Concurso TJ RN: inscrições abertas para 33 vagas na área de T.I.
Coordenação

Concurso TJ RN: inscrições abertas para 33 vagas na área de T.I.

As inscrições do concurso TJ RN estão abertas até o dia 4 de fevereiro de 2020. Para realizar a mesma é obrigatório acessar o portal online da banca organizadora do certame é o núcleo permanente de concursos (Compreve) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN.

Para confirmar a participação, os candidatos deverão pagar a taxa nos valores de R$80,00 e R$100,00, conforme o cargo escolhido. Já a prova do concurso está prevista para o dia 1 de março de 2020.

O processo seletivo simplificado visa o provimento de 33 vagas de servidores temporários do quadro de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Poder Judiciário.

Se você está se preparando para o próximo concurso do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, ao longo deste artigo vai poder conferir as novidades sobre o certame e os principais tópicos do último edital, publicado há 18 anos.

Situação atual do concurso TJ RN

No dia 07 de janeiro já havia sido publicado no Diário da Justiça Eletrônico do Rio Grande do Norte, a Dispensa de Licitação que define a banca organizadora do próximo concurso TJ RN. A escolhida foi a Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN.

Conforme confirmado anteriormente pelo próprio órgão, em seu Portal oficial, a seleção se destina ao provimento de 33 vagas temporárias na área de Tecnologia da Informação. O reforço de mão de obra foi sugerido pelo Conselho Nacional de Justiça e será locado na equipe que gere o PJe, o sistema de processo judicial eletrônico.

Banca organizadora do Concurso TJ RN
Banca organizadora do Concurso TJ RN

Principais datas

Período de inscrições: 27 de janeiro a 4 de fevereiro
Isenção: 27 a 30 de janeiro
Data da Prova: 1.º de março de 2020
Taxa
: R$ 80,00 (médio) e R$ 100,00 (superior)

Cargos, Vagas e Remuneração

O edital do concurso TJ RN oferta 33 vagas para sete funções diferentes, todas na área de T.I., para regime de 40 horas semanais, com remuneração variando entre R$ 2.676,61 e R$ 5.520,16.

Cargos Vagas Nível Remunerações
Analista de suporte pleno – Infraestrutura 6 Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 5.142,80
Coordenador técnico de atendimento e suporte 1Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 4.811,28
Analista de suporte pleno – Banco de dados 6Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 5.142,80
Analista de sistemas sênior 5 Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 5.520,16
Administrador de Sites (Web Master) 3Superior na área de tecnologia da informação e comunicação. R$ 5.520,16
Técnico de suporte sênior 12 Médio R$ 2.676,61

Vale ressaltar que os valores apresentados não estão acrescidos das possíveis gratificações. Além da remuneração, os aprovados terão direito a auxílio-alimentação (atualmente de R$ 1.400) e auxílio-saúde (o qual varia de R$ 800 a R$ 1.200, dependendo da idade do beneficiário).

Gratificação adicional por tempo de serviço (Quinquênios): 5%, 10%, 15%, 20%, 25% , 30% e 35%.

Etapas do novo concurso TJ RN

O concurso TJ RN se dividirá nas seguintes fases:

  • Prova Objetiva: caráter eliminatório e classificatório
  • Análise Profissional: caráter classificatório

Prova Objetiva

A prova objetiva de múltipla escolha será composta de 50 questões, a serem resolvidas no período máximo de 4 horas, sendo assim divididas:

  • 10 questões de Língua Portuguesa;
  • 10 questões sobre Lei de Organização Judiciária e
  • 30 questões de Conhecimentos Específicos.

Cada questão valerá um ponto. Serão classificados para a segunda etapa, de análise profissional específica, os candidatos que obtiverem, pelo menos, 50% de acertos das questões válidas da prova objetiva de múltipla escolha.

Análise Profissional

A análise profissional específica, para todos os cargos oferecidos, terá duas categorias:

  1. Experiência profissional específica na área de Tecnologia da Informação e Comunicação;
  2. Experiência profissional específica em ferramentas judiciais.

