ENTREVISTA: Izadora Bochi Knorr - Aprovada em 17º no concurso SEFAZ RS para o cargo de Auditor-Fiscal da Receita Estadual

Entrevista:

ENTREVISTA: Izadora Bochi Knorr – Aprovada em 17º no concurso SEFAZ RS para o cargo de Auditor-Fiscal da Receita Estadual

“Tem uma frase que resume muito o meu jeito de pensar, irei transcrever: “Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina, pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas”. Disciplina é fundamental para vencer, acho que todos devem ter isso em mente”  

Confira nossa entrevista com Izadora Bochi Knorr, aprovada em 17º no concurso da Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul para o cargo de Auditor-Fiscal da Receita Estadual:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formada em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Izadora Bochi: Tenho 29 anos, sou de Santiago/RS e formada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Izadora: Minha principal motivação foi salarial. Trabalhava em uma multinacional desde a época da faculdade, trabalhava muito e ganhava pouco. Não havia grandes perspectivas de crescimento, pois a época era difícil e a empresa estava passando por uma reestruturação.

Amava o que eu fazia, no entanto, almejava uma posição que não conseguiria na empresa.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseira, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Izadora: Quando tomei a decisão de estudar para a área fiscal (em 2014), larguei o emprego que tinha para me dedicar exclusivamente ao concurso da Receita Estadual do RS, que aconteceu naquele ano. Não fui aprovada e continuei somente estudando.

No entanto, em 2015, passei para Analista Judiciário do TRE e, desde a nomeação, conciliava estudos e trabalho.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovada? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Izadora: Fiz 6 provas na minha trajetória de concurseira, incluindo AFRE-RS 2019. Além de ser aprovada nesse mencionado, fui aprovada em mais dois: primeiro lugar para o cargo que ocupo atualmente – Analista Judiciário do Tribunal Regional Eleitoral do RS e 37ª posição para o cargo de Técnico Judiciário do Tribunal Regional Eleitoral do RS.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Izadora: Foi indescritível, uma emoção muito grande e um imenso alívio. A sensação de dever cumprido é a melhor coisa que podemos sentir.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Izadora: Tudo dependia da fase de estudo. Quando não havia edital e nem rumores de um concurso que gostaria de fazer, minha rotina de estudos era bem mas leve. Por outro lado, quando havia rumores de edital, eu abdicava de tudo e todos para estudar.

Estratégia: Você é casada? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro(a)? Se sim, de que forma?

Izadora: Sou casada e não tenho filhos. Meu marido e meus pais sempre me apoiaram nessa longa caminhada. Nunca interviram em nenhuma rotina de estudo.

Minha mãe costuma dizer que meu marido é um herói, por ter me aguentado nessa trajetória de concurseira, que não é nada fácil.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Izadora: Acho válido, sim. Minha trajetória mostra isso.

Ser analista do TRE nunca foi meu sonho, mas ter passado nesse concurso foi crucial para eu seguir estudando e conseguir a aprovação para Auditor da Receita Estadual.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovada?

Izadora: Eu fiz este mesmo concurso em 2014, quando fiquei muito próxima da aprovação. Então costumo dizer que já tinha alguma base na minha memória.

Em relação ao concurso ocorrido este ano, eu resolvi fazê-lo após ter saído o edital. Então me dediquei exclusivamente a ele de setembro/18 a fevereiro/19. Antes de setembro/18 eu estava estudando para auditor do TCE/RS, cuja prova ocorreu em agosto/18.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Izadora: Sim, a maior parte da minha vida de concurseira ocorreu sem edital na praça.

Sempre fui muito disciplinada e isso nunca foi problema para mim. Quando larguei a iniciativa privada (2014), meu marido, que na época era meu namorado, fez para mim uma tabela no excel para eu organizar minhas metas/cronograma/horas de estudo. Esta mesma tabela me acompanhou em toda a trajetória de estudos. Seguia o planejamento à risca.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Izadora: Os cursos do Estratégia sempre foram a base dos meus estudos, principalmente os PDFs.

Em 2014 fiz um curso presencial e, durante esses anos, usei algumas videoaulas. Mas a maneira que mais gostava de estudar era lendo PDF.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Izadora: Eu conheci o Estratégia através de uma amiga.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que devem ser memorizados. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Izadora: Geralmente, eu estudava duas matérias por dia durante a semana e, nas sextas-feiras, revisava tudo que havia visto naquela semana.

Nas épocas perto das provas, quando estudava durante os finais de semana, nesses dias eu fazia exercícios ou me aprofundava em um assunto que sentia que não havia dominado ainda. Tudo dependia muito do meu planejamento e necessidade.

Meu foco sempre foi a leitura de resumos. Lia muito, era o jeito que achava que funcionava para mim.

Minha meta de horas de estudo por semana eram de 40 horas líquidas. Nos 4 meses anteriores a prova, essa meta aumentou. Estudava 60/70 horas líquidas na semana.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Izadora: Minha principal dificuldade foi em Tecnologia da Informação e ainda não superei essa dificuldade (rsrs).

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Izadora: Dia de estudo, de MUITO ESTUDO.

No último mês que antecedeu a prova, eu só vivia para estudar. Essa rotina perdurou até o momento que cheguei para fazer a prova.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Izadora: Acho que não consigo mencionar os principais acertos. Ter conseguido a aprovação mostra que toda a trajetória foi um acerto.

Sobre os erros, acredito que errei em não fazer muitos e muitos exercícios. Se tivesse que continuar estudando, deixaria mais tempo reservado para fazer exercícios.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Izadora: O difícil é persistir após uma derrota. É quebrar a cara numa prova e ter que levantar a cabeça no dia seguinte e seguir em frente, continuar estudando, engolir a decepção contigo mesmo e continuar no foco. Isso é o mais difícil.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Izadora: Meu pai. Ele sempre foi o meu principal incentivador, a pessoa que mais acreditava em mim.

Durante essa trajetória de estudos, ele faleceu e, infelizmente, não está presente aqui hoje para compartilhar comigo essa vitória. Mas ele sempre foi o motivo de tudo isso ter acontecido.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Izadora: Tem uma frase que resume muito o meu jeito de pensar, irei transcrever: “Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina, pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas”. Disciplina é fundamental para vencer, acho que todos devem ter isso em mente.

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Abraços,

Thaís Mendes



Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso DPE-AM 2018 - Defensor Público Dos 59 aprovados, 21 deles são nossos alunos
  • Concurso DPE-AP 2018 - Defensor Público Dos 108 aprovados, 34 deles são nossos alunos
  • Concurso ALE-RO 2018 - Advogado Dentro das 4 vagas ofertadas, 2 aprovados são nossos alunos
  • Concurso PGM-Manaus 2018 - Procurador Dos 146 aprovados, 58 deles são nossos alunos
  • Concurso PGE-TO 2018 - Procurador Dos 135 aprovados, 52 deles são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.