Artigo

Comentário da prova de Português TJ SP – Psicólogo 2017

Olá, pessoal!

Hoje às 19 horas eu faço uma transmissão no canal You Tube do Estratégia Concursos com o comentário da prova de Português TJ SP – Psicólogo 2017.

Só clicar aqui e aguardar!

O gabarito é o seguinte:

 

1. C            2. C          3. D           4. C           5. D 

6. A           7. A           8. E           9. A          10. B

11. C         12. A         13. D         14. D         15. A         

16. E         17. B         18. D         19. E         20. C

21. A         22. E         23. C         24. D         25. A         

26. E         27. B         28. B         29. D         30. C

 

Veja a prova abaixo:

Concurso-TJ-Psicólogo

 

RECURSO:

Cabe recurso contra a questão 17, porque ela não se limitou aos pronomes de tratamento, pois cobrou o emprego do vocativo dirigido a um juiz, o que é previsto especificamente no Manual de Redação da Presidência da República, o qual não estava previsto nem no conteúdo programático, nem na bibliografia recomendada no edital. Assim, houve uma extrapolação do conteúdo programático.

Veja a questão e o comentário:

17. Um funcionário do Judiciário que precise encaminhar um documento oficial a um juiz iniciará seu texto da seguinte forma:

(A) Juiz, segue o relatório para que Sua Excelência analiseis a necessidade ou não de incluir novas informações.

(B) Senhor Juiz, segue o relatório para que Vossa Excelência analise a necessidade ou não de incluir novas informações.

(C) Ilustríssimo Juiz, segue o relatório para que Vossa Excelência analise a necessidade ou não de incluir novas informações.

(D) Sua Excelência Senhor Juiz, segue o relatório para Vossa Excelência analisar a necessidade ou não de incluir novas informações.

(E) Senhor Juiz, segue o relatório para que Sua Excelência analise a necessidade ou não de incluir novas informações.

Comentário: Quando o pronome de tratamento se encontra na função de sujeito, o verbo deve permanecer na terceira pessoa, pois ele deve concordar com o núcleo do sujeito, que é o substantivo “Excelência”.

        Quando se fala diretamente com a autoridade, emprega-se o pronome “Vossa”; quando se fala da autoridade, emprega-se o pronome “Sua”.

        Conforme prevê o Manual de Redação da Presidência da República, o vocativo adequado a chefes de poderes federais é “Excelentíssimo Senhor”, como nos seguintes casos:

Poder Executivo:

Excelentíssimo senhor Presidente da República,

Poder Legislativo:

Excelentíssimo Senhor Presidente do Congresso Nacional,

Poder Judiciário:

Excelentíssimo Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal,

 

        As demais autoridades, tratadas como “Excelência”, recebem o vocativo “Senhor”.

        Dessa forma a alternativa correta é a (B). Veja:

Senhor Juiz, segue o relatório para que Vossa Excelência analise a necessidade ou não de incluir novas informações.

Gabarito: B

 

Questão polêmica e que alguns alunos ficaram na dúvida eu cito abaixo:

27. Na passagem “Perpassei o olhar no povo. Fitavam o toucinho igual a raposa quando fita uma galinha. Pensei: e se eles invadir o quintal?”, os termos destacados denotam a seguinte figura de sintaxe:

(A) zeugma, já que o termo “povo” não aparece na última oração, mas está implícito.

(B) silepse de número, já que se alternam entre as expressões o singular e o plural.

(C) pleonasmo, já que ocorre a repetição, para fins de clareza, de um termo anteriormente expresso.

(D) silepse de pessoa, já que se tem a terceira pessoa do singular e a terceira do plural.

(E) anacoluto, já que existe a quebra da estruturação lógica e sintática da oração.

Comentário: O verbo “Fitavam” se encontra no plural, mas seu sujeito subentendido (o povo) se encontra no singular. Assim, ocorre silepse de número, pois se esperava um verbo flexionado no número singular, para concordar com o sujeito singular, porém, houve a flexão no número plural. Dessa forma, a alternativa correta é a (B).

