ENTREVISTA: Diogo Alves - Aprovado no concurso SEFAZ GO para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual

Entrevista:

ENTREVISTA: Diogo Alves – Aprovado no concurso SEFAZ GO para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual

“O mundo é um lugar onde os determinados e persistentes conseguem a vitória. Gostaria de deixar a seguinte frase motivacional que me incentivou durante a minha jornada de estudos: “Você pode ficar parado imaginando como seria ou lutar e ver como será transformar os sonhos em realidade”.”

Confira nossa entrevista com Diogo Alves, aprovado em 13º lugar no concurso da Secretaria de Estado da Fazenda de Goiás (SEFAZ GO) para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Diogo Alves: Meu nome é Diogo Alves, sou formado em engenharia civil pela UFPE. Tenho 24 anos e sou de Recife, Pernambuco.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Diogo: Depois de ouvir as orientações dos meus pais, eu resolvi pesquisar sobre concursos e acabei me apaixonando pela ideia de ser um servidor público, especialmente um da área fiscal.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Diogo: Como meus pais sempre me deram o suporte emocional e financeiro que eu precisava, eu não precisei trabalhar e com isso eu pude me dedicar integralmente aos estudos para concurso.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado(a)? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Diogo: Já fui aprovado em quatro concursos: Analista de Gestão Previdenciária da FUNAPE, Analista de Gestão administrativa do TCE-PE, Auditor fiscal de tributos do Município de São Luis do Maranhão e Auditor Fiscal da Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás. Nos três primeiros, fui aprovado fora do número de vagas. Já para o último, Auditor da SEFAZ-GO, fui aprovado em 13º.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Diogo: É uma explosão de emoções: felicidade, alívio, sensação de dever cumprido, gratidão pelas pessoas que ajudaram nessa caminhada, e várias outras.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Diogo: Logo no inicio dos meus estudos, procurei me afastar das mídias sociais, pois elas me faziam perder muito tempo. Uma das frases que eu ouvi assim que comecei a estudar foi: “estudar para concurso é como uma maratona, e não como uma corrida de 100 metros rasos”. E foi exatamente a postura que eu adotei, pois eu sabia que não ia aguentar uma postura radical e, por isso, eu sempre saia nos finais de semana. Quando a prova ia se aproximando, eu sempre procurava dar um “sprint” final e passava a estudar mais no final de semana.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Diogo: Não sou casado e nem tenho filhos. Tenho uma namorada desde a época em que eu comecei estudar para concursos e ainda moro com meus pais. Eles sempre me deram todo o apoio que precisei nessa caminhada, e sempre acreditaram em mim. Acho que isso foi algo essencial.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Diogo: Eu acredito que vale a pena sim, desde que seja algo na mesma área. Tem que ter cuidado para não sair “atirando para todos os lados”.

 Eu sempre tive o sonho de ser Auditor Fiscal de Receita Federal, principalmente por permitir que eu continue a morar na minha cidade natal.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovado?

Diogo: É difícil responder essa pergunta, porque inicialmente eu só estudava para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Federal. Somente após a autorização do concurso da SEFAZ-GO que comecei a estudar para as matérias que não coincidiam com o concurso da RFB. Como eu já tinha uma boa bagagem das matérias “básicas” dos concursos fiscais (algo em torno de dois anos de estudo), eu foquei nesses últimos seis meses para o cargo de Auditor da SEFAZ-GO.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Diogo: A maior parte da minha jornada de estudo para concurso foi sem edital na praça. Eu sempre tive o pensamento de que eu tinha que estar preparado para a prova, independentemente de quando ela chegasse. Uma pessoa que me ajudou bastante nessa jornada foi o meu coach Guilherme Sant’Anna, do Estratégia Concursos. Ele era quem organizava meus estudos, quais materiais estudar, qual a carga horaria, quando fazer as revisões necessárias, e mais várias outras coisas. A única coisa que sobrou pra mim foi estudar rsrs.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Diogo: Já usei praticamente todos esses materiais citados. Acho que cada um tem a sua hora. Meu primeiro contato com concursos foi em aulas telepresenciais. Acredito que elas são excelentes para quem está começando, principalmente pra quem está com um bom tempo até a data da prova, pois é “mais fácil” esse primeiro contato com as matérias, entretanto, elas não são tão eficientes se levarmos o tempo em consideração. A minha segunda estratégia foi estudar por livros voltados para concursos, o problema é que os livros trazem assuntos que nem sempre são cobrados em concursos (levei um bom tempo pra perceber isso…). 

