Concurso TRE TO: validade da seleção de 2018 está suspensa!
Concursos Públicos

Concurso TRE TO: validade da seleção de 2018 está suspensa!

O último concurso TRE TO de 2018 encontra-se suspenso desde 20 de março de 2020 em razão dos impactos da pandemia de coronavírus no país. Homologado em agosto daquele ano, sua validade inicialmente expiraria em agosto de 2020. Com a suspensão, só deve expirar em meados de 2021.

Até o momento, o órgão convocou 16 candidatos para as 10 vagas que foram ofertadas no concurso. Mas apesar das contratações, o órgão ainda possui cargos a serem preenchidos. De acordo com os

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país.

Enquanto não há uma perspectiva de novo concurso TRE TO, você tem tempo de ir se preparando para as provas, que também, baseado no último concurso, teve prova discursiva para todos os cargos. Acompanhe abaixo os assuntos abordados neste artigo.

Concurso TRE TO: Situação atual

O último concurso TRE TO foi aplicado em 2018 e convocou 16 candidatos para as 10 vagas que foram ofertados no certame. Mas apesar das contratações, o órgão ainda possui cargos vagos em seu quadro pessoal.

Segundo informações retiradas do portal do próprio TRE TO em agosto de 2020, existem 7 cargos a serem ocupados por novos servidores.

Das áreas que necessitavam de servidores, foram contratados:
Analista Judiciário- Contabilidade – 2 candidatos
Analista Judiciário – Área Judiciária – 5 candidatos
Técnico Judiciário – Programação de Sistemas – 4 candidatos
Técnico Judiciário Administrativo – 5 candidatos

Apesar das nomeações ultrapassarem o número de vagas, há ainda a necessidade de preencher os 7 cargos vagos no quadro de servidores, o que pode significar que um novo edital possa estar nos planos do órgão.

Concurso TRE TO: Carreira

Cargos Vagos

Dos 7 cargos vagas, 4 são para Analista Judiciário e 3 para Técnico Judiciário. Não é especificado, no entanto, quais áreas de atuação que possuem essas carências.

Vale lembrar que os TRE’s de todo o país estão desautorizados de abrir novas funções além daquelas já existentes no órgão. Em setembro de 2017, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou através da portaria nº 671 uma nova regra que impedia os TRE´s de nomear novos servidores.

Ou seja, esses órgão não poderiam gastar além do teto estipulado, com novas contratações de servidores. Mas, em julho de 2018, uma nova portaria abriu exceções, e considerou novas nomeações para os cargos que se enquadrem nos critérios abaixo:

vacâncias ocorridas a partir de 1º de abril de 2018
– readaptação, reversão, aproveitamento, reintegração e recondução
– cumprimento de sentença judicial transitada em julgado

Posteriormente, em 07 agosto de 2019, foi publicada também a Portaria TSE n.º 602, alterando a Portaria 671/2017 e autorizando as nomeações dentro dos quantitativos previstos para os Tribunais Regionais Eleitorais com concursos ainda vigentes.

Em razão disso, para o TRE MG foram autorizadas mais oito nomeações, sendo quatro para técnico e quatro para analista judiciário.

Requisitos dos cargos

Para o cargo de Analista Judiciário é exigido certificado de conclusão de nível superior e dependendo da especialidade, poderá ocorrer a exigência de certificado mediante a área de atuação do servidor

No caso de Técnico Judiciário um dos requisitos é o certificado de conclusão de Ensino Médio e um curso específico na área de atuação, caso necessário.

O último edital do concurso TRE TO de 2018 trouxe os requerimentos de algumas especialidades de ambos os cargos, como você pode conferir abaixo:

  • Analista Judiciário – Área: Judiciária – diploma de nível superior em Direito.
  • Analista Judiciário Administrativo – diploma de conclusão em nível superior, pode ser em qualquer área de formação.
  • Analista Judiciário Contabilidade – diploma de nível superior em Ciências Contábeis.
  • Técnico Judiciário Administrativo – certificado de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente
  • Técnico Judiciário em Programação de Sistemas – certificado de ensino médio ou curso técnico equivalente, em conjunto com curso(s) de programação de sistemas (120 horas). Aceita também horas das disciplinas de programação, banco de dados e engenharia de software, em curso técnico ou superior na área de Tecnologia da Informação.

Salários e Benefícios

Tanto para Analista Judiciário e Técnico Judiciário a carga horária de trabalho são 40 horas semanais. Confira abaixo os valores remuneratórios para os dois cargos.

  • Analista Judiciário
  • Remuneração mínima: R$5.189,71
  • Remuneração máxima: R$7.792,30
  • Gratificação Judiciária (GAJ): de R$7.265,59 a R$10.909,22
  • Técnico Judiciário
  • Remuneração mínima: R$3.163,07
  • Remuneração máxima: R$4.749,33
  • Gratificação Judiciária (GAJ): de R$ 4.428,30 a R$ 6.649,06

Para cargos em comissão, ou seja, cargos para atribuição de chefia, direção ou assessoramento os valores podem chegar até R$14.607,74. E para cargos de confiança, até R$ 3.072,36.

concurso TRE TO -cargos em comissão

Último Concurso TRE TO

O último concurso TRE TO de 2018 teve 14.291 inscritos, confira abaixo os números totais de inscritos para cada cargo.