A prova de análise profissional específica, de caráter classificatório, será realizada por meio da comprovação de experiência profissional específica, que constará de:

  • Atestado pessoal de atividade técnica relacionada à Tecnologia da Informação e Comunicação, em órgão público, constando o período e o tempo (em anos, meses e dias).
  • Atestado pessoal de atividade técnica relacionada à Tecnologia da Informação e Comunicação em ferramentas judiciais, em órgão público, constando o período e o tempo (em anos, meses e dias).

O cálculo da pontuação dos candidatos que comprovarem tempo de experiência profissional, em ambos os casos, será realizado conforme os critérios abaixo:

Tempo de experiência específica no Poder Público (em ferramentas judiciais ou não)Atividade no Poder Judiciário Atividade em outros poderes
Até 1 ano2
De 1 ano e 1 dia até 2 anos 42
De 2 anos e 1 dia até 3 anos 63
De 3 anos e 1 dia até 4 anos 84
De 4 anos e 1 dia até 5 anos 105
Mais de 5 anos 126

Será permitida a acumulação dos pontos referentes às atividades apresentadas nos dois critérios, sendo a pontuação final limitada ao máximo de 30 pontos.

O envio da documentação comprobatória para a prova de análise profissional será feita, exclusivamente, via internet, a partir das 8 horas do dia 17 de janeiro até às 23 horas e 59 minutos do dia 06 de fevereiro, observados o horário local de Natal.

Classificação Final

A nota final será calculada pela soma dos pontos obtidos na prova de múltipla escolha com os obtidos na prova de análise profissional específica. A classificação final, por cargo, será feita em ordem decrescente da nota final dos candidatos.

Último concurso TJ RN

O último concurso TJ RN foi realizado em 2001 sob organização da Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte em convênio com a Universidade Potiguar para o provimento de cargos vagos nas carreiras de Técnico Judiciário, Oficial de Justiça (ambos de nível superior) e Auxiliar Técnico, de nível médio.

Etapas do concurso

O Concurso constou de uma prova objetiva, de caráter eliminatório, comum a todos os cargos, com 100 questões de múltipla escolha, além de uma prova de títulos, aplicável apenas aos candidatos aos cargos de nível superior, de caráter classificatório, aprovados na prova objetiva.

Prova objetiva

Cargos de Nível Superior:
Português – 20 questões
Conhecimentos Gerais -10 questões
Noções de Direito Constitucional – 15 questões
Noções de Processo Civil – 15 questões
Noções de Processo Penal – 15 questões
Lei de Organização Judiciária do Estado do RN – 15 questões
Noções de Informática – 10 questões

Cargo de Nível Médio:
Português – 35 questões
Conhecimentos Gerais – 25 questões
Lei de Organização Judiciária do Estado do RN – 20 questões
Noções de Informática – 20 questões

As provas objetivas foram realizadas nas seguintes cidades-sede: Açu, Caicó, Ceará Mirim, Currais Novos, João Câmara, Macau, Mossoró, Natal , Nova Cruz e Pau dos Ferros.

Prova de títulos

A prova de títulos teve o valor máximo de até 4 pontos e foi apenas classificatória.

GRUPO I – Total de 18 pontos
a) Título de Doutor (06 pontos);
b) Título de Conclusão e Aproveitamento de curso de preparação à carreira da Magistratura (5 pontos);
c) Exercício de cargo público obtido mediante concurso público, com exercício de pelo menos um ano (4 pontos);
d) Exercício da atividade de conciliador perante os Juizados Especiais, pelo período não inferior a um ano (3 pontos)

GRUPO II – Total de 14 pontos
a) Título de Mestre (5 pontos);
b) Título de Conclusão e Aproveitamento de curso de preparação à carreira do Ministério Público e da Escola de Advocacia, com pelo menos 360 horas-aulas (4 pontos);
c) Curso de Extensão ou Especialização, em qualquer área do ensino superior, com pelo menos 360 horas-aulas (3 pontos);
d) Aprovação em concurso público para cargo na administração pública ou nos Poderes Legislativo e Judiciário (2 pontos)

