Entrevista com aprovada EBSERH - Assistente Administrativo

Entrevista:

ENTREVISTA: Franciellen Magalhães – Aprovada no concurso da Ebserh para Assistente Administrativo do Hospital da UNIRIO

"O mais difícil é manter a motivação, mas o essencial é ter disciplina. Deve-se acostumar o corpo a estudar. Assim como escovar os dentes e tomar banho, a gente deve sentar, colocar o celular no mudo e estudar. A rotina é o segredo. A motivação diminui, desaparece, mas a disciplina e a rotina, não"

Confira nossa entrevista com Franciellen Magalhães, aprovada no concurso da Ebserh para o cargo de Assistente Administrativo do Hospital da UNIRIO:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que as pessoas que nos assistem possam te conhecer melhor. Você é formada em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Franciellen Magalhães: Sou Franciellen, tenho 25 anos e sou do Rio de Janeiro. Ainda não sou formada, atualmente curso Administração e estou no 5º período. Cheguei a cursar Letras – Português/Inglês, inclusive dei aulas, mas desisti de tudo para cursar Administração.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Franciellen: No início – 2012/2013 -, quando cursava Letras e trabalhava, fazia um curso presencial de manhã e à noite tentava me dividir entre preparar aulas, estudar para faculdade e concurso. Depois que comecei a cursar Administração semipresencial, em 2014, passei a me dedicar só para concursos.

Em setembro de 2016 fiquei sabendo a respeito do concurso da EBSERH – Unirio e decidi fazer para o cargo de Assistente Administrativo. Investi no curso completo do Estratégia Concursos e estudei, em média, 4h de segunda à sexta durante o período da faculdade. Quando entrei de férias, passei a me dedicar de 6 a 8h, com descanso durante o final de semana.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovada? Qual o último?

Franciellen: Aprovada dentro das vagas, esse foi o 1º concurso.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados(as)?

Franciellen: Eu fiquei sabendo quando estava dentro do ônibus numa sexta-feira. Olhei o grupo do whatsapp do concurso e percebi que havia saído a classificação provisória. Abri o arquivo tremendo e quando vi meu nome dentro das vagas, comecei a chorar de alívio, emoção… Enfim, foi uma sensação de dever cumprido!

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Franciellen: Durante a preparação para a Ebserh, não me privei de sair. Durante a semana já era meio complicado, porque eu estudava, em média, de 6h a 8h por dia e ficava cansada. À noite eu só queria deitar, assistir a um filme… Ou se ainda tinha alguma disposição, deitava na cama e ia ler o Regimento Interno da Ebserh ou a História do SUS. Final de semana eu me livrava dos estudos e queria descansar a cabeça, saía com o namorado, amigas, fazia qualquer coisa, mas, na 2ª feria, o despertador estava tocando às 8h da manhã.

A exceção foi no último final de semana antes do final de semana da prova, que emendei os estudos e não houve descanso naqueles 2 dias, mas no sábado seguinte, na véspera da prova, fui ao cinema para me distrair um pouco.

Estratégia: Você é casada? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseira? Se sim, de que forma?

Franciellen: Moro com os pais e namoro. Meus pais sempre me apoiaram durante essa caminhada. Como eu dava aulas e via que a minha saída para os problemas era estudar para concursos, eles apoiaram tanto na mudança de curso da faculdade, quanto nos estudos para concurso. Além disso, meu irmão é concursado. Ele sempre me apoiou nos estudos também.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho?

Franciellen: Concurso da área Administrativa não era meu objetivo. Eu estudava para concursos da área Bancária, mas como a crise veio e esses concursos “desapareceram” temporariamente, apostei nesse da Ebserh. Adorei estudar as matérias de Administração para concurso e ando pensando em começar a me dedicar para os de nível superior.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Franciellen: Acho que vale a pena, sim, fazer outros concursos. No meu caso, como não havia nenhum previsto para a área bancária, me dediquei para outra e consegui a aprovação. Acho válido, também, quem faz para outra área para adquirir experiência, mas acho importante a pessoa analisar com calma, caso contrário a pessoa pode perder o foco ou perder tempo.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo, contando toda a sua preparação? Durante este tempo de estudo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos mesmo naqueles períodos em que não havia edital na mão?

