ENTREVISTA: Jair Alves Filho - Aprovado no concurso STM no cargo de AJAJ

Entrevista:

ENTREVISTA: Jair Alves Filho – Aprovado no concurso STM no cargo de AJAJ

“Nunca deixe de acreditar. Talvez, em alguns momentos, essa tarefa seja solitária, mas pode ter certeza que sua vez vai chegar, e, quando chegar, todos vão estar lá para comemorar com você, ou apenas presenciar o SEU momento. Desde já, lhe dou os PARABÉNS pela aprovação.”

Confira nossa entrevista com Jair Alves Filho, aprovado no concurso Superior Tribunal Militar no cargo de AJAJ:

Estratégia: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Jair Alves Filho: Sou de Divino (Cidade com 19.000 habitantes no interior de Minas Gerais), sou formado em Direito e tenho 29 anos.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Jair: Bom… Vou resumir a história (risos). Trabalhava limpando privadas em uma terceirizada da Petrobrás, fazia um curso técnico no IF e nas horas vagas sonhava em passar no concurso da Petrobrás. Porém, em um belo dia ensolarado, ia eu para o estágio do curso, quando fui atropelado por uma caminhonete.

Fiquei um tempo mal, mas graças a DEUS sobrevivi. Esse acidente mudou o rumo da minha vida. A partir daí, resolvi fazer uma faculdade, já que não poderia mais trabalhar no mesmo emprego. Concorri a uma bolsa em Direito e outra de Eng. Civil. Ganhei uma bolsa de 50% para o curso de Direito, no Educa Mais Brasil, e levei o curso bem a sério.

No 5.º período já era apaixonado pelo Ministério Público, foi quando apareceu um processo seletivo para preencher uma vaga de estagiário no Ministério Público de Minas Gerais. Encarei aquilo como meu primeiro concurso. A prova era discursiva e o Promotor de lá tinha uma fama de pegar pesado nas provas. Estudei com afinco, meio sem técnica, sem revisões nem questões, nem nada, mas foquei na lei seca e doutrina. No final deu tudo certo, fiquei em 1º, bem distante do segundo lugar (e olha que havia muitos alunos do 10.º período). Isso me deu um gás e, como advogar não me animava (na minha região o mercado está saturado, você abre a geladeira e acha um advogado dentro, vira a esquina e atropela outro), resolvi me dedicar aos concursos.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Jair: Nessa época, recebia benefício previdenciário, pois o acidente me deixou uma sequela no pé esquerdo. Mas, durante um tempo, estagiava à tarde no MP, estudava pela manhã e ia pra Faculdade durante à noite. Durante uns 07 meses me dediquei aos estudos e faculdade.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo?

Jair: Na verdade, esse concurso do STM foi meu segundo concurso. Quando estava no 5.º período da faculdade fiz o TRF 2, mas não passei para Analista, nem Oficial. Para técnico, fui aprovado na ampla, porém na casa dos duzentos. Esse concurso foi bom para aperfeiçoar meus estudos. Foi o primeiro concurso que fiz, vi que as coisas não eram como pensava, que teria que me esforçar bem mais.

A faculdade estava uma pouco apertada nessa época e decidi largar o estágio para me dedicar um pouco mais. E foi aí, quando começara o conturbado 9.º período da Faculdade, que veio a aprovação no concurso do STM, para o Cargo de Analista Judiciário – Área Judiciária. Era um teste, não me sentia totalmente preparado na época, mas fui assim mesmo e, no final, deu tudo certo, graças a DEUS.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Jair: Fiquei muito feliz e, confesso, um pouco preocupado, pois teria que me mudar para muito longe.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Jair: Saía sim, principalmente para as atividades da igreja, na qual congrego. Quando não estava na faculdade estava lá, todos os dias, menos na quarta e na sexta. Nos finais de semana ajudava em uma igreja de outra Cidade, então tinha outras atividades que careciam de atenção, além dos estudos em casa e na faculdade. Procurava dar alguma atenção ao meu pai, ao meu irmão, amigos e esposa também (risos). Não era fácil conciliar, mas sempre tinha aquele horário que nada me tirava do “quartinho do estudo”.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Jair: A grande maioria me apoiava. Sempre tinha aqueles que chamavam de preguiçoso, que diziam que eu estava só querendo maré mansa e essas coisas. Mas abstraia, filtrava o que era bom e seguia o caminho que DEUS propôs. Não podia deixar passar aquela oportunidade.

Minha esposa esteve sempre ao meu lado nessa etapa. As vezes cortavam meu benefício previdenciário, por alguma confusão administrativa. Ficava meses sem receber e ela segurava as pontas, não me deixava parar. Acho que ela acreditava muito mais que eu nesse sonho e isso me fortalecia, pois não podia decepcioná-la.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Jair: Sim, foi o meu caso. Meu sonho é o MPMG, porém preciso dos três anos de experiência jurídica. Agora vou descansar por mais uns três meses, depois volto para luta.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovado?

