ENTREVISTA: Renan Melo - Aprovado no concurso da PF para o cargo de Agente

Entrevista:

ENTREVISTA: Renan Melo – Aprovado no concurso da PF para o cargo de Agente

“Acredite no processo. Não existem atalhos. Se você fizer um bom planejamento e cumprir suas metas diárias com um bom material, você vai conseguir. Identifique o que tem que ser feito e faça o que você não gosta de fazer. Vai dar certo e vale muito a pena!”

Confira nossa entrevista com Renan Melo, aprovado em 93º lugar no concurso da Polícia Federal para o cargo de Agente:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Renan Melo: Sou de Aracaju/SE, tenho 27 anos e sou formado em Engenharia Mecânica.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos? Porque a área Policial?

Renan: Eu decidi estudar para concursos após identificar as dificuldades inerentes ao desenvolvimento na iniciativa privada em nosso país.

A estabilidade, a qualidade de vida e o patamar salarial são alguns dos fatores que abriram meus olhos para os concursos.

Eu escolhi a PF pela possibilidade de, com o trabalho do dia a dia, contribuir com a sociedade brasileira, que merece um país muito mais honrado do que o que temos experimentado.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Renan: Eu conciliava os estudos com o trabalho autônomo de representar uma multinacional polonesa no Brasil. Eventualmente, tinha que fazer viagens a negócio, o que me forçava a estudar com a máxima eficiência possível no restante do tempo.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Renan: Durante a graduação fui aprovado para os cargos de Engenheiro Mecânico, na Defensoria Pública do Estado de São Paulo (8º lugar); e de Engenheiro de Planejamento da SERGÁS (Sergipe Gás), na terceira colocação.

O último concurso que prestei foi para o cargo de Agente de Polícia Federal, em que me encontro, no momento, na posição de número 93.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados na primeira fase do certame?

Renan: A sensação é realmente única, como li diversas vezes nos depoimentos de outros aprovados. Durante os estudos, colocamo-nos em muitas dúvidas, que são instantaneamente extirpadas ao vermos nosso nome na lista dos aprovados.

Foi uma mistura de alívio, alegria e surpresa, principalmente quando organizamos a lista do CESPE e notei que estava classificado dentro das vagas imediatas do certame.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Renan: Procurei adotar uma postura equilibrada, isso me ajudava a manter a concentração e a força de vontade durante as horas de estudo. Desde o início, eu tinha certeza de que a qualidade do estudo era muito mais importante do que a quantidade. Então tentei manter uma rotina que me garantisse um estudo eficiente e concentrado ao longo do tempo.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Renan: Moro com meus pais, que sempre me apoiaram e acreditaram em meu sucesso, assim como meus irmãos (o mais velho é servidor público).

Minha namorada, que está comigo há 7 anos, também foi essencial nessa trajetória. Não deve ter sido fácil para ela, me ouvir falar sobre os estudos tantas vezes por dia. Imaginá-los felizes com minha aprovação sempre foi uma grande motivação durante os estudos. 

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Renan: Acredito que o foco em uma área específica de concursos é uma das chaves para o sucesso. Portanto, acho que fazer concursos de uma área diversa é viável, desde que isso não interfira muito na rotina de estudos. Afinal, fazer provas e se testar é sempre interessante. 

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovado?

Renan: Eu estudei durante 5 meses para a Receita Federal, com o material do Estratégia. Fiz uma pausa durante a copa do mundo (o que foi uma falha), período em que saiu o edital da Polícia Federal. Decidi então modificar minha rotina de estudos e estudar direcionado a ela até a prova, o que deve ter dado mais uns três meses.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Renan: Sim, estudava para a Receita Federal no início de 2018 sem qualquer edital. No entanto, estava certo de que haveria concurso ao final do ano, o que me ajudou a manter a disciplina. Afinal, eu sabia que, para ficar competitivo com um ano de estudos para a Receita Federal, deveria dar meu máximo todos os dias.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Renan: O núcleo de meus estudos foram os PDFs do Estratégia, com algumas videoaulas como complemento, em matérias importantes como Contabilidade e Direito Penal.

Vejo que não há forma única de obter sucesso nos estudos, o que deve ser sempre pensado é quanto de tempo você vai gastar com aquele método e quanto de benefício, em termos de aprendizado, ele te traz.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Renan: O Estratégia foi o primeiro curso que conheci, quando resolvi entrar no mundo dos concursos. Naquela época, a maioria dos amigos estudavam pelos materiais do Estratégia e me deram boas recomendações.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que devem ser memorizados. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Renan: Na maioria dos dias, eu estudava três ou quatro matérias, de uma a uma hora e meia de teoria nova, de cada disciplina. Finalizada a parte de teoria nova daquele dia, resolvia questões do PDF anterior (nunca do que acabara de ler) e passava as revisões de 24 horas, durante as quais eu lia as marcações que havia feito no material teórico estudado no dia anterior.

