Notícia

Concurso TJ RN retomado! Veja os detalhes

O concurso TJ RN (Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte) com a oferta de vagas para Técnico Judiciário, de nível médio, foi retomado!

A informação foi divulgada pela banca organizadora, a FGV, no dia 31 de janeiro de 2024. Além disso, foi divulgada a retificação do resultado preliminar da prova objetiva.

Vale recordar que no dia 29 de dezembro de 2023 o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte havia publicado um comunicado retomando parcialmente o concurso público, apenas para os cargos de nível superior.

A suspensão foi em razão de consulta formulada ao Conselho Nacional de Justiça.

São ofertadas 229 vagas mais cadastro de reserva. As oportunidades são para os cargos de Técnico Judiciário, Analista Judiciário e Oficial de Justiça, para diversas funções de níveis médio e superior de escolaridade.

Confira os resultados do concurso TJ RN ao longo do artigo!

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país.

Concurso TJ RN: situação atual

Resultados

Após ter sido suspenso em outubro para consulta ao CNJ sobre regra para candidatos negros, o concurso TJ RN foi retomado e teve seus resultados republicados. Confira as listas abaixo:

Concurso TJ RN: inscritos

A FGV (Fundação Getúlio Vargas) divulgou a concorrência oficial para o concurso público para provimento de 229 vagas para servidor e formação de cadastro de reserva. Ao todo, 54.842 inscrições foram homologadas.

Desse total, 44.152 pagas e 10.690 isentas. A maior concorrência é para o cargo de Oficial de Justiça – Mesorregião Leste Potiguar: 1.157 candidatos. A menor concorrência é para o cargo de Analista Judiciário – Apoio especializado – Tecnologia de Informação Análise de Sistemas: 28,90 candidatos para uma vaga.

Cargos e vagas do concurso TJ RN

Segundo o edital, o quadro de oportunidades é o seguinte:

CargoVagasSalário inicial
Técnico Judiciário – área Judiciária 160 + 288 CRR$ 3.974,08 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – T.I. Análise de Sistemas25 + 50 CRR$ 7.301,18 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – T.I. Análise de Sistemas e Análise de Sistemas (Inteligência Artificial) 05 + 25 CRR$ 7.301,18 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – T.I. Análise de Suporte05 + 72 CRR$ 7.301,18 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – Psicologia 11 + 68 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – Serviço Social 08 + 51 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – Contabilidade, Ciências Atuariais ou Econômica 08 + 17 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – História ou Museologia 01 + 6 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – Arquivologia01 + 6 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – Biblioteconomia01 + 6 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – Pedagogia 02 + 6 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Analista Judiciário – Direito CR + 48 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Oficial de Justiça – Direito02 + 48 CRR$ 6.637,44 + R$ 1.700 de auxílio alimentação
Concurso TJ RN: cargos e vagas

Além do auxílio alimentação, todos os cargos terão acréscimo de valores referentes ao auxílio de assistência à saúde, de acordo com a faixa etária do servidor público.

Etapas e provas do concurso TJ RN

A seleção dos candidatos se dá mediante aplicação das seguintes etapas:

  • Prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; e
  • Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório; e
  • Prova de títulos, de caráter classificatório.

Além disso, haverá Perícia Médica dos candidatos que se declararem com deficiência e Heteroidentificação dos candidatos que se declararem negros.

Provas Objetivas

Para os cargos de nível superior, a Prova Objetiva foi composta por 70 questões de múltipla escolha, com cinco (5) alternativas cada, sendo uma única a correta. Foram 40 de Conhecimentos Básicos e 30 de Conhecimentos Específicos.

Para os cargos de nível médio, a etapa foi composta por 60 questões de múltipla escolha, também do tipo múltipla escolha, sendo 30 de Conhecimentos Básicos e 30 de Conhecimentos Específicos.