  • Analista Judiciário – Área: Judiciária – 2.858 (3 vagas)
  • Analista Judiciário Administrativo– 1.964 (cadastro reserva)
  • Analista Judiciário em Contabilidade – 459 (2 vagas)
  • Técnico Judiciário Administrativo – 8.538 (3 vagas)
  • Técnico Judiciário em Programação de Sistemas – 472 (2 vagas)

Concurso TRE TO: Etapas de provas

O concurso contou com duas etapas no total: uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com um total de 60 questões; e uma prova discursiva, composta por uma redação. Segue abaixo a tabela com as provas e seus respectivos pesos.

Prova/TipoÁrea de ConhecimentoNúmero de QuestõesPeso
P1- ObjetivaConhecimentos Gerais201
P2 – ObjetivaConhecimentos Específicos403
P3 – Discursiva————-12

As provas tiveram duração de 4h30, a prova para Analista ocorreu no período da manhã e para Técnico, na parte da tarde. O que permitiu à alguns candidatos concorrerem em mais de um cargo, aumentando assim as chances de aprovação no concurso TRE TO.

  • Conhecimentos Gerais
  • Português
  • Noções de Informática
  • Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais
  • Regimento Interno do TRE TO
  • Noções sobre Direito da Pessoas com deficiência

Prova Discursiva

Para a prova discursiva foram cobradas temas específicos para cada cargo, elaboramos uma lista com esses assuntos e os requisitos para pontuar na redação.

Analista Judiciário – Área Judiciária – Tema sobre Direito Constitucional e (ou) Direito Eleitoral
Analista Judiciário AdministrativoTema relacionado à Administração Pública
Analista Judiciário em ContabilidadeTema relacionado(s) à Contabilidade Pública
Técnico Judiciário AdministrativoTema atual ligado ao mundo contemporâneo divulgado pelos meios de comunicação
Técnico Judiciário em Programação de SistemasTema sobre conhecimentos específicos da área.

Requisitos da prova discursiva

A prova discursiva, como as outras avaliações, vale 10 pontos e o seu formato é um texto dissertativo de até 30 linhas. Outro detalhe, a redação só é corrigida se o candidato for classificado nas provas objetivas, acertar igual ou superior a 50% das questões.

Além disso, a banca examinadora segue os critérios abaixo de classificação.

Cargo/Área/EspecialidadeAmpla concorrênciaCandidatos que se
autodeclararam
negros
Analista Judiciário –
Área: Judiciária
150ª38ª
Analista Judiciário –
Área: Administrativa
50ª13ª
Analista Judiciário –
Área: Administrativa –
Especialidade: Contabilidade
40ª10ª
Técnico Judiciário –
Área: Administrativa
150ª38ª
Técnico Judiciário –
Área: Apoio Especializado –
Especialidade: Programação de
Sistemas
100ª25ª

A prova discursiva avaliará o conteúdo/conhecimento do tema, a capacidade de expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa. A avaliação de conteúdo é feita por pelo menos dois examinadores e a nota é obtida por uma média aritmética.

A redação é corrigida conforme os critérios a seguir:

  • A apresentação e a estrutura textuais e o desenvolvimento do tema totalizam a nota relativa ao domínio do conteúdo (NC), cuja pontuação máxima será limitada ao valor de 10,00 pontos;
  • A avaliação da modalidade escrita totaliza o número de erros (NE) do candidato, considerando‐se aspectos tais como: ortografia, morfossintaxe e propriedade vocabular;
  • Só é computado o número total de linhas (TL) efetivamente escritas pelo candidato;
  • Para efeito de avaliação, é desconsiderado qualquer fragmento de texto escrito fora do local apropriado ou que ultrapassar a extensão máxima de linhas estabelecida (30 linhas).

Quer estudar para Concurso TRE TO?

Gostou desta oportunidade e deseja começar se preparar agora mesmo? Então, confira os nossos cursos e comece a estudar para TRE TO:

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país.

Assinatura Ilimitada

Assinatura Ilimitada*

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

Sistema de Questões

Assinatura Ilimitada*

Estratégia Questões nasceu maior do que todos os concorrentes, com mais questões cadastradas e mais soluções por professores. Clique no link e aproveite os descontos e bônus imperdíveis!

Concursos Abertos

mais de 15 mil vagas

Concursos 2020

mais de 11 mil vagas

Concursos 2021

mais de 17 mil vagas

Informações sobre o último concurso TRE TO

Data: 2018
Vagas: 10 vagas
Cargos: Analista e Técnico Judiciário
Lotações: Tocantis
Escolaridade: Nível Médio e Superior
Banca: CESPE
Edital: Edital TRE TO

Posts Relacionados

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados