ENTREVISTA: André Daniel - Aprovado no XXVIII Exame da OAB

Entrevista:

ENTREVISTA: André Daniel – Aprovado no XXVIII Exame da OAB

Seja MAIOR que QUALQUER desculpa. Não existe falta de capacidade e principalmente falta de tempo. O que existe são prioridades, tudo na vida existe prioridades e você precisa definir o que você quer, trace um caminho, tenha meta, crie um objetivo e foque nele. Você é capaz, seu maior concorrente neste exame é você mesmo, é sua ansiedade e o equilíbrio entre paz de espírito e a sensação do dever cumprido. Todo o esforço, cada coisa que você precisar abdicar neste período, não hesite. Deixe de lado tudo o que atrapalha a realização do seu sonho, confie no seu potencial, saiba do seu valor e não aceite menos que isso, te asseguro que com tudo isso sua aprovação está garantida”

Confira nossa entrevista com André Daniel, aprovado no XXVIII Exame da OAB:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Qual o seu nome? Qual sua idade? De onde você é? Já concluiu sua graduação?

André Daniel: Olá, eu me chamo André Daniel, tenho 29 anos, sou de Bastos/SP (capital nacional do ovo e fim do mundo às esquerdas rs), concluí a graduação no final de 2016 e desde então nunca mais estudei para OAB nem nada, pois sempre tive muito medo de ser reprovado e isso me congelou em não querer nem tentar.

Estratégia: Durante seus estudos para o Exame de Ordem, você trabalhava, fazia faculdade e estudava para o Exame (como conciliava?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

André: Sim, durante meus estudos para o Exame de Ordem, eu trabalhava cerca de 8h por dia, ainda malhava e tentava não deixar minha vida pessoal de lado, embora seja praticamente quase impossível (rs), afinal é um período de escolhas, então tive que me privar de algumas coisas sim, era fim de ano quando comecei estudar pra segunda fase e todos estavam com família e amigos se divertindo e eu trancado no quarto estudando, teve dias que para compensar a falta de tempo na semana, chegava a estudar 8, 10h por dia, mas sempre com o mesmo foco, em ser aprovado. Com o auxílio de pessoas muitos boas que tenho a sorte de ter na vida, minha mãe, meu namorado e principalmente meus patrões (e amigos), que sempre me apoiaram, entendiam e ajudavam no que for preciso nesse período delicado que é esse de estudos para o exame. Inclusive o curso que foi ganhado por minha patroa e amiga, foi a maior sensação motivacional que recebi, era uma sensação de que mais alguém acreditava em mim e isso me fortalecia ainda mais nos estudos, algo único e incrível. Enfim, gratidão eterna.

Estratégia: Foi a primeira vez que prestou o Exame de Ordem?

André: Prestei uma única vez antes dessa, ainda estava no quarto ano da faculdade, para teste mesmo, e foi o suficiente para que eu ficasse aterrorizado sem conseguir pensar em prestar uma prova.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver que havia sido aprovado?

André: Além de muita euforia, eu não acreditava. Eu estava trabalhando e sem acesso à internet no momento, qual liguei os dados do celular começou a chegar mensagem de uma amiga no meu WhatsApp dizendo parabéns e que eu estava aprovado, era de manhã ainda, e eu estava esperando que o resultado fosse sair a tarde como de costume. Demorei para cair a ficha e perceber que o sonho enfim se tornou realidade, mas é uma sensação única.

Estratégia: Os seus colegas de faculdade e amigos que estavam estudando também conseguiram aprovação? Qual você acha que foi seu diferencial para alcançar a aprovação?

André: Na verdade, não tenho mais o contato com a maioria da turma, pois já se passaram praticamente 3 anos. Porém duas amigas da faculdade que também estavam estudando para o Exame e uma delas conseguiu e a outra ficou por pouco.

Mas, hoje eu acredito que o diferencial na minha aprovação, foi principalmente a persistência, eu fiz o exame XXVII, fui aprovado na primeira fase e fiz 5,55 na segunda fase. Então eu tinha duas escolhas, ou desistir ou ver o que eu tinha errado e procurar melhorar. Optei em persistir, tive a ajuda essencial da Priscilinha, que me motivou e me mostrou o caminho a seguir. Primeiramente foi necessário controlar minha ansiedade, pois acreditem, metade da prova realmente é isso, em seguida, me reestruturei, ajustei meu cronograma e já voltei aos estudos novamente. Portanto, sem dúvida alguma, a persistência, o conteúdo do curso e o foco fizeram toda a diferença.