GRUPO III – Total de 8 pontos
a) Diploma de conclusão de curso acadêmico superior, quando não exigido para o cargo, participação e aproveitamento em curso de formação profissional (3 pontos)
b) Participação em congresso, seminários, simpósios, painéis ou outros eventos assemelhados (2 pontos);
c) Exercício de emprego público, obtido com ou sem concurso, atestado por documento autêntico e idôneo, pelo prazo mínimo de um ano (1,5 ponto)
d) Estágio na Magistratura, Ministério Público, Procuradorias e órgãos da administração direta e indireta pública, pelo prazo mínimo de um ano (1,5 ponto);

Para efeito de pontuação só foi computado um título de cada item do respectivo grupo. A nota final dos títulos foi apurada através da soma dos valores obtidos em cada grupo de títulos dividido por 10, até o total máximo de 04 pontos, que foram adicionados a nota mínima 06.

Há 18 anos sem realizar novos concursos, o TJ RN possui atualmente 1.023 cargos vagos em todas as carreiras de servidores. O cargo com maior déficit é o de Técnico Judiciário, com 317 cargos vagos. Confira abaixo a relação dos principais cargos:

  • Auxiliar técnico: 308 cargos vagos
  • Técnico Judiciário: 317 cargos vagos
  • Assistente em Administração Judiciária: 29 cargos vagos
  • Técnico Assistência Judiciária: 94 cargos vagos
  • Técnico em Informática Judiciário: 19 cargos vagos
  • Assistente em Informática Judiciário: 40 cargos vagos
  • Oficial de Justiça: 66 cargos vagos
  • Analista Judiciário: 73 cargos vagos

Técnico Judiciário/Técnico Judiciário Informática/Oficial de Justiça

  • Inicial: R$ 3.174,5
  • Final: R$ 6.295,24

Assistente Judiciário Informática

  • Inicial: R$ 1.989,75
  • Final: R$ 4.715,49

Atribuições dos principais cargos

Oficial de Justiça:
fazer, pessoalmente, as citações, intimações, notificações, prisões, e demais diligências que lhe forem ordenadas;
lavrar, no processo, certidões dos atos de que trata o inciso anterior e autos de penhora, de depósito, de resistência ou de arrombamento, nos casos previstos em lei;
proceder e conduzir à presença do Juiz ou autoridade competente os que forem encontrados em flagrante delito, ou por ordem escrita da mesma autoridade;
convocar pessoa idônea para auxiliá-lo nas diligências e testemunhar os atos de seus ofício, quando necessário;
executar as ordens emanadas do Juiz perante o qual servir;
solicitar o auxílio de força pública para o cumprimento dos autos de ofício, quando necessário, mediante prévia autorização do Juiz.

Técnico Judiciário:
datilografar ou digitar sentenças e despachos;
arquivar resenhas, ofícios, Diário Oficial e registrar sentenças;
cumprir os provimentos e as determinações do Juiz e do Diretor de secretaria;
orientar e prestar informações sobre os processos;
executar outras atribuições que lhe forem conferidas pelo Juiz;
substituir o Diretor nas suas faltas e impedimentos.

Auxiliar Técnico:
receber, registrar e autuar as petições e dar andamento aos processos;
datilografar ou digitar os atos e termos processuais;
informar sobre o andamento dos processos;
– executar outras atribuições que lhes forem conferidas pelo Juiz.

Quer estudar para Concurso TJ RN?

CURSO TJ RN

Assinatura Anual Ilimitada*

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

ASSINE AGORA – Assinatura Ilimitada

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2020

CONCURSOS TRIBUNAIS

Ficha técnica concurso TJ RN

♦Informações do próximo Concurso TJ RN

Data: 1.º de março de 2020
Vagas: 33 vagas
Cargos: na área de Tecnologia da Informação
Escolaridade:Médio e Superior
►Banca:
UFRN/COMPERVE
►Edital: Edital TJ RN 2020 T.I.

♦Informações do último Concurso TJ RN

Data: 2011
Vagas: provimento de cargos vagos
Cargos: Técnico Judiciário, Oficial de Justiça e Auxiliar Técnico
►Banca:
ESMARN
Escolaridade: Nível médio e superior
Edital: Edital TJ RN 2001

Ascom Estratégia
[email protected]

Compartilhe:

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.