ENTREVISTA: Rick da Silva Dantas - Aprovado no concurso TRF 4 em 2° lugar para Técnico Judiciário na região Central/PR

Entrevista:

ENTREVISTA: Rick da Silva Dantas – Aprovado no concurso TRF 4 em 2° lugar para Técnico Judiciário na região Central/PR

“O mais difícil foi manter a constância. Sempre há momentos de fraqueza. Todavia, o apoio da minha família e dos meus amigos foi essencial para alcançar essa vitória”

Confira nossa entrevista com Rick da Silva Dantas, aprovado no concurso do Tribunal Regional Federal da 4° região em 2° lugar para Técnico Judiciário na região Central/PR:

Estratégia: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Rick da Silva Dantas: Tenho 20 anos, sou natural de Macarani/BA, mas resido atualmente em Aracaju/SE. Estou no sexto semestre do curso de Direito.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Rick: Estava cursando Engenharia de Petróleo, mas possuía uma inclinação para o Direito, fato reconhecido pelos próprios colegas do curso. Sendo assim, um amigo meu (Daniel) me incentivou a começar estudar para concursos públicos, concedendo-me, logo de início, o material do Estratégia. A linguagem clara e didática do Professor Ricardo Vale logo despertou o interesse pelo Direito Constitucional. Investi mais na ideia e tomei a decisão de mudar de curso, reconhecendo que minha vocação estaria no Direito. Ou seja, meu início no Direito se deu muito em razão dos concursos públicos, fato que tem muito me ajudado na assimilação do curso.

Além disso, enxergo nos concursos uma forma democrática de ter acesso aos cargos públicos, almejados por garantirem uma remuneração justa, a proporcionar maior qualidade de vida.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Rick: Conciliava os estudos com o estágio e a faculdade.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Rick: Esse foi o primeiro concurso no qual foi aprovado. Fiquei em 2° lugar para o cargo de Técnico Judiciário na região Central do Paraná e em 30° lugar para o cargo de Analista Judiciário área Judiciária na região Sul do
Rio Grande do Sul.

No concurso da Assembleia Legislativa de Sergipe (ALESE) fiquei classificado na 107° colocação.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Rick: Indescritível! Um mix de alegria, sentimento de superação, dever cumprido e de recompensa.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Rick: Conciliei os estudos com o convívio com a família, amigos e colegas. Julgo essa moderação muito relevante, pois aumentar a eficiência nos estudos não necessariamente significa se privar de momentos de ócio. Sempre mantida a moderação!  

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Rick: Sou solteiro e moro sozinho. Minha família, apesar de distante, sempre apoiou meus estudos.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Rick: O foco é muito importante! Todo grande projeto exige planejamento. Sendo assim, considero que deve ser fixado um concurso como objetivo, até mesmo pela questão do estudo das disciplinas. Caso haja outros concursos que não fujam tanto ao objetivo almejado, pode ser feito um redirecionamento. Mas estudar para concursos exige estratégias, dentre as quais se insere o foco.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovado?

Rick: Por volta de 6 meses. Mas desde o início optei pelas carreiras de Tribunais, por isso para o concurso do TRF 4 já tinha uma “bagagem” de 2 anos de estudos.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Rick: Sim. Fixava metas diárias de estudo e cronometrava as horas líquidas. O estudo pré-edital é o sustentáculo da sua aprovação!

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Rick: Utilizei em larga escala o curso em PDF. O material do Estratégia é bem completo, fato que não me exigia ter que ler obrigatoriamente doutrinas.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Rick: Conheci o Estratégia Concursos através de dois amigos (Daniel e Davi). Ambos ressaltaram a qualidade do material e das videoaulas.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que devem ser memorizados. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Rick: Prezava por estudar 2 matérias por dia. Lia o material impresso, a Lei seca e partia para a resolução de questões. As revisões consistiam na leitura da lei e na resolução de questões. Só retornava ao material impresso se esquecesse de algum ponto.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Rick: Especificamente, para o concurso do TRF 4, tive algumas dificuldades nas disciplinas de Direito Processual Penal e Direito Tributário, mas nada que as aulas dos Professores Renan Araújo e Fábio Dutra e uma boa bateria de questões não resolvessem.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Rick: Na semana que antecedeu a prova, por já estar um pouco exausto, foquei na resolução de questões. Na véspera, nada de descanso, hora de revisar lei seca, debatendo com os amigos (Mauro e Victor), e pegar as últimas dicas no aulão de véspera do Estratégia.  

Estratégia: No seu concurso, tivemos, além das provas objetivas, as provas discursivas. Como foi seu estudo para esta importante parte do certame? O que você aconselha?

Rick: Minha preparação para a prova discursiva consistiu na realização de redações, me baseando nos últimos temas cobrados pela banca.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Rick: Um dos principais erros de quem começa estudar é querer devorar todo o edital às pressas. A aprovação é consequência da repetição de leitura do material e da lei, e de resolução de questões (errando mesmo!).

Os erros são peças fundamentais na construção do conhecimento. Por essa razão, não é saudável quando a ansiedade interfere no seu ritmo de estudos.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Rick: O mais difícil foi manter a constância. Sempre há momentos de fraqueza. Todavia, o apoio da minha família e dos meus amigos foi essencial para alcançar essa vitória.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Rick: Ter a oportunidade de trabalhar em um Órgão do Poder Judiciário Federal, que trata de matérias com as quais tenho afinidade, contribuindo na qualidade da prestação jurisdicional, além de ser recompensado com uma remuneração justa.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso? Deixe sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Rick: Aos que trilham essa caminhada, aconselho ter, inicialmente, confiança. Você tem que acreditar no seu potencial! Depois disso, busque uma estratégia de estudo com a qual sinta maior afinidade. Ademais, procure se cercar de pessoas que comungam do mesmo sentimento, são elas que te indicarão o caminho e te levantarão nas quedas.

Por fim, não deixe de fazer a autocrítica; verifique seus erros e se esforce para corrigi-los. Feito tudo isso, tenha fé, que todos os seus objetivos serão alcançados!

Entrevista em vídeo:

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Abraços,

Thaís Mendes

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • TRF 4a Região - 2019 14 alunos do Estratégia ficaram em 1º lugar, em suas respectivas regiões
  • Tribunal de Justiça-PR 2019 Dos 10 primeiros colocados, 7 foram nossos alunos
  • Agente da Polícia Federal 2018 Dos 180 aprovados, 113 foram nossos alunos
  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x