Estratégia: Como era sua vida social durante a sua preparação? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar o mais rápido possível?

André: Quando comecei a estudar para primeira fase, estipulei a meta de que ia ser aprovado e não ia desistir enquanto não fosse. Então, exatamente no dia 20/08/2018, eu criei um cronograma pessoal de 2 horas de estudo, estudando até o dia 17/11/2018, isso levando em conta que para a primeira fase estudei sem a compra do cursinho, foram apenas as aulas gratuitas e as revisões disponibilizadas no canal do Estratégia, para este cronograma criei regras de que não podia passar um dia sem estudar, eram todos os dias, as vezes dias com mais horas de estudo e outros menos, porém sempre dentro desta média. Então, minha rotina ainda era possível ser mantida, pois pouco me afetava. Claro que ao chegar próximo da semana do exame intensifiquei as horas de estudo, mas nada fora do normal.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o Exame? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

André: Conforme dito acima, para primeira fase utilizei as aulas, vídeos e revisões gratuitas fornecidas pelo canal do Estratégia e apenas do Estratégia. Pois não sei bem como explicar, mas a explicação fornecida por cada matéria que estudei por eles, era fácil de ser captada e entendida, foi como um romance de amor à primeira vista sabe? (rs) Logo quando vi que tinha sido aprovado com 41 acertos na primeira prova, após 2 anos parados e com as aulas gratuitas de vocês, tive a certeza de que tinha feito a escolha certa. Assim, para a segunda fase, comprei o cursinho de Direito do Trabalho com vocês, pois eu já amava direito do trabalho desde à faculdade e com os estudos da primeira fase esse amor aumentou (rs). Umas amigas estavam com cursinhos de outros fornecedores e tentavam me mostrar que era bom e tal, outros ainda falavam para fazer um cursinho presencial que era mais fácil, mas para mim nada adiantava ouvir, eu já tinha criado um vínculo de estudo e uma linha de raciocínio com vocês.  

Durante os estudos da segunda fase, aí sim, utilizei todas as vídeo aulas fornecidas, todos os PDF’S e exercícios e contei com a ajuda da monitoria da Prof. Priscila, que foi essencial, pois havia um cronograma fornecido, contato rápido via “Whats” e ao canal de dúvidas da própria página do aluno. Esse contato rápido e direto com a professora, foi um grande diferencial para mim, porque realmente não havia uma dúvida que não fosse sanada de forma eficaz e eficiente.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia OAB?

André: Conheci através de pesquisa na internet, e quando vi a primeira aula, foi batata rs. Tinha que ser com vocês ou nada daria certo (haha).

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo candidato é a quantidade de assuntos que devem ser memorizados. Como você fez para estudar todo o conteúdo? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

André: Iniciei os estudos para a primeira fase em 20/08/2018 e fui até 17/11/2018, exatos 89 dias de estudo. Então dividi esse tempo pela quantidade de matérias exigidas (17), dando um maior período para as matérias que tinham mais questões, como por exemplo, ÉTICA, CIVIL E PROCESSO, PENAL E PROCESSO, TRABALHO E PROCESSO, ADMINISTRATIVO E CONSTITUCIONAL, e também deixando um período para que eu pudesse ao final revisar todos os principais pontos de todas as matérias.

Sempre acompanhando as videoaulas gratuitas do Estratégia e as revisões anteriores e assim, ia anotando e resumindo tudo para que ficasse de fácil memorização. Foquei nas aulas e resumos e a cada final de estudo de determinada matéria, praticava 20 questões de exames anteriores daquela disciplina para acompanhar meu rendimento que precisar sempre estar em no mínimo 50%, afinal não me importava em acertar 40, 50, 60 e sim, passar no exame.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

André: Sim, e em muitas, afinal fiquei dois anos congelado com esse medo de tentar o exame e voltar a estudar. Mas sem sombra de dúvida, Administrativo e Constitucional eram as piores, onde encontrava mais dificuldade. O único caminho que encontrei para superar essa dificuldade era ver, rever, ler e reler tudo que encontra dessas matérias no canal, vendo videoaula, fazendo resumos e questões, treino e mais treino. Às vezes eu achava que não estava mais absorvendo nada e lembrava das palavras do Prof. Ricardo Torques, que quando você estiver com essa sensação de não saber nada é porque você conseguiu e sabe sim tudo o que precisa.

