ENTREVISTA: Paulo Roberto - Aprovado no concurso da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul no cargo de Soldado

Entrevista:

ENTREVISTA: Paulo Roberto – Aprovado no concurso da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul no cargo de Soldado

“Acho que o fundamental é não desistir. Alguns dias serão bem difíceis, porém aprendi que esses são os mais importantes, porque é justamente neles que nos fortalecemos. Algo que sempre me ajudou a não desistir foi o pensamento de que eu só precisaria enfrentar um dia de cada vez e não todos de uma só vez. Assim, a cada dia que eu cumpria a meta estabelecida, eu me sentia satisfeito e estava pronto para mais um desafio. O importante é manter a fé, o foco e dar 100% todo dia”

Confira nossa entrevista com Paulo Roberto, aprovado no concurso da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul no cargo de Soldado:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Paulo Roberto: Meu nome é Paulo Roberto, tenho 22 anos. Sou de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Sou bacharel em administração pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e me formei no ano de 2017.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Paulo: Além da estabilidade e da remuneração que o serviço público oferece, a situação atual do mercado de trabalho e a vontade de servir à população me fizeram escolher o caminho dos concursos.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Paulo: Graças a Deus e à minha mãe, eu tive a oportunidade de me dedicar exclusivamente aos estudos.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Paulo: Já prestei vários concursos, mas minha primeira e única aprovação até o momento foi para soldado da Polícia Militar do MS, concurso no qual fiquei em 14° lugar da classificação geral.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Paulo: Eu sabia que tinha me saído bem, mas não esperava ficar entre os 15 primeiros colocados. Quando vi meu nome entre os aprovados, senti uma felicidade única, não sabia se dava risada ou se chorava. Fiquei uns quinze minutos olhando pra lista, sem acreditar que eu havia sido aprovado.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Paulo: Durante a preparação, assumi uma postura bastante radical. Abri mão de qualquer encontro social e só saí de casa quando foi realmente necessário. Foquei 100% nos estudos e tentei me distrair o mínimo possível.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Paulo: Sou solteiro, não tenho filhos e moro com minha mãe. O apoio e a oportunidade que minha mãe e meus parentes mais próximos me deram foram essenciais para minha aprovação, pois pude me concentrar nos estudos, além do fato de eles nunca terem me pressionado ou exigido que eu passasse logo de cara em um concurso.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Paulo: Eu acho que depende da situação de cada pessoa, às vezes é preciso passar em um concurso para ter uma estabilidade e assim alcançar um cargo mais alto posteriormente. No meu caso, foi fundamental definir uma carreira que eu gostaria de seguir, porque isso me ajudou a focar em concursos da minha área de interesse, a área policial, fazendo com que meu desempenho melhorasse muito, tendo em vista que pude definir um objetivo claro. Este objetivo é chegar à Polícia Rodoviária Federal, meu concurso dos sonhos, para o qual pretendo continuar estudando até ser aprovado.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovado?

