ENTREVISTA: Laura Amorim - Aprovada no concurso SEFAZ GO para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual

Entrevista:

ENTREVISTA: Laura Amorim – Aprovada no concurso SEFAZ GO para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual

“Eu acho que, na nossa vida, na maior parte do tempo, aquilo que queremos fazer agora (dormir, sair com os amigos, assistir seriado, etc.) não está alinhado com o que queremos para nosso futuro (ser aprovado em um concurso, ser um bom aluno ou profissional, etc.). É aí que entra nossa disciplina: temos que nos forçar a fazer agora o que for necessário para alcançarmos nossos objetivos maiores, deixando algumas coisas um pouco de lado por um tempo. Um dia você vai acordar com o seu nome no Diário Oficial. E vai ser incrível!”

Confira nossa entrevista com Laura Amorim, aprovada em 22º lugar no concurso da Secretaria de Estado da Fazenda de Goiás (SEFAZ GO) para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formada em que área? Qual sua idade? De onde você é? O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Laura Amorim: Meu nome é Laura, mas talvez alguns de vocês me conheçam como @lulu.concurseira, por causa do meu perfil no Instagram. Sou de Belo Horizonte e tenho 25 anos.

Me formei em Engenharia de Controle e Automação, na UFMG, em dezembro de 2016, já sabendo que não queria atuar na área. Conversando com minha família, que tem vários servidores, descobri que havia diversas áreas no funcionalismo público (até então eu só sabia de concurso pra juiz, rs), e percebi que talvez me encaixasse em alguma delas. Quando descobri sobre a área fiscal, foi amor à primeira vista.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseira, você trabalhava e estudava ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso? Quantas horas por dia costumava estudar?

Laura: Passei por todas essas fases. Durante o ano de 2017, quando comecei, eu fiquei por conta de estudar, nessa época, eu estudava de 6 a 8 horas líquidas por dia. Em 2018 comecei a faculdade de Direito, pela manhã (não aguentava mais ficar em casa “só estudando”, sem perspectivas de provas pra fazer, e eu tinha me apaixonado pela área). Então, diminuí um pouco o ritmo para 5hs líquidas diárias.

Por fim, em maio de 2018, fui aprovada no concurso da Câmara Municipal de BH, para Consultor Legislativo, e nomeada em junho. Tranquei a faculdade (logo após concluir o 1o semestre) e comecei a trabalhar (mais pra frente vou contar em detalhes).

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovada? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Laura: Fui aprovada em 4º lugar, para Consultor Legislativo (Orçamento e Finanças) da Câmara Municipal de BH, e agora em 22º lugar, na Sefaz GO, para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual.

Estratégia: Você é casada? Namora? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseira?

Laura: Namoro desde que comecei a estudar, inclusive ele me ajudou muito nessa decisão e sempre entendeu as renúncias que tive de fazer (deixar de ir em alguns eventos, viagens, encontrar menos e tudo o mais). Minha família também sempre apoiou minha escolha, minha mãe principalmente, acreditava ser o melhor caminho.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Laura: Eu acho que há vários fatores a serem analisados, é algo muito particular e vai da necessidade de cada um! No meu caso, eu já estava ficando desesperada com a ausência de provas na área fiscal, então acabei me abrindo para outras áreas. Mas, não fosse isso, eu teria me mantido focada.

Comigo foi assim (fui vítima da Lei de Murphy): Depois de pouco mais de 1 ano e meio estudando para concursos fiscais, ainda não havia feito nenhuma prova. As oportunidades que surgiam na área exigiam formação específica, e, como sou Engenheira, eu ficava de fora. Fui ficando bem desanimada e desmotivada.

Nesse meio tempo, surgiu o concurso da CMBH, para o cargo de Consultor Legislativo, que aconteceria em fevereiro de 2018. Com a falta de perspectiva de novos concursos fiscais, estudei e fiz a prova, na qual obtive minha primeira aprovação (!!!!). Eram apenas 4 vagas e quase 4.000 inscritos. Fiquei muito feliz! Rapidamente fui nomeada e tomei posse, aceitando que poderia continuar estudando para os concursos fiscais, que eram meu verdadeiro sonho, mas que, até onde eu sabia, ainda iriam demorar a sair.