Jair: Estudei por 07 meses focado no concurso do STM.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Jair: Sim. Meu foco na época era TRE mas, durante esse período, vi uma notícia, em algum lugar, que ia ter o concurso do STM. No início não dei muita atenção, mas depois comecei a me sentir incomodado. Parece que algo dentro de mim dizia: “dá uma olhada no edital”, “considera esse concurso, pode ser uma boa oportunidade” (eu acredito que era DEUS quem fazia isso). Daí resolvi, do nada, começar a estudar para esse concurso e foi com base no último edital mesmo.

Pouco tempo depois chegou a notícia de que só teríamos concurso para o TRE em 2019. Foi um alívio para mim, pois aquela notícia nem me abalou muito, pois já tinha outro foco.

Uns três meses depois saiu o edital do STM, com 05 vagas para o cargo que queria. Mesmo sabendo que não poderia tomar posse (quando saiu o edital estava saindo do 7.º período da Faculdade), resolvi me testar. Queria saber se estava no caminho certo, pois já estava caminhando para reta final da Faculdade e não queria ficar muito tempo desempregado. Também não queria saber de OAB (risos).

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Jair: Para esse concurso, resolvi abandonar as videoaulas. Meu material principal foi a Lei seca, questões e jurisprudência (aquelas mais batidas, que sempre estavam nas questões e livros). Para complementar o estudo, eu usei livros voltados para concursos de tribunais, resumos para concurso e os PDF’s do Estratégia. Sobre os PDF’s, foram essências na minha aprovação, porque havia algumas matérias que não existia material sobre (ex: Ética no Serviço Público, Qualidade no Atendimento, Trabalho em Equipe…).

Acho que, para esse concurso, a videoaula pode tomar um tempo precioso. Por outro lado, existem matérias que são mais difíceis de entender, nessas vale a pena gastar um tempinho em videoaula. Os livros também têm que ser usados com estratégia, sempre grifando as partes importantes pra facilitar a revisão. Nada de Doutrinas densas. Um resumo aliado à Lei seca e questões é o ideal, na minha opinião. Os PDF’s do Estratégia sempre vêm com muitas questões comentadas, isso facilita o estudo também.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Jair: Através do famigerado Dr. Google (risos). Sempre vi as pessoas elogiando, dizendo que era o que tinha de melhor para esse concurso.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Jair: Olha… Fiz uma coisa meio doida. Imprimi o edital, dividi as matérias em blocos (ex: Direito Penal – 10 blocos: Bloco 01 – Da aplicação da Lei Penal; Bloco 02 – Do crime e da Imputabilidade Penal…), depois separei cada dia da semana para estudar 02 matérias (ex: Segunda – Penal e Processo Penal, Terça – Administrativo e Constitucional…). Quando encerrava um bloco, eu dava um risco lá no edital, nos assuntos que tinha visto. Depois marcava as revisões daquele bloco em um calendário, da seguinte forma: dia seguinte, quinze dias e trinta dias (antes colocava a revisão de 07 dias, depois de ler o livro do Alexandre Meireles, passei a tirar essa revisão de 07 dias).

Outra coisa que fiz foi responder questões em todas as horas vagas. Respondia as questões, caso errasse, ia nos comentários e grifava aquele ponto chave. Se fosse no site de questões, eu marcava ela para responder de novo depois. Cheguei a responder quase 7.000 questões. No meu estudo eu lia a Lei referente ao assunto a ser estudado, depois o assunto no Livro e depois fazia umas 10 questões sobre aquele mesmo tema. No dia seguinte lia só a Lei, depois de 15 dias lia a Lei e os pontos que grifei no livrinho ou PDF. E, no trigésimo dia, eu lia a Lei, os pontos marcados no livro e fazia mais questões.

Sobre os resumos, não consigo resumir nada. Não tenho essa habilidade, fico nervoso, fico ansioso e acabo perdendo tempo. Por isso prefiro marcar no livro ou, no máximo, fazer alguma anotação a lápis (jurisprudência correlacionada ou lei sobre o trecho do livro). Estudava de 5h à 6h líquidas.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em algumas disciplinas? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Jair: Sim, muita dificuldade em Português e Informática. Português é meu “Calcanhar de Aquiles”, Décio Terror foi quem me ajudou a vencer esse monstro (risos).


Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?


Jair: Essa foi uma parte que errei muito: estudei até o dia da prova! Já tinha visto e revisado a matéria toda, mas resolvi estudar até às 21:00. Resultado: fiquei tão ansioso que não dormi e fui fazer a prova virado. Foi horrível, quase não aguentei terminar a prova. Meu desempenho poderia ter sido muito melhor, mas graças a DEUS era pra ser.


