ENTREVISTA: Diego Mendes - Aprovado no concurso MPU em 12º lugar para o Rio de Janeiro no cargo de Técnico na Especialidade Administração

Entrevista:

ENTREVISTA: Diego Mendes – Aprovado no concurso MPU em 12º lugar para o Rio de Janeiro no cargo de Técnico na Especialidade Administração

“Eu demorei a abrir mão das coisas que me atrapalhavam (entretenimento, métodos mais vagarosos como vídeo aula). Quando notei que meu tempo era minha maior arma, consegui ser mais efetivo. Esse é o maior conselho que dou para quem está começando: busque ser mais efetivo, leve a sério seus estudos a ponto de abrir mão das coisas inúteis”

Confira nossa entrevista com Diego Mendes, aprovado no concurso do Ministério Público da União, em 12º lugar, para o Rio de Janeiro no cargo de Técnico na Especialidade Administração:

Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Diego Mendes: Eu sou Diego Mendes, sou do RJ, tenho 34 anos e sou formado em Geografia. Eu já fui servidor do município do RJ mas pedi exoneração para me dedicar integralmente a uma ONG cristã.

Estratégia Concursos: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Diego: Em 2017 percebi que era o momento de sair da ONG. Fiquei sem emprego e hoje só estou fazendo bico em uma loja de autopeças. Os concursos se tornaram uma boa opção novamente, o problema é que nos 10 anos que fiquei trabalhando na ONG eu não estudei. Não lembrava de nada, nem de coisas básicas de português e matemática. Voltar a estudar foi uma decisão difícil que necessitou de muita coragem e disposição.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado?

Diego: Desde o fim de 2017, quando voltei a estudar, fiz alguns concursos mas sem muito sucesso. Uma amiga me estimulou a estudar para o MPU, que se tornou meu alvo. Foi quando conheci o Estratégia Concursos e mergulhei de vez nesse mundo.

Durante o caminho tentei TRT 1 e 2 e não fui aprovado, o que foi bem difícil para mim. Depois de um ano estudando, com muitos altos e baixos, consegui fazer 90 pontos na prova de técnico para o RJ, ficando em 12º lugar.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Diego: Foi uma sensação muito boa. Eu aprendi a aceitar os resultados como eles são. Sabia que tinha dado o meu melhor, então estava preparado tanto para mais uma derrota quanto para um resultado positivo. A boa nota foi bem recompensadora, tive um sentimento de dever cumprido.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos?

Diego: Eu estudo de domingo a domingo. Para mim todos os dias se tornaram iguais, sem distinção de feriado, fim de semana, etc. Meu alvo era 8 horas por dia, mas estava em meio período na loja de autopeças, então estudava o máximo que conseguia. Também conseguia me divertir, visitando um amigo ocasionalmente, assistindo séries com minha esposa e brincando com a Cake, minha doguinha.

Estratégia: Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro?

Diego: Sou casado e sem filhos (humanos :P). Nos primeiros meses minha esposa ainda não compreendia bem a rotina que eu devia ter e me atrapalhava bastante (rs). Com o tempo ela foi vendo minha dedicação e percebendo a seriedade da coisa. Se tornou minha maior apoiadora, fundamental para meu sucesso.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior?

Diego: Acho que você deve estar fazendo provas regularmente para se manter afiado, não só estudar. Como não tinha tantas provas semelhantes ao MPU acontecendo (e na época não se sabia quando o MPU ia abrir), decidi fazer os TRTs. Saí um pouco da linha porque tive que aprender direito do trabalho, mas o resto dava para aproveitar para o MPU.

Resumindo: Dá pra sair do foco, mas não muito.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso?

Diego: Logo no inicio achei que vídeo aulas eram a melhor opção, mas me enganei muito, pois perdia muito tempo. Então decidi estudar unicamente por PDFs e leitura da lei. Usei os PDFs do Estratégia que já tinham muitas questões. Usava para responder baterias de questões no PDF, como se fosse um simulado. Além disso, fazia resumos escritos em fichas para uma revisão mais rápida.

Estratégia: Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo?

Diego: Eu inicialmente lia de 2 a 3 PDFs por dia, cada um de uma matéria diferente. No dia seguinte fazia o resumo escrito do que li em uma ficha para fixar. A partir dai, fazia apenas exercícios da matéria, em torno de 100 questões diárias, de cada matéria do dia e revisava pelas fichas. Fiz de uma maneira que a cada 10 dias conseguia revisar todas as fichas, de todas as matérias. Quando a prova estava mais próxima, diminui as quantidades de questões para rodar por todas as matérias mais rápido.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Diego: AFO foi um desafio porque eu nunca tinha estudado, mas a organização dos PDFs do Sergio Mendes ajudaram muito. Tive pouco tempo, então escolhi focar em alguns assuntos. Errei apenas duas questões de AFO da prova, que estava bem difícil.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação, quais seriam?

Diego: Eu demorei a abrir mão das coisas que me atrapalhavam (entretenimento, métodos mais vagarosos como vídeo aula). Quando notei que meu tempo era minha maior arma, consegui ser mais efetivo. Esse é o maior conselho que dou para quem está começando: busque ser mais efetivo, leve a sério seus estudos a ponto de abrir mão das coisas inúteis.

Estratégia: Qual foi sua motivação?

Diego: Entender que o único capaz de mudar minha vida financeiramente era eu mesmo. Foi uma questão de autorresponsabilidade, de parar de tentar encontrar culpados.

Estratégia: Obrigada Diego pela entrevista e, mais uma vez, parabéns pela aprovação!

Confira outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Foi aprovado e deseja dividir com a gente e com outros concurseiros como foi sua trajetória até a aprovação?! Me mande um e-mail! [email protected]

Grande abraço!

Thaís Mendes

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso TJ PR Dos 275 aprovados, 31 são nossos alunos
  • Concurso Banrisul 2018 (Escrituário) Dos 185 aprovados, 46 são nossos alunos
  • Concurso Sefaz RS 2018 (Papiloscopista) Dos 119 aprovados, 66 são nossos alunos
  • Concurso Sefaz RS 2018 (Escrivão) Dos 100 aprovados, 50 são nossos alunos
  • Concurso Sefaz RS 2018 (Agente) Dos 180 aprovados, 113 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.