ENTREVISTA: Matheus Mallmann - Aprovado no concurso do DEAP SC no cargo de Agente Penitenciário

Entrevista:

ENTREVISTA: Matheus Mallmann – Aprovado no concurso do DEAP SC no cargo de Agente Penitenciário

“Não desista, persevere nos seus objetivos, continue estudando, que eu tenho certeza que você será um aprovado. O caminho é difícil e você vai cair algumas vezes, mas levante, pois o final dessa jornada de estudos é muito recompensadora. Chegar lá só depende de você mesmo”

Confira nossa entrevista com Matheus Mallmann, aprovado no concurso DEAP SC no cargo de Agente Penitenciário:

Estratégia Concursos: Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é? 

Matheus Mallmann: Sou formado em Direito, tenho 28 anos e sou de Porto Alegre – RS.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Matheus: Além da estabilidade do cargo público e da questão financeira, eu sempre tive a vontade de exercer a função pública, principalmente a carreira policial.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso? 

Matheus: Ao longo de toda minha preparação, sempre trabalhei e estudei. Cumpria a jornada de trabalho no Exército e estudava durante o período noturno.

Estratégia: Em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Matheus: Bem, minha experiência com concurso público iniciou bem cedo. Quando tinha 9 anos, fui aprovado no concurso para o Colégio Militar de Porto Alegre, onde cursei o Ensino Fundamental e Médio. Aos 17 anos, fui aprovado no concurso da ESPCEx, porém optei por não seguir a carreira, já que almejava o curso de Direito; no ano passado, fui aprovado no concurso para Oficial PMSC, em 5º lugar, porém reprovei no psicotécnico, que teve graves irregularidades, como todos sabem, e está sendo discutido judicialmente; e mais recentemente, fui aprovado em 4º lugar no DEAP SC para o cargo de agente penitenciário, ou Policial Penal, segundo a nova redação da Constituição.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados(as)?

Matheus: A sensação foi de muita gratidão e de recompensa por todo esforço feito. Passar em concurso público requer abdicar de muita coisa: vida social, momentos de lazer e convivência com a família. Então, ver o nome na lista de aprovados é muito gratificante e recompensador, faz tudo valer a pena!

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Matheus: Eu acredito que o foco é essencial na vida do concurseiro. Não acredito muito naquela história de equilíbrio. Se você decidiu passar em concurso, precisa esquecer um pouco as outras coisas e focar no seu objetivo. Caso contrário vai demorar muito para passar. Por isso, eu adotei uma postura um pouco radical. Abdiquei um pouco da vida social, dos fins de semana e foquei totalmente no meu objetivo. Estudava de segunda a segunda, no máximo com uma folga no domingo para o convívio familiar. E deu certo: foi assim que consegui minhas aprovações.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma? 

Matheus: Não sou casado e não tenho filhos. No momento, moro com a família, porém, durante toda minha preparação, morei sozinho. Minha família sempre acreditou e me apoiou nessa jornada.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?  

Matheus: Eu acho que você tem que fazer outros concursos, desde que sejam na mesma área. Fazer concursos para áreas diferentes é receita para o fracasso, pois você estará estudando conteúdos muito diferentes e isso não vai ajudar na aprovação naquele cargo que você deseja.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso em que foi aprovado? 

Matheus: Especificamente para o DEAP SC, estudei apenas 20 dias utilizando o material das trilhas estratégicas, porém já tinha a bagagem da minha formação em Direito, da especialização e do estudo para o concurso de Oficial da PMSC. Então esse período de 20 dias é um pouco ilusório, pois já tinha muito conhecimento consolidado.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Matheus: Para o DEAP foi só pós edital. Já para Oficial PMSC, iniciei os estudos meses antes do edital. Procurei sempre me motivar, imaginando como seria estar exercendo aquela profissão e vivendo aquela rotina de policial.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos? 

Matheus: Conheci o Estratégia através de um colega do Colégio Militar que havia passado em um concurso e utilizou os PDFs do Estratégia. Me disse que era um material muito completo e eu logo me interessei.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? O que funcionou melhor para você?

Matheus: No começo, utilizei muito a videoaula e fiz muitos cadernos e resumos, porém eu considero isso um erro na minha preparação. O estudo através da leitura de PDF e marcações no material é muito mais eficiente. Tenho um amigo e professor de SC, o Delegado Felipe Orsi, que me orientou dessa forma, porém demorei a seguir o seu conselho. Se tivesse seguido antes, talvez tivesse sido mais rápida a minha preparação.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Matheus: Bom, aí é que entra o ciclo de estudos. É muito importante dividir as matérias por ciclos de estudo, de forma que você possa estudar todas de forma uniforme e de acordo com o seu peso no edital. Eu acredito que o ideal é estudar de 2 a 4 matérias por dia, de acordo com a sua carga horária de estudos. Além disso é muito importante, dentro desse ciclo de estudos, dedicar tempo para a resolução de questões. Resolver questões vai ajudar a consolidar o conteúdo estudado e tirar eventuais dúvidas. Eu costumava estudar 4-5h por dia, durante o período noturno, após o trabalho no quartel.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Matheus: Eu tive um pouco de dificuldade na disciplina de RLM, pois cursei Direito e não tive contato com essa disciplina. Nesse caso, utilizei um pouco das videoaulas para poder compreender melhor o conteúdo.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Matheus: Na semana antes da prova, procurei apenas revisar o conteúdo e fazer questões. Eu sempre estudei no dia anterior a qualquer prova, para não perder aquelas perguntas de decoreba, que podemos acertar tendo o conteúdo na memória curta. Claro que estudava sem exageros, descansando bem no dia anterior para não estar cansado no dia da prova. 

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Matheus: O momento mais difícil nessa jornada foi quando estava me preparando para o concurso de Oficial da PMSC e meu pai foi assassinado. O luto e a raiva que tive foi muito forte, mas mesmo assim eu segui estudando, pois sabia que ele estava torcendo por mim e queria muito dar orgulho para ele. Isso me motivou e deu forças para continuar.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação? 

Matheus: Minha principal motivação foi dar orgulho para minha família, exemplo para meus amigos, e conquistar o cargo que eu queria, pois acredito que a polícia tem uma missão de importância ímpar na nossa sociedade. É o braço armado do Estado, é a primeira a fazer a justiça social e a defender os cidadãos de bem daqueles que praticam o mal. Botar a própria vida em risco para defender os outros, é uma missão de vida que poucos estão dispostos a cumprir. Isso me motiva, ser diferente, proteger o cidadão de bem, e repelir quem fizer o mal.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Matheus: Não desista, persevere nos seus objetivos, continue estudando, que eu tenho certeza que você será um aprovado. O caminho é difícil e você vai cair algumas vezes, mas levante, pois o final dessa jornada de estudos é muito recompensadora. Chegar lá só depende de você mesmo.

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • TRF 4a Região - 2019 14 alunos do Estratégia ficaram em 1º lugar, em suas respectivas regiões
  • Tribunal de Justiça-PR 2019 Dos 10 primeiros colocados, 7 foram nossos alunos
  • Agente da Polícia Federal 2018 Dos 180 aprovados, 113 foram nossos alunos
  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos