Entrevista com aprovado - Concurso FUNAPE

Entrevista:

ENTREVISTA: Laura Aquino – Aprovada no concurso da FUNAPE nos cargos de Analista Jurídico Previdenciário (6º lugar) e Analista em Gestão Previdenciária (34º)

“Definam a carreira ou o cargo que pretendem, planejem seus estudos, foquem, tenham perseverança e não desistam. Obstáculos irão aparecer, mas tenha sabedoria para superá-los. Como já ouvi de alguns amigos: concurso é uma fila, um dia irá chegar a sua vez. Pode ser que demore, mas você consegue. E não há algo mais gratificante do que, no final, você ver que o esforço valeu a pena”

Confira nossa entrevista com Laura Aquino, aprovada no concurso da Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco nos cargos de Analista Jurídico Previdenciário (6º lugar) e Analista em Gestão Previdenciária (34º lugar):

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que as pessoas que nos assistem possam te conhecer melhor. Você é formada em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Laura Aquino: Sou formada em Direito, tenho 25 anos e resido em Recife/PE.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseira, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Laura: Trabalho e estudo. Trabalho de segunda a sexta 7h/dia e estudo cerca de 5h/dia. Nos fins de semana tenho conseguido estudar apenas aos sábados durante o dia. É um pouco difícil conciliar trabalho e estudo. Tem dias que o cansaço aumenta e o rendimento cai.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovada? Qual o último? Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Laura: Comecei a focar em concurso quando estava terminando a graduação, no final de 2015. Excetuando as seleções de estágio em órgãos públicos, o primeiro concurso que consegui aprovação dentro do quantitativo de vagas foi o da FUNAPE. Fiz o do TJPE de 2012, porém ainda estava no início da faculdade e não me dediquei. Fui aprovada, mas muito distante. Fiz o concurso do INSS em 2016, obtive uma boa pontuação, mas também não deu para ficar dentro das vagas. A sensação de ver o nome na lista é indescritível. É um misto de felicidade, gratidão e, sobretudo, de dever cumprido. É muito bom saber que todo o esforço está valendo a pena.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Laura: Durante a preparação, reservava os sábados à noite e os domingos para sair com a família, namorado e/ou amigos.

Estratégia: Você é casada? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseira? Se sim, de que forma?

Laura: Tenho namorado, que também é concurseiro, e moro com meus pais. Minha família sempre está ao meu lado apoiando minhas escolhas.  Eles compreendem e respeitam as minhas ausências para estudar.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho?

Laura: Tenho tentado outros concursos, principalmente em razão da crise vivenciada pelo Brasil.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Laura: Se o concurso não fugir muito daquilo que você estuda, acho válido.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo, contando toda a sua preparação? Durante este tempo de estudo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos mesmo naqueles períodos em que não havia edital na mão?

Laura: Como já falei acima, comecei a estudar para concurso no final de 2015. Inicialmente, o foco era o concurso do TJPE. Porém, como ele demorou muito a sair, acabei prestando outros concursos (INSS, TRT/SE…). Normalmente focava nas matérias que usualmente estão nos editais, como administrativo e constitucional, e também dava uma olhada em editais anteriores.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Laura: Inicialmente, fiz um curso online para o TJPE. Depois, comecei a estudar por livros e questões. Porém, percebi que estava gastando muito tempo. Para a FUNAPE, como a banca foi a FCC, ative-me à lei seca e questões, exceto para previdenciário, que correspondia à metade da prova. Neste caso, adquiri o excelente curso do Estratégia com o Prof. Ali, que garantiu a minha aprovação.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Laura: Por intermédio de amigos, também concurseiros, e das redes sociais.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Laura: Gosto de estudar fazendo resumos e exercícios. Costumo estudar duas ou três matérias por dia. Depende muito da importância e do meu desempenho em cada uma delas.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Laura: Nunca gostei muito de penal, processo penal e civil. Procurei dedicar mais tempo a elas, resolvendo mais exercícios, de modo que tenho notado melhora no desempenho.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Laura: Na reta final costumo revisar todo o conteúdo pelos meus resumos e/ou lei seca. Quando o edital é muito grande, tenho dado prioridade às matérias mais importantes, com maior número de questões, focando naqueles assuntos que costumam ser cobrados.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desacelerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Laura: Bom, tanto para o TRE/PE e o TJPE, eu consegui tirar uns dias de férias antes da prova. Dei uma acelerada nos estudos, estudava manhã, tarde e noite. Pra mim, achei que valeu a pena. Acredito que essa questão de (des)acelerar nas vésperas da prova é algo pessoal. Se o candidato é ansioso, não aconselharia.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Laura: Conhecer o estilo da banca é muito importante para direcionar seus estudos. Além disso, resolver o máximo de questões da banca é fundamental. Focar nas matérias em que tem dificuldade e fazer revisões também é válido.
Como erros, posso citar a mudança de estratégia e cronograma de estudos com frequência.

Estratégia: Pela sua experiência e contato com outros concurseiros, diga-nos quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos?

Laura: Acho que, assim como eu, a mudança de estratégia e de foco são os erros mais corriqueiros. Você acaba querendo fazer todos os concursos que aparecem, e não consegue focar em nenhum. É humanamente impossível você dar conta de editais tão díspares em curto espaço de tempo. Acredito que decidir o cargo a que você almeja é fundamental.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

Laura: Com o passar do tempo, manter o foco e o ritmo de estudos vão se tornando tarefas difíceis. Por isso, é importante que o concurseiro procure mecanismos que o mantenha motivado, como palestras motivacionais e conversas com familiares e amigos.
A motivação principal está na realização do sonho de ser servidor público efetivo.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Laura: Aos que estão ingressando no mundo dos concursos, aconselho definirem a carreira ou o cargo que pretendem, planejem seus estudos, foquem, tenham perseverança e não desistam. Obstáculos irão aparecer, mas tenha sabedoria para superá-los. Como já ouvi de alguns amigos: concurso é uma fila, um dia irá chegar a sua vez. Pode ser que demore, mas você consegue. E não há algo mais gratificante do que, no final, você ver que o esforço valeu a pena.

 

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso ISS-Criciúma 2017 - Fiscal de Rendas e Tributos Das 3 vagas ofertadas, 2 aprovados são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - TJAA Dos 100 primeiros aprovados, 57 são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - AJAJ Dos 100 primeiros aprovados, 47 são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - AJAA Dos 80 aprovados, 50 são nossos alunos
  • Concurso SEFIN-RO 2017 - Contador Das 2 vagas ofertadas, 1 aprovado é nosso aluno

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.