Quando eu comecei a usar os cursos em PDF, eu vi que esse material tinha o melhor custo benefício quando comparado com os outros, pois ele é focado no concurso que você está estudando e normalmente vem acompanhado de alguns exercícios. Por fim, acredito que a última estratégia de estudo deve ser a resolução de vários exercícios, principalmente da banca examinadora do concurso, pois normalmente as questões são parecidas.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Diogo: No meu último período da faculdade, um colega de turma me falou sobre o Estratégia Concursos. Quando cheguei em casa, eu estudei umas aulas demonstrativas, e pronto, foi o suficiente para eu confiar na alta qualidade das aulas. No dia seguinte, eu comprei o pacote completo do concurso.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Diogo: Ao longo da minha jornada de estudo, eu já usei diversas estratégias. No começo dos meus estudos, eu só via as aulas, achando que ia ser suficiente, quanta ilusão rsrs. Depois eu comecei a estudar por livros, mas sempre de uma maneira bastante desorganizada, estudava horas e horas a mesma matéria, e depois só voltava a estudá-la semanas depois. Após essa fase, comecei a estudar regularmente com metas diárias procurando estudar todas as matérias ao longo da semana, nem que fosse por pouco tempo. E com um foco maior em questões.

No começo eu nunca contava a quantidade de horas de estudo. Quando comecei a contar a quantidade de horas liquidas por dia, eu estudava em média 8 horas por dia de segunda a sexta, e 4 horas no final de semana. Na reta final, eu cheguei a estudar um pouco mais de 10 horas por dia.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Diogo: Desde a época de colégio, eu sempre tive dificuldade em Português. Para falar a verdade, acho que nunca superei essa dificuldade rsrs. O que me fez ganhar alguns pontos na prova de Português, foi já ter resolvido várias questões da banca.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Diogo: Aproveitei as últimas semanas para dar uma maior carga nos estudos, sempre priorizando revisões e o estudo da “lei seca”. Eu cheguei  em Goiânia na véspera da prova, aproveitei o resto do dia para continuar a revisão, principalmente na parte de legislação tributária estadual. 

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Diogo: Acredito que um dos meus maiores erros foi que passei um bom tempo apenas vendo aulas e nunca fazia revisões ou exercícios. Outro erro foi que eu comecei a estudar todo o conteúdo de uma vez só. Acho que se tivesse estudado primeiro as matérias básicas como direito tributário, eu não teria tido tanta dificuldade em legislação tributária.

Um dos maiores acertos foi ter buscado orientação adequada. Meu coach, Guilherme Sant’anna, foi essencial na minha aprovação, eu não tenho palavras para agradecer o que ele fez por mim. 

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Diogo: O mais difícil é lidar com a insegurança e a ansiedade. Sempre que esses sentimentos apareciam, eu tentava deixá-los de lado e mergulhava nos estudos para tentar esquecê-los.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Diogo: Minha maior motivação era já me imaginar exercendo o cargo e saber que a cada dia que passava eu estava mais perto da tão sonhada aprovação.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Diogo: Eu diria para não ter medo, e ter fé em Deus que tudo dará certo. O mundo é um lugar onde os determinados e persistentes conseguem a vitória. Por fim, eu gostaria de deixar a seguinte frase motivacional que me incentivou durante a minha jornada de estudos: “Você pode ficar parado imaginando como seria ou lutar e ver como será transformar os sonhos em realidade”.

ENTREVISTA EM VÍDEO:

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • TRF 4a Região - 2019 14 alunos do Estratégia ficaram em 1º lugar, em suas respectivas regiões
  • Tribunal de Justiça-PR 2019 Dos 10 primeiros colocados, 7 foram nossos alunos
  • Agente da Polícia Federal 2018 Dos 180 aprovados, 113 foram nossos alunos
  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x