Ingrid Lopes - Aprovado no concurso para Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil 2014

Depoimentos:

Ingrid Lopes – Aprovado no concurso para Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil 2014

“O que eu aconselho a todos aqueles que ainda estão na luta ou que estão iniciando nessa batalha é: não desistam, as adversidades fazem parte da jornada. Elas doem sim. Mas também, ensinam você e o fazem ter mais garra e foco naquilo que você realmente quer. Lute pelos seus sonhos. Cerque-se por aqueles que o amam e que apoiam você. Escolha o melhor método de estudo e adquira os  materiais mais bem preparados.”

Quatro anos de muito esforço, dedicação e renúncias.

Minha história com concursos começou em 2003. Eu havia acabado de iniciar a faculdade de Administração na Universidade Federal do Ceará. Pensei, então, que poderia descansar um pouco do árduo tempo de estudo. Ledo engano. Fiz, ainda no primeiro semestre, concurso para o Banco do Brasil, para dar uma força à minha irmã. E passei em 18º. Não era uma carreira que eu gostaria de seguir. Mas trabalhei lá até 2010. Na época, alguns acharam loucura eu sair. Mas eu estava esgotada, doente. E tinha planos de estudar no exterior.

Nessa época, um amigo foi aprovado no concurso de 2010 para AFRFB. E ver a vitória dele, resgatou o meu sonho há muito tempo deixado de lado: AFRFB. Iniciei os estudos em setembro do mesmo ano. Fazia cursinho e estudava em casa. Os materiais eram bem caros na época. Por isso, quando o Estratégia surgiu, foi maravilhoso, já que a qualidade dos petrechos  era ótima! E os preços, muito acessíveis. Foi uma revolução na época!

No entanto, a sonhada aprovação não veio com o MDIC, cargo com o qual eu já sonhava. Porque fiquei fora das vagas por não ter pós-graduação. Em seguida, saiu RFB 2012. E foi um baque após o outro. Já que faltou apenas uma (sim, uma!) questão para ser aprovada. Eu estava tão certa de que haveria essa anulação que já estava estudando com afinco para a discursiva. Eu simplesmente não conseguia acreditar que o meu sonho havia acabado e eu pensava: meu Deus, por que não levaram os seiscentos pra discursiva? O que eu fiz para merecer ser reprovada?

No entanto, como estava sem renda, não podia simplesmente desistir. Pior: minha única experiência de trabalho havia sido no banco (trabalhei a faculdade inteira, então, não tive como estagiar). Como eu poderia entrar no mercado de trabalho? Ao longo dos quatro anos, pensei nisso inúmeras vezes. O que primeiro me dava vontade de desistir de tudo. Mas, depois, a vontade era de vencer! Eu precisava sair desse 0x0!

Emendei com o ICMS SP em 2013. Passei, mas como excedente. Nessa época, as economias já haviam minguado (contava com minha mãe e irmã. Mas tentava gastar o mínimo possível). Utilizei, então, também o TEC e o EVP, nos quais o Ricardo Vale dá aulas (as aulas dele são milagrosas! Se amo Comércio Internacional e Legislação Aduaneira hoje em dia, devo isso a ele). Mas sempre de olho no site do Estratégia e facebook dos professores (coitado do Ali).

Como já havia tido derrotas suficientes, resolvi seguir um conselho que sempre me davam e fiz concursos com salários mais baixos. Eu sei o que dizem sobre desfocar, mas eu já estava tão desesperada… Enfim, passei recentemente no INSS para Analista – Administração (13º) e ATA (19º). Os artigos do site ajudaram-me imensamente nesses dois. Fiquei muito feliz! Pois já tinha algo seguro, enquanto esperava o resultado da Receita.

Lembro bem que, no intervalo entre as provas do domingo, disse à minha mãe que iria arranjar um emprego em qualquer lugar. Já que não aguentava mais a vida de estudos sem vitória. Dois dias depois, Deus agraciou-me com a minha aprovação no INSS.

O concurso da RFB, em 2014, foi uma grata surpresa. Eu nunca havia parado de estudar as matérias específicas. Então, pensei: agora vai‼! E foi! Ainda nem acredito, para falar a verdade. Depois de tantas reprovações ou de bater na trave, confesso que conferi meu nome diversas vezes para ver se era mesmo real.

Minha mãe sempre diz que Deus guarda o melhor para gente; só precisamos ter fé. Sei que é difícil seguir esse conselho quando estamos por baixo. Mas realmente, só Ele sabe o que é melhor para cada um. Um dia, a gente olha para trás e vê que tudo teve um propósito.

O Estratégia e suas ramificações diretas ou indiretas (site, facebook, presteza dos professores, TEC, materiais disponibilizados para todos, preços condizentes com os parcos recursos da maior parte dos concurseiros, etc) foram responsáveis por grande parte das minhas vitórias. E me ajudaram a me reerguer nas minhas derrotas. Sem desmerecer qualquer outro curso que eu tenha feito, mas o Estratégia é a minha referência de preço justo, qualidade superior e busca pela melhoria constante.

O que eu aconselho a todos aqueles que ainda estão na luta ou que estão iniciando nessa batalha é: não desistam, as adversidades fazem parte da jornada. Elas doem sim. Mas também, ensinam você e o fazem ter mais garra e foco naquilo que você realmente quer. Lute pelos seus sonhos. Cerque-se por aqueles que o amam e que apoiam você. Escolha o melhor método de estudo e adquira os  materiais mais bem preparados. Com foco, fé e estudo, você chegará lá. Eu cheguei e a sensação é indescritível. Desejo que chegue a sua vez e você também a sinta.

Ingrid Lopes Duarte

Confira outras entrevistas em:

http://www.estrategiaconcursos.com.br/depoimentos/

Assessoria de Comunicação

[email protected]

Resultados:

  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Administração Tributaria Dos 591 aprovados, 475 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Técnologia da Informação Dos 68 aprovados, 52 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / AUDITOR FISCAL Dos 303 aprovados, 253 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x