ENTREVISTA: Marta Torres – Aprovada no TRT 15 para o cargo de Técnico Judiciário

Entrevista:

ENTREVISTA: Marta Torres – Aprovada no TRT 15 para o cargo de Técnico Judiciário

“Eu desisti várias vezes durante a minha caminhada, achava que sendo casada e tendo filho seria impossível estudar, que meu tempo já havia passado por causa da idade. Que nunca desistam como eu fiz. Dificuldades sempre vão existir, raramente haverá a situação ideal para estudar, mas mesmo assim é possível, basta ter muita disciplina e também conhecer os limites do seu corpo.”

Confira nossa entrevista com Marta Torres, aprovada em 7º lugar no concurso TRT 15, em 1º lugar nas cotas reservadas para negros do cargo de Técnico Judiciário, polo Sorocaba.

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formada em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Marta Torres: Sou de Sorocaba-SP, tenho 38 anos e formada em Administração de Empresas.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Marta: Primeiramente o sonho em ser servidora pública e exercer um cargo que faz diferença e contribui para melhorar a sociedade. Outro fator foi a estabilidade financeira.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseira, você trabalhava e estudava?

Marta: Sempre trabalhando e estudando.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovada? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Marta: Fui aprovada para Auditor Fiscal de Tributos da minha cidade em 10º lugar, mas o concurso foi anulado e, na reaplicação das provas, fiquei em 39º lugar e não fui nomeada. Depois passei para Assistente Técnico Administrativo do Ministério da Fazenda e fui nomeada em Piracicaba, mas como ficava um pouco longe da minha cidade, acabei não assumindo por motivos pessoais. O último foi Técnico Judiciário Área Administrativa do TRT-15 Polo Sorocaba, em 9º lugar da lista geral e 1º lugar como candidata negra.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Marta: Realmente não esperava conseguir uma classificação tão relevante. Foi uma alegria imensa.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Marta: Raramente saía com os amigos, minha prioridade sempre foi minha família. Estudava durante a semana e no fim de semana dava atenção à minha família, principalmente ao meu filho.

Estratégia: Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseira? Se sim, de que forma?

Marta: Sou casada, tenho um filho de 8 anos. Minha família me apoia muito. Tive uma conversa com eles antes de começar a estudar, pois sem esse suporte seria difícil. Meu marido leva meu filho à escola de manhã para que eu possa estudar nesse período. Durante a tarde ele fica na casa da minha mãe, que prepara o jantar dele, o que economiza muito meu tempo. Meu filho também me ajudou bastante. No começo exigia muito da minha atenção e eu me sentia muito culpada com isso, mas tanto ele quanto eu amadurecemos com relação a isso, pois conversamos muito sobre a importância dos estudos na nossa vida.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? (Se esse ainda não é o concurso dos seus sonhos, se possível, citar qual é se pretende continuar se preparando para alcançar esse objetivo)

Marta: Com certeza. Em 2017 retomei os estudos e prestei o concurso do TCE-SP, mas fiquei em 14º lugar na minha cidade. Em 2018 meu foco foi na área fiscal, para a qual estudo até hoje.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovada?

Marta: Estudei somente dois meses com o foco nesse concurso, mas já tinha uma base em todas as matérias, pois em 2013 estudei por 2 meses também para o TRT-15, mas não fui nomeada porque minha classificação foi 22º lugar. Naquela época eu não tinha a disciplina necessária. Também não conseguia ainda conciliar direito o estudo e o cuidado com meu filho, que tinha quase 3 anos.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Marta: Estudei alguns meses sem edital na praça, mas desde que resolvi retomar os estudos, decidi que ser servidora pública não era mais um sonho e sim um objetivo. Eu era aquela concurseira que só estudava com edital na praça e nunca mais via as matérias. Mas há um ano e meio tento seguir uma disciplina com ciclo de estudos, revisões e resolução de exercícios, que me ajudaram muito no amadurecimento das disciplinas.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Marta: Usei os materiais do Estratégia, pois estudando em casa posso ficar perto do meu filho. Meu material principal eram as aulas em PDF, mas enquanto ia ao trabalho e fazia os afazeres domésticos, ouvia videoaulas como uma outra forma de revisar a matéria, além da revisão que eu incluía no ciclo de estudos.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Marta: Conheci o Estratégia Concursos por meio do meu irmão. Foi ele quem me convenceu a voltar a estudar e me apresentou a metodologia de ciclo de estudos. Posso dizer que o Estratégia foi um divisor de águas na minha vida.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Marta: Comecei pelas matérias básicas (Português, Raciocínio Lógico, Direito Constitucional e Administrativo) e utilizava o ciclo de estudos. Conforme fui avançando nos estudos, incluía matérias novas. Lá no início dos meus estudos eu fazia resumos, mas assistindo aos vídeos no YouTube do Estratégia, descobri que era possível revisar grifando os PDFs. Estudo de 3 a 4 horas por dia de segunda a sexta- feira.

