Entrevista com aprovado - Concurso INSS (Técnico)

Entrevista:

ENTREVISTA: Josimar Machado – Aprovado no concurso INSS para o cargo de Técnico do Seguro Social

“Determinação. Essa é a palavra. Antes de tudo, você tem que QUERER. Não adianta começar os estudos para concurso sem saber se é isso mesmo que você deseja e se está preparado para fazer O QUE FOR PRECISO para conseguir a aprovação.”

Confira nossa entrevista com Josimar Machado, aprovado no concurso INSS para o cargo de Técnico do Seguro Social:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Josimar Machado: Sou Josimar Machado, 23 anos, casado, um filho e sou de São Luís – MA. Sou tecnólogo em segurança pública, formado (2016.1) na Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL. Enquanto aguardo a nomeação para Técnico do Seguro Social, estou trabalhando na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos –ECT como Consultor de Vendas.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Josimar: Durante a caminhada para o INSS eu tive que conciliar trabalho, estudos para o concurso e faculdade. Para o concurso, comecei a estudar em novembro/dezembro de 2015, em um ritmo fraco. Mas quando saiu o edital, tentei focar ao máximo e aproveitar bem o tempo disponível que eu tinha, ou para responder questões, ou para ler, ou para revisar assuntos. Cada minuto foi vital!

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último?

Josimar: Minha primeira aprovação foi no concurso para Agente de Correios – ECT (2011), a segunda foi para agente administrativo – MTE (2014), e a terceira foi para técnico do seguro social – INSS (2016). Ainda terei uma quarta aprovação, que será para Agente da Policia Federal!

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Josimar: ALÍVIO. É a palavra que exprime meu sentimento predominante ao ver meu nome como aprovado nas vagas imediatas. Devido ao fato de eu estar passando por uma crise financeira muito forte, somado à crise pela qual os Correios estão passando, gerando muitas incertezas, passar no concurso do INSS foi, pra mim, uma saída, uma fuga de alguns problemas. Eu via como obrigação, até porque minha esposa e filho dependiam de mim… Precisávamos dessa aprovação. Ver meu nome naquela lista me tirou um peso grande das costas. É aquela sensação de missão cumprida!
Além desse sentimento, passei a acreditar mais em mim e no meu potencial (reprovei em alguns concursos antes do INSS, o que estava me frustrando). E agora estou mais motivado do que nunca a conquistar meu sonho de ser Agente da PF.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Josimar: Não fui tão radical. Abdiquei bastante do convívio social, mas não totalmente. Digamos que o nível de abdicação foi de 80%. Mas o que mais doeu foi o tempo que deixei de aproveitar com minha esposa e filho. Acredito que o concurseiro NUNCA deve se abster totalmente do seu lazer, pois o próprio lazer, mesmo que pouco, melhorará sua produtividade, a absorção de conteúdo, seu relaxamento para estudar…

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Josimar: Tenho esposa e filho, de 1 ano. Maravilhosos. Minha esposa me apoiou muito nessa jornada, e faz o que pode para me conceder tempo para estudar. Espero que continue assim até a aprovação na PF! Rs.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho?

Josimar: Como eu falei, o concurso do INSS não foi meu objetivo final. O fiz para melhorar minha situação, assim como fiz outros também e acabei reprovando, como: Soldado da PM – MA (reprovei no TAF) Agente administrativo – PF (bati na trave), Agente administrativo – PRF, Técnico Judiciário – TRT16 e Agente Penitenciário Federal – DEPEN (Quase…).

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Josimar: Depende. No meu caso, como o concurso para Agente de Polícia Federal iria demorar para sair e o mesmo possui longa duração, por conter várias etapas, tive que “atirar” para outro concurso, para me manter estável e tranquilo para me dedicar 100% enquanto o concurso dos meus sonhos não saía.

Mas se você já possui uma renda que é suficiente para lhe manter, ou até mesmo se possui apoio dos seus pais para lhe bancarem enquanto a aprovação não chega, o correto é: MANTER O FOCO! Isso é importantíssimo. Fazer concursos de conteúdos muito divergentes é como se você quisesse ganhar uma medalha de ouro na natação, e estivesse treinando para natação e atletismo ao mesmo tempo. É óbvio que você não terá desenvolvido e evoluído todo o seu potencial na natação porque você o gastou com o treino de atletismo… Consequentemente, você pode acabar não subindo no pódio, ou na melhor das hipóteses, pode ganhar uma medalha de bronze.
Enfim, agora poderei focar totalmente no conteúdo programático para APF, e nenhum outro mais.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo, contando toda a sua preparação? Durante este tempo de estudo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos mesmo naqueles períodos em que não havia edital na mão?

