Entrevista aprovado concurso TRE SP - Estratégia Concursos

Entrevista:

ENTREVISTA: Murilo Bassan Maduro – Aprovado no concurso TRE-SP para o cargo de Analista/Especialidade Contabilidade

"Não importa o número de vagas, a quantidade de inscrições, se a concorrência é alta, se o país está em crise, se há fraudes nos concursos… Nada disso importa; o seu adversário é a prova e é ela quem você precisa superar, estude para gabaritar, nada mais que isso, e a vaga será sua!!! Deixe as pessoas negativas de lado, confie nos planos que Deus tem para sua vida e se apoie em quem realmente quer que você alcance seus objetivos"

Confira nossa entrevista com Murilo Bassan Maduro, aprovado no concurso do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) para o cargo de Analista/Área Administrativa /Especialidade Contabilidade:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que as pessoas que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Murilo Maduro: Meu nome é Murilo Bassan Maduro, tenho 21 anos de idade e me formei, no final do ano passado, no curso de Ciências Contábeis; sou nascido e criado em Mirassol, interior de São Paulo.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Murilo: O início da minha caminhada como concurseiro é muito recente, iniciei os meus estudos no mês de setembro de 2016, assim que o edital do TRE-SP foi publicado, naquele momento eu estava apenas focado em terminar minha faculdade e começar a trabalhar na área. Quando o edital foi publicado eu trabalhava o dia todo e fazia faculdade no período da noite, a partir do momento que decidi começar a estudar eu passei a trabalhar apenas umas três horas por dia e estudava durante o restante do dia e quando tinha tempo na faculdade.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último?

Murilo: O TRE-SP foi o primeiro concurso que prestei estudando com afinco para a prova, já havia prestado outros dois, mas sem estudar para nenhum deles. No mais recente, fiquei em segundo lugar em um concurso para contador da Câmara Municipal da minha cidade.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Murilo: A sensação em ver o seu nome entre os aprovados é muito boa e satisfatória, você se lembra de tudo aquilo que passou e que precisou sacrificar pelo seu objetivo, mas também é um alívio em saber o quanto valeu a pena, afinal você conseguiu. A verdade é que é necessário muita dedicação, empenho e disciplina para chegar até a aprovação, são horas e horas de estudos todos os dias, mesmo cansado, com sono, estressado, ou qualquer outra coisa que atrapalhe seus estudos; enfim, você tem que sentar, estudar e fazer o seu melhor todos os dias, independente de tudo.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Murilo: Sempre fiz o possível para estar com meus amigos e familiares, claro que quando você tem um objetivo, você precisa ter consciência de que vai precisar abrir mão de algumas coisas, inclusive de parte de sua vida social, mas sempre guardei as noites de sexta, sábado e domingo para descansar, até porque quando você estuda muito durante a semana, tirar um tempo para fazer o que gosta e estar com as pessoas que você ama é muito importante, para que se mantenha o alto nível de estudos durante um longo período.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Murilo: Minha família sempre me apoiou em tudo Graças a Deus, minha mãe é concursada e sempre me deu a maior força para que eu seguisse esse caminho; ainda moro com eles, então foi fundamental que eles me dessem o suporte tanto financeiro quanto psicológico durante esse período. Quando eu optei por começar a estudar, conversei com eles e tentei demonstrar o quanto eu realmente queria ser aprovado e o quanto eu era capaz, ouvi aquilo que eles tinham para me falar e, sempre antes de tomar qualquer decisão, procurei a opinião deles, afinal é por eles, também, que a gente estuda e se dedica tanto. Estudar é sim muito importante, mas entender que ajudar sua mãe, seu pai e seu irmão para que eles tenham tempo de fazer as coisas deles, é fundamental.

Minha namorada é minha parceira em tudo, sempre esteve comigo em todos os momentos, me dando forças e me apoiando, mesmo quando eu tinha que estudar até mais tarde, acabava saindo cansado ou não podia ficar até mais tarde com ela, ela sempre me entendeu numa boa.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho?

Murilo: Durante os meus estudos eu prestei um concurso aqui na minha cidade, pouco antes da prova do TRE-SP, porém optei por não estudar para o mesmo para que eu pudesse manter o foco apenas no meu objetivo principal.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Murilo: Eu acredito que é muito válido prestar outros concursos, para que o candidato adquira experiência na hora de realizar a prova, porém é necessário que haja muito cuidado na escolha daquilo que se vai prestar, para que não se perca o foco, a motivação e, principalmente, um tempo precioso de estudo.