As provas objetivas, com aplicações nas cidades de Natal, Mossoró e Caicó, foram aplicadas no turno da manhã, em dias distintos, conforme o cargo pretendido:

  • Analista Judiciário e Oficial de Justiça: 4 de junho; e
  • Técnico Judiciário: 11 de junho.

Disciplinas cobradas

Técnico

  • Língua Portuguesa
  • Legislação Específica
  • Conhecimentos Específicos

Analista (todas as especialidades)

  • Língua Portuguesa
  • Noções de Direito Constitucional e de Direito Administrativo
  • Legislação Específica
  • Conhecimentos Específicos

Analista e Oficial de Justiça – Direito

  • Língua Portuguesa
  • Legislação Específica
  • Conhecimentos Específicos

Prova Discursiva

Técnico

A redação teve que ser redigida em gênero dissertativo-argumentativo, com número mínimo de 15 (quinze) e máximo de 20 (vinte) linhas.

Será considerado aprovado na etapa o candidato que obtiver nota igual ou superior a 15 (quinze) pontos, numa escala de 0 (zero) a 30 (trinta) no total, na Prova Escrita Discursiva.

Analista TI

A Prova Escrita Discursiva, para os cargos de Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Tecnologia da Informação (todas as especialidades), constou de duas (2) questões discursivas relativas aos Conhecimentos Específicos.

Será considerado aprovado na etapa o candidato que obtiver nota igual ou superior a 15 pontos, numa escala de 0 a 30 no total.

Analista e Oficial de Justiça – Direito

A etapa constou de 2 (duas) questões discursivas relativas aos Conhecimentos Específicos para os cargos de Analista Judiciário (todas as áreas e todas as especialidades) e Oficial de Justiça – Área Judiciária – Direito.

Será considerado aprovado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 15 (quinze) pontos,
numa escala de 0 (zero) a 30 (trinta) no total.

Avaliação de Títulos

Após a publicação do resultado da Prova Discursiva, a Fundação Getulio Vargas (FGV) receberá
os títulos dos candidatos aprovados.

Analista e Oficial de Justiça – Direito

Analista TI – todos os cargos

TI Analista de Sistemas
TI – Analista de Inteligência Artificial
TI – Analista de Suporte

Concurso TJ RN: Carreira

Salários e Benefícios

Confira abaixo o vencimento básico ofertado segundo o levantamento de julho de 2022 do Portal da Transparência do órgão:

CargoEscolaridadeSalário inicialSalário final
Técnico JudiciárioMédioR$ 3.974,08R$ 6.305,57
Oficial de JustiçaSuperiorR$ 6.637,44R$ 13.162,21
Analista JudiciárioSuperiorR$ 6.637,44R$ 13.162,21
Analista Judiciário- Tecnologia da Informação – Análise de Sistemas, Análise de SuporteSuperiorR$ 7.301,18R$ 13.162,21
Tabela de remuneração

Além desses vencimentos, todos os cargos farão jus ao recebimento de Auxílio-alimentação, no valor de R$ 1.700,00, e o cargo de Oficial de Justiça ainda fará jus ao Auxílio-transporte, no valor de R$ 995,62.

Atribuições dos principais cargos

Oficial de Justiça:
fazer, pessoalmente, as citações, intimações, notificações, prisões, e demais diligências que lhe forem ordenadas;
lavrar, no processo, certidões dos atos de que trata o inciso anterior e autos de penhora, de depósito, de resistência ou de arrombamento, nos casos previstos em lei;
proceder e conduzir à presença do Juiz ou autoridade competente os que forem encontrados em flagrante delito, ou por ordem escrita da mesma autoridade;
convocar pessoa idônea para auxiliá-lo nas diligências e testemunhar os atos de seus ofício, quando necessário;
executar as ordens emanadas do Juiz perante o qual servir;
solicitar o auxílio de força pública para o cumprimento dos autos de ofício, quando necessário, mediante prévia autorização do Juiz.