Acontece que NO DIA (aí vem a Lei de Murphy) em que entrei em exercício na Câmara, veio a bomba: saiu o edital do Sefaz GO, para Auditor Fiscal. O cargo dos meus sonhos. E agora?? O jeito foi conciliar o trabalho com os estudos hardcore do pós-edital: trabalhava 30hs por semana e estudava outras 30-35hs. Eu aproveitava cada segundo que eu tinha. Acordava às 4:40-5hs da manhã, estudava 1h30 antes de sair e até no carro, indo pro trabalho, eu fica ouvindo as vídeo aulas de legislação tributária. Fiz isso durante 95% do pós edital.

Nesse meio tempo, vieram outras duas bombas: os editais das Sefaz SC e Sefaz RS, outros super concursos, e os procedimentos das Sefaz DF e BA voltaram a “andar”. Aí que eu me desesperei mesmo. Então, depois de muuuito pensar e conversar com minha família (e com seu total apoio), decidi por sair da Câmara e me dedicar integralmente ao meu sonho, agora com batalhas concretas à frente. Então, faltando pouco mais de uma semana pra prova do Sefaz GO, eu pedi exoneração e usei os últimos dias pra revisar tudo o que podia antes da prova.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Laura: À exceção das aulas presenciais, que nunca fiz, pra cada etapa da minha preparação e pra cada tipo de matéria, eu usei um tipo de material diferente. Acho que a maior dúvida de quem está começando deve ser justamente sobre qual o melhor, dentre livros, PDFs, videoaulas, e tudo o mais, né? Pra mim, a resposta é um grande “depende”: depende do seu conhecimento prévio, de suas facilidades/dificuldades, do que você já estudou, dos materiais que utilizou e do concurso que você quer prestar…

Mas tenho algumas sugestões gerais:

Pra um primeiro contato com uma área, recomendo as videoaulas. Por exemplo, se é de outra formação e precisa aprender Contabilidade, um bom professor pode te economizar horas quebrando a cabeça pra entender os conceitos iniciais e o “espírito da coisa”;

Agora, se tem familiaridade com a área, pode ser melhor já partir para um curso em PDF (do Estratégia, claro ?), mais sintetizado. Gosto, também, quando no pré-edital, de incluir os livros de doutrina no estudo de algumas matérias mais importantes, pra dar uma aprofundada (também é muito bom para o estudo daquelas cobradas em provas discursivas).

Já para matérias mais diretas ou “de decoreba”, como legislações e Raciocínio Lógico, evito pegar livros e priorizo PDFs, exercícios e lei seca (para as legislações, claro). Nesses casos, só recorro a videoaulas para assuntos pontuais, que não entendi ou em que tenho um desempenho pior;

Mas ainda temos várias outras particularidades: tem gente que não se concentra com videoaulas, enquanto outros dormem lendo livros… Enfim! Teste vários métodos, veja o que funciona pra você e siga firme!

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Laura: Eu tirei a última semana anterior à prova para revisar os principais tópicos das matérias de maior peso. Reli várias partes da legislação, fiz muuuitas questões, reli resumos e, principalmente, decorei todas aquelas picuinhas que os concursos adoram: fórmulas, datas, prazos, alíquotas e tudo o mais. Eu me sinto mais tranquila estudando no dia anterior à prova do que descansando (sou muito ansiosa), então continuei com as revisões normalmente.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Laura: Minha maior motivação pra manter um bom ritmo de estudos sempre foi conseguir ser aprovada o mais rápido possível, rs. Querendo ou não, ninguém realmente gosta dessa vida cheia de renúncias e incertezas que é a de estudar para concursos, né? Então, por mais que não seja a minha rotina favorita (viver no quarto estudando), sei que é a única que poderia me levar ao meu objetivo rapidamente.

