglas: Com certeza, quando você já sabe o que quer é imprescindível estudar mesmo sem edital. Porém, eu já sabia que abriria a qualquer momento, pois se tornou uma tendência ter 2 editais por ano para soldado e 1 para oficial.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Douglas: Aulas presenciais quando era possível, vídeoaulas, PDF e principalmente questões de provas (com o foco mais para a VUNESP). Todos possuem muita importância, as aulas presencias têm um contato direto com o professor, as videoaulas são muito boas para rever algumas explicações dos professores, os PDF’s possuem uma explicação ainda mais ampla do que nas videoaulas, abordam o conteúdo como um todo e as questões para realmente ver quais estão sendo seus pontos fortes e fracos, além de conhecer a banca.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Douglas: Através do Youtube, estava querendo saber sobre atualidades e acabei achando o Estratégia.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Douglas: A primeira coisa que fiz quando comecei a estudar foi pegar o edital e as últimas 3 ou 4 provas para ver quais conteúdos caíam mais nas provas, a partir disso foquei mais nessas matérias, pois se há 2 ou 3 anos sempre perguntavam basicamente as mesmas coisas, seria um excelente direcionamento.

Durante a semana como eu trabalho gosto de usar essas minhas 2 horas de estudo e focar apenas em uma matéria, sempre intercalando aulas com questões (basicamente 1h de teoria e 1h de questão), mas isso depende da matéria, no caso de informática e matemática eu procuro ficar 2 horas fazendo questões e caso haja alguma dúvida ver primeiro o PDF e depois se necessário uma videoaula. Já aos finais de semana aumento no máximo mais 2 horas de estudo, fazendo só questões dos conteúdos vistos anteriormente.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Douglas: Minha dificuldade sempre foi português, enquanto eu fazia 70% a 80% das questões, a grande maioria do restante de disciplinas sempre gabaritava ou fazia acima de 90%. Com isso, eu tinha que compensar nas outras matérias para obter uma boa posição. Muitas provas, peguei várias provas da VUNESP e a partir dos resultados fui vendo onde eu estava errando ou tendo dificuldade para acertar as questões, e estudei essas matérias.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Douglas: A rotina foi a mesma até a quinta-feira. Depois dei uma pausa na sexta e no sábado peguei para fazer a última prova de Soldado, só para ver como me sairia. Fiquei muito feliz com o resultado que tive e devido a isso fui bem tranquilo fazer a prova.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Douglas: Erros sempre existem, um erro que tive para a prova de Oficial foi não fazer provas e cronometrar o tempo. Eu fazia a prova sem ver quanto tempo eu estava demorando nas questões, isso me custou o concurso, acabei me perdendo no tempo e tive um resultado ruim. Acho que meu maior acerto é aproveitar da melhor maneira possível meu tempo de estudo, pois há pessoas que possuem o dia inteiro livre, estudam de 4 a 6 horas por dia e o não rendem praticamente nada.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Douglas: O mais difícil é começar, a partir do momento que você decidiu o que quer e quanto tempo tem para estudar, basta organizar-se e dedicar-se ao máximo para conquistar a tão sonhada aprovação. Desistir nunca, apenas decidi dar um tempo para trabalhar, começar a me tornar independente em algumas coisas e depois voltar a estudar.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Douglas: Minha principal motivação sempre será a realização do meu sonho. Contudo, duas pessoas são minhas inspirações para eu seguir em frente, meu pai e meu irmão, são dois grandes exemplos de superação e sucesso na carreira policial.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Douglas: Faça aquilo que você realmente quer, pois quando você se dedica àquilo que sonha, não tem dificuldade, falta de tempo, falta de interesse, não tem nada que te faça parar. Nunca se compare aos outros, compare-se a você, seja o seu melhor a cada dia. Se hoje não conseguiu, procure os erros, arrume-os e siga em frente, porque a persistência te leva à conquista.

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Administração Tributaria Dos 591 aprovados, 475 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Técnologia da Informação Dos 68 aprovados, 52 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / AUDITOR FISCAL Dos 303 aprovados, 253 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x