ENTREVISTA: Matheus Gorito - Aprovado no concurso do Banco do Brasil para o cargo de Escriturário Entrevista - Aprovado concurso do Banco do Brasil no cargo de Escriturário

Entrevista:

ENTREVISTA: Matheus Gorito – Aprovado no concurso do Banco do Brasil para o cargo de Escriturário

“Nunca desistam. A aprovação está cada dia mais próxima, basta foco e dedicação que ela vem”

Confira nossa entrevista com Mateus Gorito, aprovado no concurso do Banco do Brasil para o cargo de Escriturário:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que as pessoas que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Matheus Gorito: Olá, meu nome é Matheus, tenho 22 anos. Nasci na cidade de Volta Redonda – RJ. Sou formado em Matemática com ênfase em Matemática Computacional pela UFF – Universidade Federal Fluminense, campus Volta Redonda. Atualmente, estou cursando mestrado em Estatística na UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Matheus: Comecei a me interessar por concursos no final de 2017, quando estava no início do último semestre da faculdade, pois neles eu via uma oportunidade de conseguir um bom emprego e estabilidade. A partir do amadurecimento da ideia de prestar concursos, comecei a organizar meus horários para estudar durante a semana. Desse modo, tive que conciliar os estudos para os concursos com os estudos da faculdade. 

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Matheus: Nos finais de semana reservava um tempo de lazer para ficar junto com minha namorada. Não fui radical a ponto de abdicar completamente do meu convício social com amigos e família. 

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último?

Matheus: Fui aprovado em dois concursos: o primeiro foi da prefeitura da cidade de Volta Redonda para o cargo de Analista de Sistemas de Distribuição e o segundo foi o concurso do Banco do Brasil para o cargo de Escriturário.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Matheus: Fiquei muito feliz ao ver meu nome na lista de aprovados.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Matheus: Não sou casado, nem tenho filhos. Minha família sempre me deu apoio para fazer concursos. Entretanto, aconselharam-me a não perder o foco dos estudos no final da faculdade e, muito menos, durante o início do mestrado para não deixar de lado oportunidades acadêmicas, caso não fosse aprovado nos concursos prestados.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho?

Matheus: A princípio, meu objetivo era o certame do Banco Central do Brasil. Sabendo do nível de dificuldade do concurso, procurei estudar cerca de 4h por dia com foco somente nas disciplinas deste concurso, conciliando, assim, com as disciplinas da faculdade. Visando ganhar experiência em concurso e, para testar meus conhecimentos, fiz outros concursos que não faziam parte do meu objetivo maior, como os que foram citados acima.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Matheus: Pretendo continuar estudando para concursos até atingir o meu objetivo inicial de entrar no Banco Central. Mas entendo que é importante ficar atento a outros concursos que possuem matérias correlatas para ir treinando e me acostumando com os diferentes tipos de provas.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Matheus: O material do Estratégia foi essencial para minha aprovação. Eu comecei a fazer pesquisas sobre formas de estudar para concursos quando estava iniciando minha jornada e, assim que conheci o site do Estratégia, baixei as aulas experimentais e vi que era esse tipo de material que eu precisava para me preparar. Com isso, comprei os materiais do Estratégia e, através da leitura dos pdfs, muitos resumos e exercícios consegui ser aprovado nos dois certames mencionados anteriormente.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Matheus: Minha rotina de estudos consistia, basicamente, em estudar uma dada matéria durante um intervalo de tempo de uma hora e, em seguida, um pausa de 10 minutos. Para reiniciar os estudos após essa pausa, minha estratégia foi recomeçar os estudos com uma matéria nada correlata com a anterior. Por exemplo, estudava português durante 1h, dava 10 minutos de pausa e recomeçava os estudos sobre raciocínio lógico. Dessa forma, eu abrangia muita matéria em pouco tempo.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Matheus: Na semana da prova, eu reduzi bastante a carga horária de estudos focando apenas em revisões.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desacelerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Matheus: No dia anterior a prova fiz atividades relaxantes e procurei ao máximo descansar a mente para estar preparado para o dia da prova, pois uma mente descansada é muito importante para um bom desempenho.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Matheus: Durante esse percurso de estudo (que ainda não está no final) tive a oportunidade de aprender algumas lições com os erros que cometi. Uma das mais importantes é que a pressa para ser aprovado é um inimigo do concurseiro, pois percebi que estudo para concurso se baseia mais na constância do que propriamente na pressa. E é normal que reprovações aconteçam e, quando isto ocorre é preciso olhar para o lado positivo e aprender com os erros. Porque as vezes o que precisamos é de apenas mais familiaridade com as matérias e mais treino, ou seja, mais resoluções de questões.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Matheus: Uma mensagem que posso deixar para meus amigos concurseiros é: Nunca desistam. A aprovação
está cada dia mais próxima, basta foco e dedicação que ela vem.

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso DPE-AM 2018 - Defensor Público Dos 59 aprovados, 21 deles são nossos alunos
  • Concurso DPE-AP 2018 - Defensor Público Dos 108 aprovados, 34 deles são nossos alunos
  • Concurso ALE-RO 2018 - Advogado Dentro das 4 vagas ofertadas, 2 aprovados são nossos alunos
  • Concurso PGM-Manaus 2018 - Procurador Dos 146 aprovados, 58 deles são nossos alunos
  • Concurso PGE-TO 2018 - Procurador Dos 135 aprovados, 52 deles são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.