Eu acho que, na nossa vida, na maior parte do tempo, aquilo que queremos fazer agora (dormir, sair com os amigos, assistir seriado, etc.) não está alinhado com o que queremos para nosso futuro (ser aprovado em um concurso, ser um bom aluno ou profissional, etc.). É aí que entra nossa disciplina: temos que nos forçar a fazer agora o que for necessário para alcançarmos nossos objetivos maiores, deixando algumas coisas um pouco de lado por um tempo.

Estratégia: O que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concursos?

Laura: Sendo engenheira, eu não tive nenhuma formação em Direito no Ensino Superior. Então, quando decidi fazer concurso público, vi aquela infinidade de matérias de Direito (e outras áreas, como contabilidade, economia…) e fiquei completamente perdida. Imagino que, no início, todos se sintam assim, né?

Como tudo era muito novo pra mim, coisas óbvias pra quem tinha cursado Direito, pra mim, pareciam obscuras. Eu nem sabia o que era “lei seca”, achava que era a lei sobre beber e dirigir rs.

Então, primeiro, eu comecei a pesquisar sobre o tema “concursos”, pra entender um pouquinho dos tipos de concursos e carreiras que existiam, quais se encaixavam no meu perfil (e quais eu podia fazer com a minha formação); da dinâmica dos prazos (previsão, edital, prova…), das bancas, de como o pessoal estudava e tudo o mais!

Depois, comecei a conversar com amigos concurseiros/concursados e a ler alguns editais. Nisso, percebi que os Direitos Constitucional e Administrativo eram meio que a base de tudo, no sentido de que, sabendo esses dois, ficar mais fácil entender os demais (sem falar que caem em praticamente todos os concursos).

Resolvi, então, passar por essas matérias (de forma rápida e um pouquinho superficial) antes de qualquer outra coisa, com o objetivo de me familiarizar com os pressupostos, conceitos e a forma de pensar do Direito e tudo o mais.

Pra isso, comprei os dois cursos isolados, aqui do Estratégia mesmo, e assisti a todas as vídeoaulas. Nesse primeiro contato nem cheguei a ler os PDFs nem nada, só queria ter alguma noção do todo.

Assim, terminadas essa pesquisa e as aulas, me senti muito mais “por dentro” do mundo do Direito e dos concursos e pronta para começar os estudos de forma mais aprofundada e focada para a área que eu queria.

Não é nenhuma receita de bolo, mas recomendo isso a todos que estão perdidos ou começando na mesma situação que eu comecei.

Estratégia: Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Laura: Às vezes, focamos tanto em nossos sonhos e objetivos que nos esquecemos do mais importante: ser feliz.

Se você escolheu se esforçar agora para conquistar um futuro melhor, sim, sacrifícios serão necessários, você vai deixar de fazer muitas coisas, de dormir quando tem sono e sair com os amigos e familiares.

Mas uma coisa você não pode sacrificar: sua felicidade. E ela não está no futuro, não está no cargo que queremos ou naquela viagem distante: a felicidade está em como enxergamos aquilo que já temos, na gratidão por existir, por termos forças e condições de correr atrás de nossos sonhos.

Sim, a preparação vai ser árdua, vai doer, vai ser ruim, você vai contar cada dia, cada hora. Você vai duvidar de você, vai querer desistir, querer escolher um caminho mais fácil. Mas calma. Quando estiver assim, só pare e respire. Aceite sua escolha. Lembre-se do seu sonho. E continue.

Um dia você vai acordar com o seu nome no Diário Oficial. E vai ser incrível!

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • TRF 4a Região - 2019 14 alunos do Estratégia ficaram em 1º lugar, em suas respectivas regiões
  • Tribunal de Justiça-PR 2019 Dos 10 primeiros colocados, 7 foram nossos alunos
  • Agente da Polícia Federal 2018 Dos 180 aprovados, 113 foram nossos alunos
  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x