Estratégia: No seu concurso, tivemos, além das provas objetivas, as provas discursivas. Como foi seu estudo para esta importante parte do certame? O que você aconselha?


Jair: Nessa parte também busquei a ajuda do Estratégia. Fiz o curso “Discursivas para AJAJ – Direito para o STM”. Treinava todo sábado.


Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Jair: Sobre os erros, como já disse, estudar até o dia anterior à prova. Acho que isso me deixou muito ansioso, nem dormi a noite toda preocupado com a prova. O certo é relaxar, dar um passeio, descansar…

Quanto aos acertos, nunca me arrependi de ser o louco da Lei seca (risos). Sempre li muito a Lei, quando ia estudar pela primeira vez, revisar, ou nas horas de ócio. Sempre estudei Lei seca grifando pontos que julgava importantes (o núcleo da Lei) e os que eram cobrados com frequência nas questões. Tenho certeza que isso me ajudou muito. Outra coisa foi responder muitas questões, milhares. Me deparei com muitas questões parecidas ou que cobravam a mesma coisa, então isso foi muito importante também, acho que foi um acerto (foi difícil, pois sempre tive preguiça de responder questões).


Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?


Jair: Desistir nunca, mas não foi fácil. Pra me manter motivado eu ficava vendo vídeos e lendo depoimentos de aprovados nos mais variados certames (risos). Isso me deixava entusiasmado, nessa hora o sonho ficava mais palpável. Também lia artigos do William Douglas, Alexandre Meireles e outros desse ramo, livros que contam histórias de aprovação (Missão aprovação é ótimo), mas tudo isso na hora do lazer (risos).

Comigo aconteceu algo inusitado, creio que poucos terão que passar por isso, mas vale a pena relatar, pois, pra mim, foi o momento mais difícil (emocionalmente). Fui convocado pelo STM para apresentar meu diploma e demais documentos no 9.º período da Faculdade, e, como é óbvio, não tinha diploma. Entrei em desespero, pois acreditava piamente que só me chamariam no outro ano. Procurei um advogado para impetrar um Mandado de Segurança, mas nem o advogado acreditava que fosse dar certo. Bom… Perdi muitos cabelos, adoeci por uns dias, mas DEUS é bom, ele acredita nos nossos sonhos. Consegui a liminar, fiz um provão das matérias que faltavam, monografia, prática e tudo mais e concluí o curso.

Mas acabou por aí? Não, o STM não aceitou o certificado de conclusão e a faculdade pediu o prazo de um ano pra entregar o diploma. Mais cabelos caindo, mais noites dormindo pouco, pois tinha 30 dias para apresentar a documentação e só faltava 01 semana. As vezes dava vontade de jogar tudo pro alto e depois pegar tudo de volta, pois precisava muito do cargo, (risos).

Ligamos para o setor de registros (que ficava em uma Faculdade Federal), lá eles nos explicaram que nesse caso (quando havia liminar) eles adiantavam o processo, bastava a minha Faculdade pedir prioridade. Entramos em contato com a diretoria da Faculdade onde estudei e, finalmente, o diploma estava na minha mão e a posse marcada para o dia 01/10/2018.


Estratégia: Qual foi sua principal motivação?


Jair: Eu estava recebendo benefício previdenciário por conta da minha condição física na época, e não queria permanecer daquela forma. Uns diziam: “fica tranquilo, daqui a pouco você consegue se aposentar”, mas não era isso que queria pra mim. O que eu queria era buscar meu sustento, ser independente. Só quem está nessa condição sabe quanta humilhação passamos, quantos olhares desconfiados e dedos apontados recebemos.

Eu sempre acreditei que ia sair daquela situação, eu precisava sair, estava iniciando minha vida, havia feito 01 ano de casado, aquele acidente não podia apagar meu futuro. Graças a DEUS (falo muito em DEUS porque creio que tudo isso foi um plano D’ele) nunca deixei de ter fé, como canta a banda Preto no Branco: “tenha foco, força e fé na vida”.


Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!


Jair: Nunca deixe de acreditar. Talvez, em alguns momentos, essa tarefa seja solitária, mas pode ter certeza que sua vez vai chegar, e, quando chegar, todos vão estar lá para comemorar com você, ou apenas presenciar o SEU momento. Desde já, lhe dou os PARABÉNS pela aprovação. ;)

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • TRF 4a Região - 2019 14 alunos do Estratégia ficaram em 1º lugar, em suas respectivas regiões
  • Tribunal de Justiça-PR 2019 Dos 10 primeiros colocados, 7 foram nossos alunos
  • Agente da Polícia Federal 2018 Dos 180 aprovados, 113 foram nossos alunos
  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x