ENTREVISTA: Luíza Midory - Aprovada no concurso da Polícia Civil de Minas Gerais no cargo de Escrivão

Entrevista:

ENTREVISTA: Luíza Midory – Aprovada no concurso da Polícia Civil de Minas Gerais no cargo de Escrivão

“Não desanime, tenha disciplina e realmente se comprometa com o que você sonha. A sua luta diária é só com você próprio, esqueça a vaidade de querer provar para os outros que você esta se dedicando e dedique-se de verdade! É você com você mesmo, quando entender isso, tudo ficará mais leve. Bons estudos”

Confira nossa entrevista com Luíza Midory, aprovada no concurso da Polícia Civil de Minas Gerais no cargo de Escrivão:

Estratégia Concursos: Você é formada em que área? Qual sua idade? De onde você é? 

Luíza Midory: Sou formada em Direito. Tenho 25 anos. Sou de BH/MG.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Luíza: Desde a graduação, meus planos eram prestar concurso público em uma área que eu me identificasse. Ingressei no Direito com a intenção de me tornar, posteriormente, servidora pública.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseira, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso? 

Luíza: Durante os estudos, eu continuei advogando esporadicamente. Em parceria com outro advogado amigo da família. Até mesmo para computar prática jurídica caso precisasse em algum certame futuro. Não era contratada do escritório, nem possuía muitos processos simultâneos. Foram cerca de 6/7 processos por ano.

Estratégia: Em quais concursos já foi aprovada? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Luíza: O primeiro concurso em que fui aprovada foi o da CEMIG, em 2016, em 166˚ lugar, fora das vagas; posteriormente fui aprovada para Assessora Jurídica no concurso da Prefeitura de Santa Luzia/MG, em 58˚, também fora das vagas.

Em 2018 fui aprovada no concurso da CMBH, para Coordenadora do Processo Legislativo, em 27˚ lugar, eram apenas 12 vagas; no final de 2018 prestei o concurso para Escrivão da PCMG, último que fiz até agora, fiquei em 44˚. Desta vez, dentro das vagas.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados(as)?

Luíza: É uma sensação indescritível de um sonho realizado, de esforços recompensados e de um horizonte de realização que começamos a vislumbrar ao ver realizado o primeiro passo para ingressar na carreira pública: A aprovação.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Luíza: Eu continuei tendo vida social durante a preparação. Estudava e assistia às aulas de segunda à sexta. De início me propus um cronograma para os finais de semana, mas posteriormente adequei àquela programação para ficar dentro de segunda à sexta. Sábado e domingo descansava e saía com os amigos, namorado e família.

Estratégia: Você é casada? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseira? Se sim, de que forma? 

Luíza: Atualmente estou noiva. Vou me casar e a aprovação neste concurso faz parte, indiretamente, de mais essa realização. Durante a preparação estava namorando, moro com meus pais e minha família sempre me deu total apoio e suporte.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Luíza: Com certeza, vale a pena começar sua caminhada na carreira pública por um concurso intermediário. Além de ser um fator que pode te ajudar muito na sua ansiedade, você poderá adquirir experiência, ter seu primeiro contato com a máquina pública e também, para aqueles que almejam a independência financeira com maior rapidez, será um fator crucial para sua autoconfiança e desenvolvimento. Tendo já um cargo público poderá propiciar também o custeio de uma preparação a longo prazo. Ainda não ingressarei no concurso dos meus sonhos, continuarei estudando. Primeiramente vou focar no concurso da ALMG, que tem previsão para 2020. E como objetivo final, estudarei para carreiras jurídicas.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso em que foi aprovada? 

Luíza: Para o concurso de escrivão da PCMG estudei por 4/5 meses. Com o curso preparatório específico para ele. Mas já possuía uma bagagem em diversas matérias, como Português, Constitucional, Administrativo, Direito Civil. Fiquei esses 4 meses praticamente apenas estudando as outras matérias específicas.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Luíza: Estudei sem edital para o concurso da CMBH. Fiz um cronograma de planejamento de acordo com o último edital do certame. Um facilitador foi o fato do certame ter saído em 2015 e depois sido suspenso. Foi esse edital mais atualizado, de 2015, que eu utilizei para me programar. Comecei os estudos em 2017, a prova foi início de 2018.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos? 

