ENTREVISTA: José Roberto Ferreira Machado - Aprovado no concurso BRB no cargo de Escriturário

Entrevista:

ENTREVISTA: José Roberto Ferreira Machado – Aprovado no concurso BRB no cargo de Escriturário

“Ver meu nome na lista dos aprovados foi uma sensação extraordinária! Com 57 anos estava concorrendo com uma garotada muito bem preparada”

Confira nossa entrevista com José Roberto Ferreira Machado, aprovado no concurso BRB no cargo de Escriturário:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

José Roberto: Sou Engenheiro Civil, nascido e formado em Belo horizonte e tenho 57 anos.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

José Roberto: Com a crise no mercado imobiliário de Brasília e, consequentemente, a diminuição de vagas e salários do setor, resolvi estudar para concursos. Inicialmente foquei em tribunais, pois no ano passado foi o de maior incidência. Este ano mudei o fofo para área fiscal.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

José Roberto: Dedicava inteiramente aos estudos

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

José Roberto: Técnico do MPU em 261º; Iphan em 24º; e agora no BRB, provisoriamente, antes do recurso de redação, em 51º.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

José Roberto: Sensação extraordinária! Com 57 anos estava concorrendo com uma garotada muito bem preparada. Muitos concorrentes.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

José Roberto: Sempre sai e viajei muito. Diminuía as viagens antes das provas. Não deixei de praticar exercícios.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro(a)? Se sim, de que forma?

José Roberto: Sou casado, tenho 03 filhos, 01 neto e outro a caminho.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

José Roberto: Sim. Estava com foco na área fiscal, principalmente o Sefaz-DF. Durante um mês e meio parei com as matérias da área fiscal e foquei em área bancária. Agora virei o botão novamente.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovado?

José Roberto: Um mês e meio. Mas já estudo para concursos há algum tempo.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

José Roberto: Sempre tem edital. No tempo de tribunal, eu rodava o país e agora procuro fazer todos os da área fiscal. De hoje até fevereiro farei: São José do Rio Preto; Uberlândia; DF e Governador Valadares. Todos da área fiscal.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

José Roberto: Estudo em PDF e videoaula, principalmente as aulas resumos, como o Revisão Acelerada. Uso o PDF e complemento com videoaulas, penso que um é complemento do outro.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

José Roberto: É um dos mais famosos. Todos, que estão nessa caminhada de concurso, o conhecem.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que devem ser memorizados. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

José Roberto: Estudo, em média, 40 horas por semana. No mês da prova acelero para mais de 50 horas líquidas. Metade exercício (uns 400 por semana) e mesclo com revisão e estudo. Reservo a parte da noite, quando estou mais cansado, para videoaulas.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

José Roberto: Por incrível que pareça, pela minha formação, matérias que demandam cálculos. Cito as contabilidades e estatísticas. A estratégia é partir para cima, muito exercício, videoaula, matéria e resumo escrito. Tenho facilidade nos Direitos.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

José Roberto: Na véspera gosto de relaxar, não curto revisão de véspera, etc. Se transmite no youtube até vejo, mas não vou na presencial.

Estratégia: No seu concurso, tivemos, além das provas objetivas, as provas discursivas. Como foi seu estudo para esta importante parte do certame? O que você aconselha?

José Roberto: Boa pergunta, pois esse foi o meu diferencial. No TRT do Rio tirei nove na objetiva e fui desclassificado na redação, não conseguiram ler. Melhorei a letra e contratei uma professora para corrigir minhas redações. Fiz 12 nas 02 semanas antes da prova. Me ajudou demais! Tirei 8,41 e a professora disse que poderia entrar com recursos e tentar passar minha nota para 9. Vi vídeos compactos também.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS.

José Roberto: Acertos são as horas de estudo, material bom e muita disposição. Erros acredito que não tive.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

José Roberto: Gosto de estudar, tenho prazer. Como não estou trabalhando, o estudo virou meu trabalho, minha rotina. Se não fosse isso estaria muito ocioso.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

José Roberto: Realmente querer voltar a trabalhar e competir, que é muito bom.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso? Deixe sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

José Roberto: O mais importante é entender onde está pisando. Entender o todo é muito importante e difícil. O concurseiro novato estuda as partes e não tem noção do todo, fica meio à deriva. Só após algum tempo ele compreende o que é, de fato, concurso. Depois que você compreende o que é, desenvolve seu método de estudo. Aí é só estudar com afinco que o resultado virá.

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Abraços,

Thaís Mendes

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Administração Tributaria Dos 591 aprovados, 475 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Técnologia da Informação Dos 68 aprovados, 52 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / AUDITOR FISCAL Dos 303 aprovados, 253 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x