ENTREVISTA: Hernany Ribeiro de Carvalho - Aprovado em 9º lugar no concurso da PRF para o Estado do Piauí (provas objetiva e discursiva)

Entrevista:

ENTREVISTA: Hernany Ribeiro de Carvalho – Aprovado em 9º lugar no concurso da PRF para o Estado do Piauí (provas objetiva e discursiva)

“Nunca se imagine perdendo, você sempre é o vencedor e vai alcançar seu objetivo. Tenha o concurso e o cargo 24 horas na sua cabeça. Funcionou comigo”

Confira nossa entrevista com Hernany Ribeiro de Carvalho, aprovado em 9º lugar no concurso da Polícia Rodoviária Federal para o estado do Piauí (provas objetiva e discursiva):

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Hernany Ribeiro: Me formei em Direito há dois anos, advogo desde então. Tenho 25 anos de idade. Nascido em Teresina-PI, onde vivo até o momento.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos? Porque a área Policial?

Hernany: Quando iniciei na advocacia, encontrei inúmeras dificuldades provocadas pelo próprio Poder Judiciário, o que me fez perder o brilho nos olhos pela profissão.

No fim de 2017, tomei a decisão de estudar para concursos. Por ter estagiado no Ministério Público Estadual do Piauí, já sabia que o cargo de Analista não me interessava.

Logo, visando uma carreira mais ativa, sem rotina fixa, escolhi a área policial (que sempre me identifiquei).

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Hernany: Na minha carreira de concurseiro, fiz dois concursos anteriores a este da PRF. Durante todos os 3 certames eu conciliei trabalho e estudo.

Mas, exclusivamente durante a preparação para o concurso da PRF, resolvi reduzir minha atuação profissional, para que pudesse me dedicar com maior eficiência e tempo.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Hernany: Ainda não tinha sido aprovado em nenhum concurso, nunca havia passado da primeira fase, inclusive. Fui reprovado nos concursos para os cargos de Delegado da Polícia Civil do Maranhão e Agente de Polícia Civil do Piauí, todos em 2018. Portanto, a aprovação na PRF foi a primeira.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados na primeira fase do certame?

Hernany: Sensação indescritível. Mas não chegou a ser uma surpresa, pois acreditava muito nesse resultado. Estava bastante confiante e preparado para a prova e hoje vejo que segui o caminho correto.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Hernany: Nunca fui de muitas festas e reuniões, então não foi difícil abdicar quase que totalmente de tudo isso. Minha vida social se resumia a assistir filmes com minha esposa, às vezes um sorvete ou jantar rápido.

Sempre tirava um período na semana para relaxar. Muitas vezes no sábado ou domingo, quando o estresse estava no limite. As festas de fim de ano, Natal e Reveillon, foram de muito estudo. Apesar dos vários convites de viagens e festas, todos foram recusados.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Hernany: Sou casado, não temos filhos. Minha família me apoiou durante o período de preparação. Todos entenderam que o objetivo era possível e que seria a realização de um sonho.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Hernany: No momento estou totalmente realizado com o cargo que exercerei. A carreira da PRF é linda e motivadora, não penso em prestar outros concursos. Estou alcançando um sonho.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovado?

Hernany: Iniciei os estudos ainda em agosto de 2018, antes da divulgação do edital. Estudei todo o edital anterior (2013) antes da publicação do concurso de 2018. Portanto foram 6 meses intensos de muita leitura e resolução de questões.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Hernany: Sim, estudei todo o edital anterior antes da publicação do certame atual. Durante esse período, mantive o foco somente no meu objetivo: a aprovação.

Sabia que a concorrência seria enorme e qualificada. Precisava me antecipar, pois não sou experiente em concursos, este foi o primeiro que me preparei com material de cursinho especializado, inclusive.

Estudava em média 5 horas diárias, chegando a estudar mais de 8 horas aos finais de semana.

Minha principal intenção era terminar o edital de 2013 antes de publicarem o de 2018. Terminei, revisei muito, resolvi inúmeras questões e, então, saiu o edital.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Hernany: Utilizei apenas o curso em PDF do Estratégia Concursos e algumas videoaulas também do curso pré-edital, focado na PRF.