Para o concurso do TRT-15, como tinha pouco tempo de preparação, pois resolvi estudar faltando apenas dois meses para a prova, foquei em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, principalmente a reforma trabalhista. Como havia prestado o TCE-SP e havia muitas matérias parecidas, fiz apenas exercícios das demais disciplinas e estudava a teoria do assunto que havia errado.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Marta: Nesse concurso não tive dificuldade em nenhuma disciplina, o que me ajudou muito. Meu terror é informática, mas graças a Deus não tive que enfrentá-la nessa prova.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Marta: Nesse período, intensifiquei os estudos. Estudava umas 4 horas durante a semana e umas 5 horas no sábado. A véspera foi um período de estudo. Assisti à revisão de véspera durante a manhã e redação no período da tarde.

No seu concurso, tivemos, além das provas objetivas, a redação. Como foi seu estudo para esta importante parte do certame? O que você aconselha?

Marta: Dei uma atenção especial a essa parte, pois pensava que não adiantava eu gabaritar a prova e não tirar uma nota boa em redação. As dicas do professor Raphael Reis foram um diferencial na minha redação, principalmente a indicação dos filósofos.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Marta: Eu devia ter dedicado mais tempo com foco nesse concurso, pois teria obtido uma classificação melhor ainda.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Marta: Eu desisti várias vezes durante a minha caminhada, achava que sendo casada e tendo filho seria impossível estudar e que meu tempo já havia passado por conta da idade. Há também o fator da acomodação, pois já sou empregada pública. Trabalho há 17 anos em uma Sociedade de Economia Mista. Apesar de ter desistido de estudar em 2009, o sonho de ser servidora pública nunca saiu da minha cabeça.

Devo muito ao meu irmão, o qual insistiu muito para que eu voltasse a estudar, pois mesmo sem técnica nenhuma e estudando de uma maneira sem muita disciplina, bati na trave algumas vezes. Eu era uma excelente aluna, lia muito durante a vida escolar e acho que isso me ajudava. O Estratégia Concursos foi um divisor de águas na minha vida.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Marta: Dar uma vida melhor para a minha família e perceber que sou capaz, mesmo com tantas dificuldades. Vi também alguns depoimentos de aprovados, mas as mamães concurseiras são as que mais me inspiram.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso? Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Marta: Que nunca desistam como eu fiz. Dificuldades sempre vão existir, raramente haverá a situação ideal para estudar, mas mesmo assim é possível, basta ter muita disciplina e também conhecer os limites do seu corpo. Deve-se estudar até o ponto em que é saudável. É essencial dormir a quantidade correta de horas por dia, praticar atividades físicas (faço pilates e caminhada) e ter um momento para a família, pois a vida não pode parar durante a preparação.

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos


Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso Analista e Assistente DPE AM 2019 Dos 134 primeiros colocados, 52 são nossos alunos
  • Concurso SEFAZ-AL 2020 - Auditor Fiscal Dentro das 60 vagas ofertadas, 32 são nossos alunos
  • Concurso DEAP SC - Agente Penitenciário Feminino 2019 Das 50 melhores colocadas, 16 são nossas alunas
  • Concurso MP RJ - Oficial 2019 Dos 10 primeiros colocados, 6 são nossos alunos
  • Concurso MP RJ - Técnico Administrativo Dos 10 primeiros colocados, 7 são nossos alunos