Técnico Judiciário:
datilografar ou digitar sentenças e despachos;
arquivar resenhas, ofícios, Diário Oficial e registrar sentenças;
cumprir os provimentos e as determinações do Juiz e do Diretor de secretaria;
orientar e prestar informações sobre os processos;
executar outras atribuições que lhe forem conferidas pelo Juiz;
substituir o Diretor nas suas faltas e impedimentos.

Cargos vagos

Há 18 anos sem realizar novos concursos, o TJ RN possui atualmente 1.057 cargos vagos em todas as carreiras de servidores. O cargo com maior déficit é o de Técnico Judiciário, com 344 cargos vagos.

Confira abaixo a relação dos principais cargo de acordo com o último levantamento disponível no Portal Transparência do TJRN, realizado em abril de 2022:

CargosVagos OcupadosTotal
Auxiliar Técnico 3297321048
Técnico Judiciário 344580906
Oficial de Justiça 102424506
Analista Judiciário 74377
Tabela de cargos vagos e ocupados

Concurso 2020 – área de TI

O edital do concurso TJ RN ofertou 33 vagas para sete funções diferentes, todas na área de T.I., para regime de 40 horas semanais, com remuneração variando entre R$ 2.676,61 e R$ 5.520,16.

Cargos Vagas Nível Remunerações
Analista de suporte pleno – Infraestrutura 6 Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 5.142,80
Coordenador técnico de atendimento e suporte 1Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 4.811,28
Analista de suporte pleno – Banco de dados 6Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 5.142,80
Analista de sistemas sênior 5 Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 5.520,16
Administrador de Sites (Web Master) 3Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 5.520,16
Técnico de suporte sênior 12 Médio R$ 2.676,61
Cargos, vagas e remunerações

Vale ressaltar que os valores apresentados não estão acrescidos das possíveis gratificações. Além da remuneração, os aprovados terão direito a auxílio-alimentação (atualmente de R$ 1.400) e auxílio-saúde (o qual varia de R$ 800 a R$ 1.200, dependendo da idade do beneficiário).

Gratificação adicional por tempo de serviço (Quinquênios): 5%, 10%, 15%, 20%, 25% , 30% e 35%.

Concurso TJ RN: Etapas de provas

O concurso TJ RN se dividirá nas seguintes fases:

  • Prova Objetiva: caráter eliminatório e classificatório
  • Análise Profissional: caráter classificatório

Prova Objetiva

A prova objetiva de múltipla escolha será composta de 50 questões, a serem resolvidas no período máximo de 4 horas, sendo assim divididas:

  • 10 questões de Língua Portuguesa;
  • 10 questões sobre Lei de Organização Judiciária e
  • 30 questões de Conhecimentos Específicos.

Cada questão valerá um ponto. Serão classificados para a segunda etapa, de análise profissional específica, os candidatos que obtiverem, pelo menos, 50% de acertos das questões válidas da prova objetiva de múltipla escolha.

Análise Profissional

A análise profissional específica, para todos os cargos oferecidos, terá duas categorias:

  1. Experiência profissional específica na área de Tecnologia da Informação e Comunicação;
  2. Experiência profissional específica em ferramentas judiciais.

A prova de análise profissional específica, de caráter classificatório, será realizada por meio da comprovação de experiência profissional específica, que constará de:

  • Atestado pessoal de atividade técnica relacionada à Tecnologia da Informação e Comunicação, em órgão público, constando o período e o tempo (em anos, meses e dias).
  • Atestado pessoal de atividade técnica relacionada à Tecnologia da Informação e Comunicação em ferramentas judiciais, em órgão público, constando o período e o tempo (em anos, meses e dias).

O cálculo da pontuação dos candidatos que comprovarem tempo de experiência profissional, em ambos os casos, será realizado conforme os critérios abaixo:

Tempo de experiência específica no Poder Público (em ferramentas judiciais ou não)Atividade no Poder Judiciário Atividade em outros poderes
Até 1 ano2
De 1 ano e 1 dia até 2 anos 42
De 2 anos e 1 dia até 3 anos 63
De 3 anos e 1 dia até 4 anos 84
De 4 anos e 1 dia até 5 anos 105
Mais de 5 anos 126
Quadro de tempo de experiência específica no Poder Público TI RN

Permitiu-se acumulação dos pontos referentes às atividades apresentadas nos dois critérios, sendo a pontuação final limitada ao máximo de 30 pontos.