A principal vantagem dos PDFs é o direcionamento ao assunto realmente relevante para a prova. Isso nos induz a estudar somente aquilo que será cobrado.

Utilizava as videoaulas, como complemento, para os assuntos que tinha maior dificuldade. Não identifiquei desvantagens no método que utilizei. Acredito que abusar das videoaulas seria uma desvantagem, por conta do tempo perdido.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Hernany: Conheci o curso através de indicação de amigos.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que devem ser memorizados. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Hernany: Estudava de duas a três matérias por dia. Fiz alguns pequenos resumos manuscritos mas, na maioria das vezes, utilizava apenas os marcadores virtuais de texto no próprio computador.

Sempre fazia exercícios ao concluir o estudo da disciplina no dia e quando estava estressado da leitura do material.

As revisões deixava para os fins de semana, geralmente. Costumava estudar de 5 a 8 horas por dia, dependendo da disponibilidade de horário. Fiz meu plano de estudos em uma agenda, a cada semana preenchia as metas diárias.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Hernany: Sempre senti dificuldades em informática. Tive que me dedicar bastante. Revisei muito, muitas questões e videoaulas.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Hernany: A semana antecedente à prova foi só de revisão e mais questões. No sábado e domingo pela manhã, anteriormente à prova, revisei alguns pontos específicos, algumas fórmulas de física e matemática.

Estratégia: No seu concurso, tivemos, além das provas objetivas, as provas discursivas. Como foi seu estudo para esta importante parte do certame? O que você aconselha?

Hernany: A prova discursiva sempre foi uma preocupação para mim. Sabia que seria um diferencial, e foi. Durante a preparação, realizei sete simulados de redação, baseado nos temas propostos no curso. Sempre tive uma boa dissertação, ajudou muito ter uma base de escrita e leitura.

Após os resultados, vi muitos candidatos com notas altíssimas na prova objetiva e que deixaram a desejar na discursiva. Inclusive, ultrapassei inúmeros candidatos, com notas superiores na prova objetiva, graças à nota na redação. Atingi a nota de 19,87, sendo a maior do Estado do Piauí.

Estratégia: Como está sendo sua preparação para o TAF e para as demais etapas?

Hernany: A preparação para o TAF foi tranquila. Sempre mantive o preparo físico em dia. Durante a realização do teste, o principal é manter a calma e sempre manter o foco no objetivo.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Hernany: Não mudaria nada na minha preparação. Acredito que consegui realizar tudo que planejei. O maior acerto, sem dúvidas, foi estudar muito antes da publicação do edital.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Hernany: Nunca pensei em desistir. Apesar das poucas vagas para milhares de candidatos, tinha na cabeça que dezesseis teriam que ser aprovados. Por que eu não poderia ser um desses dezesseis? Mirei a primeira colocação, acabei ficando em nono lugar, até o momento.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Hernany: Minha principal e única motivação era mudar de vida. O ano de 2018 foi financeiramente terrível, precisava mudar aquela realidade. Não tinha um plano B, só tinha um plano: ser PRF.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Hernany: Acredite em você! Essa é a melhor motivação na sua vida.

Assisti vídeos de cursos de formação da PRF, me imaginava naquela academia, usando o uniforme. O pensamento positivo é fundamental.

Indico a leitura do livro “O Segredo” ou “The Secret” antes ou durante a preparação para o concurso. Nunca se imagine perdendo, você sempre é o vencedor e vai alcançar seu objetivo. Tenha o concurso e o cargo 24 horas na sua cabeça. Funcionou comigo.

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Cursos Online para Concursos

Confira também:

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Mande um e-mail para: [email protected]

Abraços,

Thaís Mendes

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Administração Tributaria Dos 591 aprovados, 475 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / Técnologia da Informação Dos 68 aprovados, 52 são nossos alunos
  • SEFAZ-BA / AUDITOR FISCAL Dos 303 aprovados, 253 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x