Josimar: Foram cerca de 6 meses de preparação. O que me disciplinou foi a alta motivação. Como já falei, precisava melhorar minha situação e da minha família, e isso deu um gás na minha preparação.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Josimar: Utilizei livros, PDFs e vídeo-aulas. Os livros foram para me dar uma visão ampla da matéria, enquanto os PDFs do Estratégia serviram como material complementar, fonte de revisão, dicas e macetes. As vídeo-aulas eu utilizei quando encontrava certa dificuldade em um assunto ou quando cansava de ler…

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Josimar: Conheci através da internet, de vídeos no youtube… Testei as aulas e achei muito boa a didática dos professores. Hoje em dia, depois de testar materiais de outros preparatórios, posso dizer que o Estratégia Concursos é, de forma geral, o melhor preparatório para concursos públicos do Brasil.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Josimar: Eu sempre gostei de estudar uma matéria de cada vez. No máximo duas. Após conclui-las eu passava para outras. Mas sempre fazendo leituras periódicas dos resumos. Focava mais na leitura e releitura da teoria. A maratona de exercícios eu deixei para o mês final.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Josimar: Sim, eu tinha mais dificuldade em Informática. Pois é uma disciplina com conteúdo imensamente vasto e de conhecimento muito técnico. O que vai cair na prova é sempre uma incógnita. Mas com muita persistência na leitura dos PDFs e com a prática do dia-a-dia consegui superar esta dificuldade e acabei “fechando” essa disciplina na prova.

Um conselho: Quando tiver dificuldade em absorver determinado assunto, pegue um computador e tente colocar o assunto em prática. Treine!

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Josimar: Eu foquei nos meus resumos. Não relaxei na reta final. Intensifiquei mais ainda os estudos. Só relaxei na noite de véspera.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desalecerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Josimar: Isso é algo particular. Para mim, é vantajoso dar uma intensificada e ler tudo aquilo que já escrevi. Mas acho que algo que se aplica a todos é o descanso de 24h antes da prova. Creio que durante esse intervalo, qualquer candidato deve dar um descanso para seu cérebro, ou poderá ter seu desempenho comprometido.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Josimar: Meu maior erro foi negligenciar certos assuntos. Como a parte de Assistência Social do Direito Previdenciário, por exemplo. A prova tinha um histórico de cobrar 5 questões sobre o assunto, e por isso não dei a devida importância. 15 questões foram cobradas e acabei perdendo pontos valiosos que poderiam ter me deixado numa melhor colocação.

Meu maior acerto foi fazer RESUMOS dos livros. Nos concursos anteriores eu não usava esse método, e agora percebi uma melhora muito significativa no meu desempenho na resolução de questões.

Estratégia: Pela sua experiência e contato com outros concurseiros, diga-nos quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos?

Josimar: Não ter foco, disciplina e/ou autoconfiança; Não exercitar o conhecimento adquirido nas aulas (questões e/ou resumos escritos); Não fazer revisões periódicas.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

Josimar: O mais difícil foi abdicar de boa parte do tempo com minha esposa e filho. Minhas maiores motivações foram eles e a busca por um emprego melhor.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Josimar: Determinação. Essa é a palavra. Antes de tudo, você tem que QUERER. Não adianta começar os estudos para concurso sem saber se é isso mesmo que você deseja e se está preparado para fazer O QUE FOR PRECISO para conseguir a aprovação.

Outra coisa: Tenha uma estratégia de estudo (faça resumos, escreva o conteúdo à mão, faça revisões periódicas, etc.).

No final, tudo valerá a pena. É muito gratificante conseguir a aprovação pela qual você batalhou.

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Confira nossos Cursos Online para Concursos

Assessoria de Comunicação

[email protected]

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso ISS-São Luis 2018 - Tecnologia da Informação Dos 8 aprovados, 3 são nossos alunos
  • Concurso ISS-São Luis 2018 - Abrangência Geral Dos 134 aprovados, 82 são nossos alunos
  • Concurso ARCON-PA 2018 - Técnico Dos 3 aprovados, 1 é nosso aluno
  • Concurso ARCON-PA 2018 - Auxiliar Dos 15 aprovados, 6 são nossos alunos
  • Concurso ARCON-PA 2018 - Assistente Técnico O único aprovado é nosso aluno

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.