O envio da documentação comprobatória para a prova de análise profissional será feita, exclusivamente, via internet, a partir das 8 horas do dia 17 de janeiro até às 23 horas e 59 minutos do dia 06 de fevereiro, observados o horário local de Natal.

Classificação Final

A nota final do concurso será a soma dos pontos da prova de múltipla escolha com a prova de análise profissional. A partir dessa pontuação, os candidatos serão classificados em ordem decrescente, com base na nota final, para cada cargo. Ou seja, aqueles que obtiverem as melhores notas terão maiores chances de conquistar a vaga desejada.

Concurso 2001 – Servidores

O último concurso TJ RN foi realizado em 2001 sob organização da Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte em convênio com a Universidade Potiguar para o provimento de cargos vagos nas carreiras de Técnico Judiciário, Oficial de Justiça (ambos de nível superior) e Auxiliar Técnico, de nível médio.

Etapas do concurso

O Concurso constou de uma prova objetiva, de caráter eliminatório, comum a todos os cargos, com 100 questões de múltipla escolha, além de uma prova de títulos, aplicável apenas aos candidatos aos cargos de nível superior, de caráter classificatório, aprovados na prova objetiva.

Prova objetiva

Cargos de Nível Superior:
Português – 20 questões
Conhecimentos Gerais -10 questões
Noções de Direito Constitucional – 15 questões
Noções de Processo Civil – 15 questões
Noções de Processo Penal – 15 questões
Lei de Organização Judiciária do Estado do RN – 15 questões
Noções de Informática – 10 questões

Cargo de Nível Médio:
Português – 35 questões
Conhecimentos Gerais – 25 questões
Lei de Organização Judiciária do Estado do RN – 20 questões
Noções de Informática – 20 questões

As provas objetivas foram realizadas nas seguintes cidades-sede: Açu, Caicó, Ceará Mirim, Currais Novos, João Câmara, Macau, Mossoró, Natal , Nova Cruz e Pau dos Ferros.

Prova de títulos

A prova de títulos teve o valor máximo de até 4 pontos e foi apenas classificatória.

GRUPO I – Total de 18 pontos
a) Título de Doutor (06 pontos);
b) Título de Conclusão e Aproveitamento de curso de preparação à carreira da Magistratura (5 pontos);
c) Exercício de cargo público obtido mediante concurso público, com exercício de pelo menos um ano (4 pontos);
d) Exercício da atividade de conciliador perante os Juizados Especiais, pelo período não inferior a um ano (3 pontos)

GRUPO II – Total de 14 pontos
a) Título de Mestre (5 pontos);
b) Título de Conclusão e Aproveitamento de curso de preparação à carreira do Ministério Público e da Escola de Advocacia, com pelo menos 360 horas-aulas (4 pontos);
c) Curso de Extensão ou Especialização, em qualquer área do ensino superior, com pelo menos 360 horas-aulas (3 pontos);
d) Aprovação em concurso público para cargo na administração pública ou nos Poderes Legislativo e Judiciário (2 pontos)

GRUPO III – Total de 8 pontos
a) Diploma de conclusão de curso acadêmico superior, quando não exigido para o cargo, participação e aproveitamento em curso de formação profissional (3 pontos)
b) Participação em congresso, seminários, simpósios, painéis ou outros eventos assemelhados (2 pontos);
c) Exercício de emprego público, obtido com ou sem concurso, atestado por documento autêntico e idôneo, pelo prazo mínimo de um ano (1,5 ponto)
d) Estágio na Magistratura, Ministério Público, Procuradorias e órgãos da administração direta e indireta pública, pelo prazo mínimo de um ano (1,5 ponto);

Para efeito de pontuação só foi computado um título de cada item do respectivo grupo. A nota final dos títulos foi apurada através da soma dos valores obtidos em cada grupo de títulos dividido por 10, até o total máximo de 04 pontos, que foram adicionados a nota mínima 06.