Estratégia: Como você levou seus estudos neste período? Focava mais na releitura, em resumos, em exercícios, etc ?

André: Na reta final, perto a surtar de tanta ansiedade (hahaha). Foi preciso intensificar os estudos, foram os dias que passei a estudar até 8 horas por dia, trabalhava menos com o entendimento dos meus patrões, ou fazia a jornada direta sem intervalo para que eu pudesse ter como me dedicar ainda mais. Sempre focando em revisar todo o conteúdo e ver as videoaulas de revisão fornecidas na semana da OAB pelo canal. Próximo à prova eu não aconselho prática de exercício, pois como estamos já bem fragilizados, qualquer detalhe pode nos desestabilizar emocionalmente e nos prejudicar para o exame.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos aqueles preferem desacelerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

André: Hoje, aconselho que na semana de prova não é hora de descansar, sei que há o cansaço físico e mental, mas você precisa estar focado e se dedicar ao seu máximo. Nesta semana eu me dedicava em assistir as revisões e reler todas as minhas anotações. Desacelerar mesmo eu fui apenas no sábado antes da prova que estudava das 8 as 12h e após esse período me dava ao direito de relaxar (se é que é possível rs), com coisas que eu gosto. Lembro que neste exame do dia 05/05 no sábado a tarde eu coloquei peguei a moto e fui atrás de uma cachoeira que tem na minha cidade, DEUS e eu, foi libertador, porque eu sabia que estava preparado e tinha feito o meu melhor.

Estratégia: Para a segunda fase, optou por qual área do direito? Qual foi sua estratégia na hora de tomar sua decisão?

André: Para segunda fase como já tinha a paixão por Direito do Trabalho o que aumentou ao conhecer a Priscilinha. Obviamente escolhi Direito do Trabalho, por afinidade e desejo de aprender tudo o que não sabia e relembrar tudo o que não me recordava mais.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

André: Sem sombra de dúvida, a ansiedade era meu maior problema. Precisava me controlar e pra isso comecei a fazer exercícios de respiração o que me ajudou e muito. Já o ponto positivo, foi a monitoria que me auxiliou e muito, afinal a Pri que aguentava meus surtos e frustrações, sempre me acalmando e auxiliando no que fosse necessário.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

André: O mais difícil foi o medo em não passar, pois por mais que eu pensasse positivo, me esforçasse, me dedicasse cada vez mais, o medo lá no fundo sempre existe. Então, comecei também a tratar isso como uma possibilidade e já me planejar sobre o que faria nesse caso. Minha maior motivação, foi a confiança que minha mãe, namorado e amigos depositavam em mim, e acreditavam que eu era capaz. Foi quase uma troca de energia, tudo que era emanado para mim eu transformava em combustível para ir além dos meus limites e conseguir a aprovação.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para o Exame da OAB? Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

André: Seja MAIOR que QUALQUER desculpa. Não existe falta de capacidade e principalmente falta de tempo.

O que existe são prioridades, tudo na vida existe prioridades e você precisa definir o que você quer, trace um caminho, tenha meta, crie um objetivo e foque nele. Você é capaz, seu maior concorrente neste exame é você mesmo, é sua ansiedade e o equilíbrio entre paz de espírito e a sensação do dever cumprido. Todo o esforço, cada coisa que você precisar abdicar neste período, não hesite. Deixe de lado tudo o que atrapalha a realização do seu sonho, confie no seu potencial, saiba do seu valor e não aceite menos que isso, te asseguro que com tudo isso sua aprovação está garantida.

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso SEFAZ-AL 2020 - Auditor Fiscal Dentro das 60 vagas ofertadas, 32 são nossos alunos
  • Concurso DEAP SC - Agente Penitenciário Feminino 2019 Das 50 melhores colocadas, 16 são nossas alunas
  • Concurso MP RJ - Oficial 2019 Dos 10 primeiros colocados, 6 são nossos alunos
  • Concurso MP RJ - Técnico Administrativo Dos 10 primeiros colocados, 7 são nossos alunos
  • Concurso MP RJ - Analista Administrativo 2019 Dos 10 primeiros colocados, 8 são nossos alunos