Para mim o TRE-SP representa o meu primeiro passo nos concursos, a minha próxima meta é o TST e, se tudo der certo, quem sabe futuramente eu me direcione para a área fiscal ou foque em outros órgãos superiores, como Senado Federal ou Banco Central, por exemplo.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Murilo: Durante minha preparação, eu estudei apenas o material específico para o cargo de contador, o qual eu adquiri no site do estratégia e fiz a assinatura de um site de questões para poder conhecer melhor o estilo da banca FCC. O material do estratégia é excelente e foi o suficiente para minha preparação, todas as questões, que estavam presentes na prova, foram abordadas nos PDFs de maneira muito aprofundada. Optei por não assistir a grande maioria das videoaulas por considerar que a leitura é o melhor método de memorização e o mais rápido e, como o edital já havia sido publicado, eu não teria tempo para assistir a estas mesmas.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Murilo: Tive o conhecimento do estratégia concursos através da internet; quando o edital abriu e eu procurei um cursinho presencial para minha área aqui na minha região, mas não o encontrei, então procurei na internet algum material pra começar a estudar e foi ai que conheci o trabalho de estratégia. Procurei referências sobre o material com uns amigos que me falaram muito bem do material e optei por comprar o pacote completo para o meu cargo.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Murilo: No início da minha preparação, ainda sem nenhuma experiência, eu estudava apenas duas matérias por dia, até que eu terminei de ler todos os PDFs; a partir do momento em que eu já havia lido tudo, o que demorou por volta de dois meses eu passei a estudar cinco matérias por dia, privilegiando aquelas que tinham peso três e dividindo o tempo de cada matéria em 50% teoria e 50% exercícios, no quarto e no quinto mês eu aumentei o tempo de resolução de questões para 75% do total das horas de estudo.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Murilo: No começo eu tinha muita dificuldade com o direito, principalmente o constitucional e o administrativo, já que as matérias são muito extensas. Para superá-las, eu resolvia muitas questões e lia, independentemente de ter acertado essas mesmas, a explicação e os artigos de todas elas a fim de que eu gravasse o máximo de “lei seca” que eu conseguisse.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Murilo: Na reta final dos estudos eu procurei dar mais atenção aos meus pontos fracos de todas as matérias, mas sem diminuir o tempo de estudos, o qual variava entre sete e outo horas por dia. Sempre que eu errava um exercício, eu anotava o motivo em um caderno e lia aquilo quando tinha tempo, até que eu memorizasse o meu erro e não o repetisse mais.É fundamental que o candidato conheça bem a banca do seu concurso e o número de questões que ela geralmente cobra de cada matéria, assim fica mais fácil dividir o tempo de estudo de cada uma.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desalecerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Murilo: Em minha opinião, a semana da prova é o momento em que o candidato deve optar por realizar o máximo de questões possíveis, principalmente, das matérias em que seu índice de acertos seja menor para que, no momento da prova, o candidato tenha confiança em todas as disciplinas.

Estratégia: O que você aconselha para uma melhor preparação para as provas discursivas?

Murilo: No caso das questões discursivas, o candidato deve buscar sempre provas anteriores da banca para que se tenha uma base sobre como a mesma costuma cobrar os assuntos e resolvê-las várias vezes.

Isso é muito importante tanto para saber como está o seu nível de conhecimento sobre a matéria, como, também, para aperfeiçoar a argumentação e a forma de elaborar a estrutura do texto, ou seja, a quantidade de parágrafos, linhas e etc.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Murilo: O meu principal erro foi não ter dado muita atenção ao português, pois apesar de ser uma matéria que possuía apenas peso 1, o número de questões é muito alto, o que acabou me prejudicando um pouco na pontuação final.

O meu maior acerto, sem dúvidas, foi ter aprendido a estudar os meus erros, pois foi através deles que eu consegui entender bem a maneira de a banca cobrar as questões e, principalmente, chegar para a prova com um bom conhecimento em todos os assuntos.

Estratégia: Pela sua experiência e contato com outros concurseiros, diga-nos quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos?

Murilo: Acredito que os maiores erros das pessoas, na preparação para um concurso, estejam na falta de planejamento do tempo de estudos e na falta de conhecimento de si mesmo. A verdade é que cada um possui um jeito de absorver o conteúdo, uns preferem estudar somente a lei seca, já eu, por exemplo, prefiro a leitura atenta dos PDFs; e é fundamental que o candidato tenha isso em mente, para que a partir de então, planeje o seu tempo de maneira estratégica para  estudar, memorizar a teoria e, posteriormente, focar na resolução de exercícios.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

Murilo: O mais difícil, sem dúvidas, foi conciliar o fim da faculdade com meus estudos. No último semestre a quantidade de trabalhos e de horas complementares para entregar é muito alta e acabam tomando muito tempo do candidato, fora as provas e o fato de que eu acabava indo dormir um pouco tarde, porque estudava a noite.

A minha maior motivação sempre foi o fato de que eu poderia conquistar, em pouco tempo, uma remuneração que certamente eu demoraria anos para conseguir e, ainda, investindo muito pouco para isso. Fora isso, o fato de poder ajudar minha família e ter como planejar minha carreira como contador, com mais facilidade.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Murilo: Se você está, assim como eu, começando sua caminhada nos concursos, eu aconselharia a primeiro procurar um bom material de estudos e que ao longo do tempo você encontre a maneira de estudar que se encaixa melhor para você. Concurso público é fruto de planejamento estratégico do tempo de estudo e, principalmente, muita disciplina.

Como mensagem final eu gostaria de dizer que não importa o número de vagas, a quantidade de inscrições, se a concorrência é alta, se o país está em crise, se há fraudes nos concursos… Nada disso importa; o seu adversário é a prova e é ela quem você precisa superar, estude para gabaritar, nada mais que isso, e a vaga será sua!!! Deixe as pessoas negativas de lado, confie nos planos que Deus tem para sua vida e se apoie em quem realmente quer que você alcance seus objetivos, muito obrigado.

 

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso ISS-Criciúma 2017 - Fiscal de Rendas e Tributos Das 3 vagas ofertadas, 2 aprovados são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - TJAA Dos 100 primeiros aprovados, 57 são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - AJAJ Dos 100 primeiros aprovados, 47 são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - AJAA Dos 80 aprovados, 50 são nossos alunos
  • Concurso SEFIN-RO 2017 - Contador Das 2 vagas ofertadas, 1 aprovado é nosso aluno