Como usar o filme O Poço na redação?
Concursos Públicos

Como usar o filme O Poço na redação?

Prof. Raphael Reis chegando na área para analisar e refletir sobre o filme “O Poço”, grande audiência da Netflix.

De fato, é uma produção que permite muitas reflexões e pode ser utilizada como recurso argumentativo na redação de tipologia dissertativa-argumentativa.

A alusão cinematográfica pode ser aplicada na contextualização (introdução), bem como na construção do parágrafo argumentativo.

Para explorar melhor os elementos simbólicos do filme, fiz uma “live” discutindo as principais referências que observei no filme: os livros “Dom Quixote”, “A Bíblia” e “A Divina Comédia”.

Segue o link da “live”:

Quem sou eu?

Sou o Professor Raphael Reis. Para quem ainda não me conhece, fica aqui uma breve apresentação: sou Professor do Estratégia Concursos desde 2016 e leciono os seguintes conteúdos: Redação (macroestrutura), Recursos, História, Filosofia e Sociologia. Fiz minha graduação em História (UFJF), especialização em Políticas Públicas e Gestão Social (UFJF) e mestrado em Sociologia da Educação (UFJF).

Nos últimos anos tenho me especializado na parte de macroestrutura da
redação. Ao perceber que a grande dificuldade dos candidatos é desenvolver argumentos bem fundamentados, criei o curso inédito e inovador de Ciências Humanas para Redação, que já atendeu milhares de alunos e têm contribuído decisivamente para a melhoria das notas. Sou autor do e-book 15 conceitos para mandar bem na redação da FCC e editor da revista de atualidades Centro do Mundo.

Sigam-me os bons:

Instagram (@profraphaelreis)

YouTube (Professor Raphael Reis)

Telegram: t.me/profraphael

Site: professorraphaelreis.com.br

Posts Relacionados

Raphael de Oliveira Reis

Raphael de Oliveira Reis

Graduado em História (UFJF), Especialista em Políticas Públicas e Gestão Social (UFJF), MBA em Organização de Campanha Eleitoral (Uninter) e Mestre em Sociologia da Educação (UFJF). Atua nas seguintes áreas: redação, recursos de redação, História do Brasil, Sociologia e Filosofia. Nas horas livres gosta de escrever contos e de ler literatura! É autor do livro de ficção "Contos que Machado de Assis e Jorge Luiz Borges Elogiaram".  

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados