ENTREVISTA: Natália Barbosa - Aprovada em 1° lugar no cargo de Vistoriador no concurso Detran-CE

Entrevista:

ENTREVISTA: Natália Barbosa – Aprovada em 1° lugar no cargo de Vistoriador no concurso Detran-CE

“Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Se desejamos algo ardentemente, e se for para o nosso bem, com a ajuda Dele e esforço nosso, conseguiremos realizar esse desejo. O importante é não desistirmos. É só uma questão de tempo.”

Confira nossa entrevista com Natália Barbosa, aprovada em 1° lugar no cargo de vistoriador no concurso Detran-CE:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formada em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Natália Barbosa: Eu me chamo Natália. Tenho 29 anos, sou de Aracati-CE, mas moro na cidade de Itaiçaba-CE. Tenho apenas nível médio.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseira, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Natália: Trabalhava e estudava, porém, meu trabalho não dificultava meus estudos. Trabalhava no local propício, numa biblioteca, e lá eu podia estudar sem problemas. Quando chegava em casa, ainda estudava até a hora que eu conseguia me concentrar.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovada? Qual o último?

Natália: Fui aprovada, no ano de 2012, em um concurso municipal para a cidade em que moro: passei em 2° lugar para o cargo de auxiliar bibliotecário. Consegui aprovação em outros concursos, entre eles o do INSS (em 2016), mas não fiquei dentro do número de vagas. E agora, no ano de 2018, passei em 1° lugar para o cargo de vistoriador no concurso do Detran-CE.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Natália: Sensação maravilhosa. Uma alegria imensa. É uma grande motivação para seguirmos em frente em busca do concurso dos sonhos.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Natália: Não era muito radical não. Saía sim, em algumas oportunidades, com a família, amigos… Sou evangélica, então havia os dias de ir à igreja também. Mas eu mantinha a disciplina na medida do possível. Aproveitava as horas livres que eu tinha. Estudava até mesmo nos finais de semana, porém sem exageros.

Estratégia: Você é casada? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseira? Se sim, de que forma?

Natália: Sou casada. Tenho uma filha de três anos. Minha família me apoiou sim. Principalmente minha mãe e meu esposo. Minha mãe ficava às vezes com a minha filha para eu estudar mais tranquila – não moro com meus pais, então minha mãe levava a minha filha para a sua casa. Meu esposo me ajudava nos afazeres domésticos e também cuidava da nossa filha nas minhas horas de estudo quando ela não estava com a minha mãe. Recebia palavras de motivação, que não foram poucas, de toda a família.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho?

Natália: Na verdade, eu tinha um outro foco: fazer novamente o concurso para o INSS. Porém apareceu esse do Detran. Como vi que o concurso que eu desejava fazer demoraria um pouquinho, resolvi arriscar. E aí, a partir do momento em que iniciei meus estudos para o concurso do Detran, estudei apenas para ele. Agora que consegui, meu foco voltou para o concurso do INSS.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Natália: Acredito que, no meu caso, valeu sim a pena, mas cada caso é um caso. Ganhava pouco, e esse concurso do Detran oferecia uma remuneração bem melhor acompanhada de algumas vantagens. O concurso dos meus sonhos (INSS) estava um pouquinho distante porque, ainda no ano de 2016, houve um concurso para essa autarquia (INSS), e, neste ano de 2018, esse mesmo concurso ainda estava na validade até agosto, ou seja, até agosto não poderia surgir um novo concurso para o INSS. Então, daria tempo de eu focar no do Detran e depois voltar ao meu objetivo maior. Mas manter o foco é necessário. Sem ele, fica complicado obter sucesso. Isso é o que acho.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo, contando toda a sua preparação? Durante este tempo de estudo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos mesmo naqueles períodos em que não havia edital na mão?

Natália: Eu comecei a estudar poucos dias (mais ou menos uma semana) antes de sair o edital para o concurso do Detran. Toda a minha preparação durou cerca de 5 meses para esse concurso. Para os outros concursos eu não me lembro bem, com exceção do concurso para o INSS, que foram aproximadamente 8 meses de estudo no total (mais ou menos 3 meses antes do edital, e quase 5 meses pós-edital). Mantinha a disciplina pois, se não a mantivesse, eu me desmotivava. Quando eu estudava bem em um dia, no outro queria estudar novamente. Mas, quando eu procrastinava sem um motivo justo, ao retomar os estudos, já não estudava com a mesma vontade. Então, procurava sempre manter a constância para não desistir de vez do meu objetivo.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Natália: No início, estudei por materiais em PDF, porém sem muito direcionamento (desvantagem).

Depois, descobri o curso do Estratégia Concursos. Curso excelente com materiais em PDF e videoaulas. Muito objetivo, professores maravilhosos… As principais vantagens foram o direcionamento do curso e o consequente aproveitamento do tempo. Eles ensinam o que realmente importa para a prova e nada além disso. Sem desvantagens.