Franciellen: Na verdade, comecei a estudar uns 15 dias após o edital ser liberado. No total, foram 263h 27m 40s de horas líquidas de estudo, desde meados de setembro de 2016 a 21 de janeiro de 2017.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Franciellen: Comprei o material completo do cargo Assistente Administrativo do Estratégia Concursos. Estudei todo o material, vídeo aulas e PDF, até novembro de 2016. Em dezembro e janeiro de 2017, assinei um site de questões. Nesse período, foram milhares de questões resolvidas, inclusive muitas revisões feitas.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Franciellen: Conheci pela página do Facebook há muitos anos. Mas antes de sair o edital da Ebserh, comecei a seguir o @ConfissõesdeConcurseira no Instagram e vi que ela passou para Analista do IBGE estudando pelo curso do Estratégia. Com isso, vi que havia curso para o cargo que eu queria e comprei.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Franciellen:  Durante a minha preparação para a prova, foquei muito na leitura e releitura da teoria e, a parte, resolvia questões de bancas similares ou da mesma banca, mas pra nível superior, para ir conhecendo como a disciplina era cobrada de forma geral. Quando acabei de estudar toda a teoria, peguei todas as provas da Ebserh para o mesmo cargo que o meu e resolvia como simulado, sem consulta e controlando o tempo. Após isso, verificava todos os erros e acertos e fazia resumo/fichamento dos erros. A teoria estudei em 1 mês e meio, as questões, em 2 meses.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Franciellen: Durante a reta final foquei na resolução de questões e revisão (releitura). Procurei focar mais nas matérias de peso 2, mas também não deixei de lado as básicas. Toda semana eu revisava todo o conteúdo de todas as matérias. Não deixava de estudar uma.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desacelerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Franciellen: Eu estudei no último final de semana antes do final de semana da prova, ou seja, emendei os estudos e não houve descanso naqueles 2 dias, já que costumava descansar durante os finais de semana, mas no sábado seguinte, na véspera da prova, fui ao cinema para me distrair um pouco.

No final das contas, acho que depende de como é o ritmo de cada um. Tem gente que aguenta estudar freneticamente e não surtar. Confesso que estudar durante o final de semana inteiro foi desesperador, não aguentava mais, mas acabou dando tudo certo. O próprio candidato deve analisar se vale a pena esse esforço psicológico e se vai conseguir dar conta no dia da prova, porque o que vale é estar com a mente tranquila no dia. Não adianta se matar de estudar e ir exausto. Deve haver um equilíbrio.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Franciellen: Acertos: resolver milhares de questões. Não economizem esforço e tempo na hora de resolver questões. Criei um caderno de questões da banca do meu concurso e foi essencial.

Estratégia: Pela sua experiência e contato com outros concurseiros, diga-nos quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos?

Franciellen: As pessoas começam a estudar errado quando não criam um cronograma. Toda semana eu planejava o que iria estudar durante os 5 dias. Por exemplo:
Segunda: Administração (Aula 05) – REVISAR: Português (Aula 3), História do SUS (Tudo).  Terça: (…) E assim eu ia. Toda semana eu revisava o que estudei na semana anterior.

Além disso, percebo que as pessoas cometem um grave erro quando não resolvem questões anteriores.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

Franciellen: O mais difícil é manter a motivação, mas o essencial é ter disciplina. Deve-se acostumar o corpo a estudar. Assim como escovar os dentes e tomar banho, a gente deve sentar, colocar o celular no mudo e estudar. A rotina é o segredo. A motivação diminui, desaparece, mas a disciplina e a rotina, não. No final dos estudos, criei um Instagram de estudos (@estudaellen) para manter contato com pessoas que estavam na mesma situação que eu. Conheci pessoas e histórias maravilhosas. Perceber que não estamos sozinhos nessa caminhada ajuda na rotina cansativa.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Franciellen: Foco e disciplina, gente! Whatsapp e Facebook bem longe durante o momento de concentração! Durante a pausa pode! Rsrs… Estudem, porque vale a pena! Ver o nosso nome na lista de aprovados é a melhor sensação do mundo!!

Além disso, investir em material de qualidade é o segredo e o Estratégia Concursos é capaz de disponibilizá-lo!

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso PC-SP 2018 - Delegado Das 250 vagas ofertadas, 70 aprovados são nossos alunos
  • Concurso PC-SP 2018 - Auxiliar de Papiloscopista Dos 100 primeiros aprovados, 35 são nossos alunos
  • Concurso PC-SP 2018 - Agente Policial Dos 100 primeiros aprovados, 33 são nossos alunos
  • Concurso PC-SP 2018 - Papiloscopista Dos 100 primeiros aprovados, 38 são nossos alunos
  • Concurso PC-SP 2018 - Agente de Telecomunicações Dos 100 primeiros aprovados, 44 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.