Nomeações

De acordo com a resposta enviada pelo órgão após contato da nossa equipe de jornalismo, foram nomeados, no total, 1.733 servidores, sendo 07 candidatos com deficiência, assim divididos:

CARGO TOTAL DE CONVOCADOSCONVOCADOS PcDÚLTIMA COLOCAÇÃO CONVOCADA
Auxiliar Técnico83304833º
Técnico Judiciário73202722º
Oficial de Justiça16801168º
TOTAL173307
Nomeações

Quer saber tudo sobre concursos previstos?
Confira nossos artigos!

Quer estudar para concurso TJ RN?

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país.

Assinatura Concursos

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

ficha técnica para o  concurso TJ RN

Informações do concurso TJ RN

Data da prova: 04 e 11 de junho
Vagas: 229 + CR
Cargos: Técnico, Analista e Oficial de Justiça
Escolaridade: médio e superior
►Banca:
FGV
►Editais: 01 | 02 | 03

♦Informações do Concurso TJ 2020 – área de TI

Data: 1.º de março de 2020
Vagas: 33 vagas
Cargos: na área de Tecnologia da Informação
Escolaridade:Médio e Superior
►Banca:
UFRN/COMPERVE
►Edital: Edital TJ RN 2020 T.I.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja os comentários
  • Aí Jesus, pq o RN não realiza logo esse concurso em? Vou fazer o do TJ-CE, tá pra sair o edital a qualquer momento. Já estou estudando muito, pq se for esperar por o nosso aqui do RN, não sai é nunca. Só queria entender a razão de realizarem mais concurso do TJ aqui no nosso RN.
    Elizabeth em 10/05/19 às 09:14
  • Quem está esperando concurso p TJRN pode se dedicar a outro, pelo menos por enquanto. A politicagem no tribunal é grande e a necessidade de cargos é real, haja vista 18 anos sem concurso. Porém, não há vontade política de fazer a coisa andar. Enquanto isso, há juízes com -pasmem- cerca de 10 estagiários, isso mesmo, 10! Então não se entusiasmem muito com esse concurso (apesar da nova sede estar sendo construída). Vão se preparando para outros e fiquem sempre de olho nele, mas não foquem nele agora.
    CARLOS A P FERREIRA em 05/02/19 às 15:41
  • Espero que esse concurso saia em 2019. Serão praticamente 18 anos sem fazer concursos (Tirando os magistrados). Não é possível que não tenham muitas vagas para o ensino médio! Estou clamando aos céus!!!
    Claudia Lima em 06/11/18 às 23:10
  • olá Lucas, o TJ RN não confirmou essa informação. Qualquer novidade será publicada na matéria, então fique de olho! Bons estudos
    Natália Scarano em 27/02/18 às 11:27
  • É verdade que só haverá vagas para tecnologia da informação, e não haverá para técnico e oficial?
    Lucas Abrantes em 26/02/18 às 20:46
  • Olá Robson, Há previsão no orçamento para esse ano, mas o governo do RN que decidirá. Bons estudos!
    Natália Scarano em 23/02/18 às 12:39
  • É certeza que sairá este ano?
    Robson Costa em 23/02/18 às 12:30
  • Olá Keven, sim..somente no RN. Bons estudos!
    Natália Scarano em 23/02/18 às 12:26
  • A prova vai ser realizada so em RN?
    Keven em 21/02/18 às 10:47
  • Olá Wesley, por enquanto nenhuma, como o concurso está previsto desde 2016, pode ser que ele aconteça este ano,mas ainda não obtivemos maiores informações. Att, Equipe Estratégia Concursos
    Fernanda Brito em 21/02/18 às 08:42
  • Alguma noticia do TJ PB?
    wesley em 21/02/18 às 07:40