Além desse curso, eu assistia a vídeos no youtube sobre as disciplinas cobradas no edital e resolvia questões em sites direcionados a resoluções de questões. Desvantagens… talvez de alguns vídeos do youtube em que professores extrapolavam no conteúdo ou até mesmo ensinavam errado. Mas não eram todos, alguns vídeos também me foram proveitosos.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Natália: Através do facebook, em uma publicação de uma amiga. Estava mesmo à procura de um curso direcionado a concursos, e essa publicação veio em boa hora.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Natália: Estudava duas ou três disciplinas por dia. Respondia exercícios e revisava quando percebia que estava esquecendo o conteúdo. Não fazia resumos. Apenas destacava, no próprio material, aquilo que eu considerava importante. A revisão era apenas a releitura desses destaques.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Natália: Sim. Resoluções do Contran. Para superar as dificuldades que sentia nessa parte da legislação, que eram dificuldades para entender algumas resoluções e memorizar os seus vários detalhes, eu as lia e relia várias vezes e também buscava auxílio do professor nos vídeos e no fórum de dúvidas.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Natália: Eu procurava fazer uma distribuição dos meus estudos entre todas as disciplinas. Tirava um tempinho para revisar um pouco de cada conteúdo. Fazia exercícios e também releitura, mas apenas das partes destacadas no material. Não tinha paciência para fazer resumos.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desacelerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Natália: Continuei como vinha fazendo, até porque, como eu falei antes, se eu estudasse com menos frequência ou de modo desacelerado, eu meio que desanimaria um pouco. Se acelerasse demais, poderia ficar cansada e não conseguir absorver conteúdo suficiente. Mas acredito que isso é de pessoa para pessoa. Cada um deve testar as maneiras possíveis de estudar e assim perceber qual a mais adequada para si.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Natália: Meu erro foi logo no início querer absorver todo o conteúdo em pouco tempo e de modo intensivo. Isso não é bom, pelo menos para mim não foi. Muitas vezes eu não entendia bem a matéria e já queria passar para frente, e lá na frente também não conseguia entender muito, pois lembrava do que não tinha entendido bem lá trás e não me concentrava direito. Também notei que estudar de forma intensiva me deixava muito cansada, estressada, rendia pouco. Então decidi que melhor seria eu ir com mais calma, entender direitinho o assunto para só depois prosseguir e de forma menos intensa.

Os maiores acertos foram: confiar em Deus e entregar tudo em Suas Mãos, adquirir um curso voltado para o concurso como foi o do Estratégia Concursos e manter a constância nos estudos.

Estratégia: Pela sua experiência e contato com outros concurseiros, diga-nos quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos?

Natália: Procrastinar sem um motivo justo (isso leva a pessoa a desistir aos poucos) e estudar para vários concursos ao mesmo tempo (é muito importante manter o foco).

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

Natália: O mais difícil foi manter a constância. É como em uma corrida. Se você corre muito e dá tudo de si logo no início, cansa cedo e corre o risco de não alcançar o objetivo. Se você vai mais devagar um pouquinho, é mais fácil alcançar o ponto de chegada e sem muito cansaço, ou seja, não digo que não irá se cansar, mas se cansará bem menos até a chegada. E relaxar demais não é bom também: você acaba se desmotivando porque se acostuma a deixar os estudos sempre em último plano e, quando percebe, não há mais tempo suficiente de estudar tudo. Tem de haver um certo equilíbrio.

Minha principal motivação foi o desejo de ter e dar uma vida melhor, financeiramente falando, para a minha família, principalmente minha filha. Pensava que, se continuasse me esforçando, chegaria ao objetivo do momento. E foi isso que aconteceu, graças a Deus!!!

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Natália: Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Se desejamos algo ardentemente, e se for para o nosso bem, com a ajuda Dele e esforço nosso, conseguiremos realizar esse desejo. O importante é não desistirmos. É só uma questão de tempo. Agora, se pedimos algo a Ele e nos esforçamos, mas não alcançamos, é porque o que queremos talvez não seja para o nosso bem. Deus tem algo muito melhor para nós. Paciência e confiança Nele é a base de tudo. Com essa base, obteremos a força necessária para não voltarmos atrás. É nisso que eu acredito, não só em relação a aprovações em concursos, mas tenho esse pensamento comigo para tudo na vida. Para a reflexão de todos, deixo o salmo 37 e versículos 3 a 9.

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

 

 

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso Analista e Assistente DPE AM 2019 Dos 134 primeiros colocados, 52 são nossos alunos
  • Concurso SEFAZ-AL 2020 - Auditor Fiscal Dentro das 60 vagas ofertadas, 32 são nossos alunos
  • Concurso DEAP SC - Agente Penitenciário Feminino 2019 Das 50 melhores colocadas, 16 são nossas alunas
  • Concurso MP RJ - Oficial 2019 Dos 10 primeiros colocados, 6 são nossos alunos
  • Concurso MP RJ - Técnico Administrativo Dos 10 primeiros colocados, 7 são nossos alunos