Luíza: Conheci o Estratégia através de pesquisas na internet. Pesquisei sobre os cursos preparatórios mais renomados, seus resultados, sua equipe de professores, e adquiri o curso do Estratégia primeiro para o concurso da CMBH, no qual fui aprovada em 27˚.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? O que funcionou melhor para você?

Luíza: As videoaulas são essenciais, mas não assisti todas de todas as disciplinas, pois fiz uma triagem do que já havia estudado anteriormente ( que já tinha assistido às videoaulas das disciplinas em outro curso do Estratégia). Costumo anotar o que passa na videoaula, apesar de o PDF já ser bem completo nesse sentido. Utilizei livro apenas em alguns poucos pontos que senti necessidade de uma complementação. Além disso, fiz muitas questões em sites que filtram as questões de concurso, além das questões já contidas nos PDFs do curso. Não gosto muito de aula presencial, acho que toma muito tempo desnecessário.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Luíza: Eu estudava duas matérias por dia. Algumas vezes até passava um dia todo em uma matéria só. Funciona melhor pra mim assim, foi dessa forma que fiz na preparação para a CMBH e repeti no curso para Escrivão. Algumas disciplinas, eu fiz resumo em formato de esquemas com setas ( quase um mapa mental, mas não tão elaborado), outras eu apenas destacava o que havia de mais importante nos PDFs e na hora das revisões relia as marcações.

Sempre fiz revisões: 2 dias depois da primeira leitura, uma semana depois, 1 mês depois. Busquei fazer assim com quase todas as matérias. Os exercícios eram feitos na revisão de 2 dias depois, e fazia mais exercícios nas outras revisões se desse tempo. Sempre achei que ainda não descobri qual a melhor tática para encaixar os exercícios no meu planejamento, essa etapa é crucial para o aprendizado e eu sinto que ainda ficou um pouco negligenciado na forma que estudei. Em resumo, minhas revisões tinham mais “releitura da teoria”, do que realização de exercícios (mas nunca deixei de fazê-los, ao menos um pouco).

Costumava estudar cerca de 4-5 horas por dia, às vezes 3-4 horas. Não consigo estender muito as horas de estudo, ficam sem qualidade para mim.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Luíza: No concurso para Escrivão tive dificuldade com Medicina Legal e Informática, por nunca ter tido nenhum contato com as duas matérias. Também tive dificuldade com Penal e Processo Penal, pois estudei apenas na graduação e descobri que tive um aprendizado muito falho nessas matérias. Nesses casos, assisti a todas as videoaulas dessas matérias, pois esse primeiro contato através de aula e explicação do professor faz toda diferença. Li e reli a teoria, além de fazer muitos exercícios.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Luíza: Na última semana estudei até sexta-feira. Na véspera optei por não ler nem fazer exercícios. Mas participei de um aulão de véspera, presencial.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Luíza: Erros: Deveria ter realizado mais exercícios.

Acertos: Aproveitar ao máximo as videoaulas e não negligenciar as revisões com releitura da matéria.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Luíza: O mais difícil com certeza é manter a disciplina. Sempre começamos empolgados e quando chega em torno de 1 mês de estudos, no meu caso, ao invés de “ter pegado o ritmo” começo a sentir um desânimo, a cair em tentações que nos distraem dos estudos e do foco. É difícil, para mim, manter o foco nos estudos de longo prazo. Com certeza o que mais me ajudou foi já ter o edital lançado quando comecei a desanimar. 

Estratégia: Qual foi sua principal motivação? 

Luíza: Saber que a realização desse sonho era o primeiro passo para poder realizar vários outros que dependiam desse. Pensar sempre no motivo que te faz estar ali estudando, pois não é fácil. 

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Luíza: Não desanime, tenha disciplina e realmente se comprometa com o que você sonha. A sua luta diária é só com você próprio, esqueça a vaidade de querer provar para os outros que você esta se dedicando e dedique-se de verdade! É você com você mesmo, quando entender isso, tudo ficará mais leve. Bons estudos!

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]


Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Administração Tributaria Dos 591 aprovados, 475 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Técnologia da Informação Dos 68 aprovados, 52 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / AUDITOR FISCAL Dos 303 aprovados, 253 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x