Quem me apresentou esse método de estudo foi o Arquimedes, auditor da Receita Federal, que me ajudou bastante na montagem do plano de estudos e em seu cumprimento.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Renan: No início, senti dificuldade em Direito Administrativo. Tinha a sensação de que os conhecimentos acerca da disciplina eram muito dispersos e de que não conseguia reuni-los de forma satisfatória.

No entanto, ao longo do tempo essa sensação foi diminuindo, à medida que acreditava no material e seguia o plano de estudos e o método. Como qualquer dificuldade que encontramos na vida, o importante é insistir e seguir em frente.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Renan: Como grande parte das matérias presentes no edital da PF estava contida no edital da Receita Federal, eu já sentia que tinha um bom nível para a prova.

Então, na reta final, eu diminuí a carga horária de estudo nestas matérias e foquei em aprender coisas novas sobre Direito Penal, Processo Penal, legislação e Informática.

Nos momentos que antecedem a prova, eu gosto de reunir o máximo de motivação possível, lembrando-me dos motivos que me fizeram chegar até ali e tentando revisar o máximo possível de conteúdo antes de sair de casa para a prova.

Estratégia: No seu concurso, tivemos, além das provas objetivas, as provas discursivas. Como foi seu estudo para esta importante parte do certame? O que você aconselha?

Renan: Confesso que não planejei um método específico para me preparar para as discursivas. Confiei em toda a bagagem de estudo que adquiri ao longo da vida, procurei conhecer a forma de cobrança e de correção da banca, o que se revelou importantíssimo. Felizmente, isso foi suficiente e obtive uma excelente nota na parte discursiva, o que me ajudou a ficar dentro das vagas.

O que aconselho, portanto, é que você identifique o teor das provas discursivas (se temas gerais ou específicos), conheça as diferentes formas de cobrança da banca e avalie se necessita aprimorar a parte técnica da escrita.

Estratégia: Como foi sua preparação para o TAF e para as demais etapas?

Renan: A preparação para o TAF foi bastante intensa, com treinos duas vezes por dia ao longo das últimas três semanas. Recomendo que a preparação física esteja presente desde o início dos estudos, para que as últimas semanas não sejam tão sofridas quanto as minhas.

As etapas de avaliação médica e psicotécnica foram igualmente estressantes. São muitos detalhes e documentos envolvidos, de forma que planejamento e organização foram muito importantes para que tudo desse certo. É fundamental ler e reler o edital diversas vezes para ter certeza de todos os pontos exigidos.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Renan: Sempre haverá erros ao longo da preparação. Identificá-los o quanto antes e ajustar o plano de estudo é o mais importante. Em minha trajetória para a Polícia Federal, acredito que negligenciar a preparação para as discursivas foi um erro, ainda que eu tenha tido uma boa nota.

É importante não deixar margens. Também acho que poderia ter feito mais questões, sobretudo da matéria de Informática, que tinha um peso alto na prova.

Como acertos, aponto a escolha de um bom material, um bom método e a força de vontade de cumprir as metas todos os dias. Os mapas mentais que eu criei no computador foram muito importantes durante minhas revisões. Através deles, era possível rever uma grande parte do conteúdo em pouco tempo.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Renan: O mais difícil, sem dúvida, foi manter o foco dia após dia. É natural que você acorde desmotivado algum dia ou sem tanta vontade de estudar. Mas é preciso que você vá e faça da mesma forma como no dia anterior.

Não pensei em desistir, mas durante alguns momentos tive dúvidas se seria capaz de ser aprovado. Tinha certeza, no entanto, de que faria meu máximo para conseguir, superando meus limites a cada dia e me forçando a estudar sempre um pouco mais.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Renan: A vontade de vencer e dar orgulho à minha família, namorada e amigos.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Renan: Acredite no processo. Não existem atalhos. Se você fizer um bom planejamento e cumprir suas metas diárias com um bom material, você vai conseguir. Identifique o que tem que ser feito e faça o que você não gosta de fazer. Vai dar certo e vale muito a pena!

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Abraços,

Thaís Mendes

 

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso Analista e Assistente DPE AM 2019 Dos 134 primeiros colocados, 52 são nossos alunos
  • Concurso SEFAZ-AL 2020 - Auditor Fiscal Dentro das 60 vagas ofertadas, 32 são nossos alunos
  • Concurso DEAP SC - Agente Penitenciário Feminino 2019 Das 50 melhores colocadas, 16 são nossas alunas
  • Concurso MP RJ - Oficial 2019 Dos 10 primeiros colocados, 6 são nossos alunos
  • Concurso MP RJ - Técnico Administrativo Dos 10 primeiros colocados, 7 são nossos alunos