        A alternativa (A) está errada, pois o fato de ter havido a omissão do sujeito “povo” diante do verbo é caso de elipse, não de zeugma. O zeugma é uma extensão da elipse e basicamente ocorre quando se subentende uma variação da palavra retomada, como o seguinte:

Eles estudavam Matemática, Joaquina, Português.

        Neste caso, houve zeugma, porque a palavra retomada (estudava) é uma variação da palavra original (estudavam).

        A alternativa (C) está errada, pois não houve repetição.

        A alternativa (D) está errada, pois não houve silepse de pessoa, pois houve a preservação da terceira pessoa. A modificação foi de número, pois se esperava um verbo flexionado no número singular, para concordar com o sujeito singular, porém, houve a flexão no número plural.

        A alternativa (E) está errada, pois não houve truncamento sintático, quebra da estruturação lógica e sintática da oração.

Gabarito: B

 

Bom, meus amigos, nesta aula, vamos comparar tudo o que caiu nesta prova com o que pode cair na prova de escrevente.

Nesta estava prevista, por exemplo, a grafia de palavras, o que não ocorre na prova de escrevente. Também estava previsto para esta prova o domínio da nomenclatura sintática das orações, por isso foi cobrado, mas para escrevente o que importa é o valor semântico das conjunções e a pontuação relacionada às orações.

Além disso, não estava prevista a interpretação de texto para o nível superior, por isso houve essa quantidade de questões puramente gramaticais.

Na prova de escrevente, certamente haverá muitas questões de interpretação.

Então, aguardo você hoje, às 19 horas, no canal do Estratégia Concursos, pois farei o comentário desta prova.

Só clicar aqui e aguardar!

Grande abraço a todos!

Décio Terror

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja os comentários
  • Valeu!!!!!
    Décio Terror em 14/06/17 às 15:26
  • Obrigada professor professor por seus comentários são de grande ajuda
    Alessandra em 13/06/17 às 21:28
  • Olá, Yago! Vou deixar agora neste mesmo artigo!  
    Décio Terror em 13/06/17 às 18:01
  • Olá, Vinícius, baseei-me na prova de Psicólogo! Abração!
    Décio Terror em 13/06/17 às 18:00
  • Show, Guilherme! Abração!
    Décio Terror em 13/06/17 às 17:59
  • Oi, Eliene! O comentário fica disponível nos meus cursos voltados para o TJ SP, haja vista que fica inviável postar comentário de prova de outra banca, entende?! Peço a sua compreensão! Na segunda-feira, às 8h30, farei uma transmissão ao vivo no canal do Estratégia Concursos com comentário desta prova. Grande abraço! Décio Terror
    Décio Terror em 13/06/17 às 17:58
  • Professor, Por gentileza, poderia disponibilizar a prova sem comentários? Grato.
    Yago em 13/06/17 às 14:50
  • Professor, Por gentileza, poderia disponibilizar a prova sem comentários? Grato.
    Yago em 13/06/17 às 13:25
  • Olá! Gostaria de saber em qual área do aluno esta prova está postada. Porque tenho o curso básico de português do profº Décio e esta prova não está postada lá. Visto que a últma postagem de aula extra foi da prova da FVG, para o Ministério das Relações Exteriores ano 2016.
    Eliene Moreira de Sena Amado em 13/06/17 às 11:19
  • Grande Terror! Obrigado por disponibilizar o gaba preliminar. Graças às Quintas só errei essas duas (17 e 27) e a 11, mas essa foi de bobeira mesmo. Vaaleu!!
    Guilherme em 13/06/17 às 11:08
  • Este gabarito está de acordo com o caderno de psicologia ou de Serviço Social? Porque embora as questões sejam as mesmas, pode ser que tenham sido organizadas de maneira diferente.
    Vinícius em 13/06/17 às 09:37