Paulo: Comecei a estudar para concursos no final do primeiro semestre de 2017, mas somente em fevereiro de 2018 que defini minha área de interesse. Foi quando comecei a estudar para o concurso da Polícia Federal. Então, quando saiu o edital da PM-MS, eu já tinha uma boa base nas matérias de conhecimentos básicos, logo não precisei me preocupar muito com as mesmas. Acabei por fazer apenas um ciclo de estudos de uma semana para os conhecimentos específicos da prova da PM-MS, pois não era um conteúdo muito extenso.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Paulo: Estudei diretamente por questão em grande parte da minha preparação. No começo dos estudos, foquei na leitura de PDFs para as matérias menos complicadas, e nas matérias que eu tinha mais dificuldade eu assistia a videoaulas e revisava por meio dos exercícios comentados do PDF do Estratégia. Uma das vantagens do PDF é a rapidez na leitura e posterior revisão; uma desvantagem seria uma eventual má interpretação de algum conteúdo, o que pode atrasar os estudos. Uma vantagem das videoaulas seria a facilidade para absorção do conteúdo; uma desvantagem seria o fato de que é um estudo mais lento.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Paulo: Conheci o Estratégia Concursos depois de decidir a carreira que eu gostaria de seguir. Quando escolhi minha área de interesse, percebi que precisaria de um bom material e bons professores para me preparar, foi quando comecei a pesquisar cursos on-line e então encontrei o Estratégia.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Paulo: No começo eu estudava uma disciplina de cada vez, até esgotar todo o conteúdo, sempre fazendo resumos escritos. Depois eu relia os resumos e anotava só as partes que eu não havia entendido, e já começava a fazer questões. No início dos estudos eu fazia em média 9 horas líquidas por dia, mas com avançar da preparação fui diminuindo até fazer 6 horas líquidas por dia somente de exercícios, tendo em vista que eu já havia esgotado os conteúdos básicos. Na última semana antes do concurso da PM-MS, foquei no estudo das matérias específicas e continuei com os exercícios.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Paulo: Eu tive mais dificuldade com raciocínio lógico, tendo em vista que nunca havia estudado essa disciplina antes. Consegui aprender essa matéria somente com as videoaulas do Estratégia e muitos exercícios.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Paulo: Na semana que antecedeu a prova eu fui diminuindo aos poucos a carga horária de estudo, sempre tendo em mente que o descanso era mais importante do que forçar muitas horas extras de leitura e exercícios. Na véspera da prova eu só me preocupei com a revisão geral feita pelo Estratégia Concursos, a qual acabou sendo importante, pois me garantiu alguns pontos na prova.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Paulo: Meu maior erro foi ter tentado copiar o ciclo de estudos de outras pessoas, porque isso me fez perder tempo, justamente por não saber como organizar meus horários e o estudo das matérias. Meu maior acerto foi ter insistido mesmo quando eu não me saía bem nos simulados e concursos, ou na resolução dos exercícios.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Paulo: A parte mais difícil foi quando finalizei o ciclo teórico das disciplinas e comecei a fazer os exercícios, porque eu errava muito e não conseguia compreender a correção, e isso me angustiava, pois eu tinha a impressão de que não estava avançando e o concurso já se aproximava. Pensei em desistir algumas vezes, mas só não o fiz, porque sabia que a única certeza era que se eu parasse, eu não chegaria a lugar algum.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Paulo: O desejo de ser independente e poder ajudar minha mãe e minha família, como forma de agradecimento pelo apoio que eles me deram. Além da vontade de, ao ser servidor público, ser útil e ajudar as outras pessoas.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Paulo: Não tenho muita experiência com a vida de concurseiro, mas acho que o fundamental é não desistir. Alguns dias serão bem difíceis, porém aprendi que esses são os mais importantes, porque é justamente neles que nos fortalecemos. Algo que sempre me ajudou a não desistir foi o pensamento de que eu só precisaria enfrentar um dia de cada vez e não todos de uma só vez. Assim, a cada dia que eu cumpria a meta estabelecida, eu me sentia satisfeito e estava pronto para mais um desafio. O importante é manter a fé, o foco e dar 100% todo dia.

Entrevista em vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=ZIr2KMncyAA

Bate-papo com aprovados

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso MP-RJ 2018 - Promotor de Justiça Entre os 47 aprovados no concurso 18 são nossos alunos
  • Concurso PRF 2018 - Policial Rodoviário Federal Foram 185 alunos aprovados dentro das 367 vagas da Ampla Concorrência
  • Concurso MP SP (2018) - Analista Jurídico Entre os 2.301 aprovados, 560 são nossos alunos
  • Concurso TJ PR Dos 275 aprovados, 31 são nossos alunos
  • Concurso Banrisul 2018 (Escrituário) Dos 185 aprovados, 46 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.