Entrevista: Aprovada em 1º lugar no concurso CISDESTE MG

Entrevista:

ENTREVISTA: Bárbara Camarinha – Aprovada em 1º lugar para farmacêutica no concurso CISDESTE-MG (SAMU-MG)

“É cansativo e dá vontade de desistir! Mas não desista. É assim para todo mundo. Ser concurseiro é apenas um caminho para atingir seu objetivo profissional, no qual uns conseguem chegar mais rápido que outros! Invista toda sua energia, enfrente os obstáculos, renuncie as propostas tentadoras e foque no objetivo final. É só uma fase, e a recompensa virá”

Confira nossa entrevista com Bárbara Camarinha, aprovada em 1º lugar para farmacêutica no concurso CISDESTE-MG (SAMU-MG):

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formada em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Bárbara Camarinha: Meu nome é Bárbara, tenho 28 anos, moro no Rio de Janeiro e sou formada em Farmácia pela UFRJ.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseira, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Bárbara: Sempre quis ser concursada, então assim que terminei a faculdade  iniciei um curso preparatório para minha área. Porém, percebi que apenas estudando seria difícil ser aprovada por não possuir títulos. Comecei a ver pessoas, do próprio cursinho indo bem nas provas objetivas mas não obtendo a aprovação por não possuírem pontos de títulos. Por isso adaptei meus estudos para os editais das provas de residência que aconteceriam no final do ano, e consegui aprovação em todas as residências para as quais prestei concurso. Concomitante a Residência Multiprofissional fiz uma pós-graduação aos sábados, pois eu sabia que essas duas pós-graduações me ajudariam futuramente na aprovação de algum concurso público, e não estava equivocada. Dois anos depois, ao término dessas duas pós-graduações, me dediquei exclusivamente aos estudos para concursos públicos.

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovada? Qual o último?

Bárbara: Fui aprovada nos concursos da Residência Multiprofissional para Farmácia Hospitalar, todas no ano de 2014: IPPMG-UFRJ, COSEAC-UFF e SMS Prefeitura.

E recentemente, fui aprovada no concurso do CISDESTE-MG em primeiro lugar.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Bárbara: Na verdade, ainda não caiu a ficha. É o resultado de todo o seu esforço, de todas as renúncias e escolhas. É uma sensação sem explicação, que confirma que tudo valeu a pena!

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar no concurso o mais rápido possível?

Bárbara: Estudei de segunda a sexta de manhã e de tarde, e fiz um curso preparatório presencial aos sábados por 7 meses. Deixava as noites de sábado e os domingos para distrair a cabeça.

Estratégia: Você é casada? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseira? Se sim, de que forma?

Bárbara: Moro apenas com a minha mãe, e ela sem dúvidas foi o ponto chave da minha aprovação pelo apoio emocional e psicológico. Ela sempre dizia que eu ia conseguir e isso me dava um ânimo descomunal. Meu pai também já foi concurseiro e após meses de estudos exaustivos alcançou a aprovação que pretendia. Me espelho muito nele.

Estratégia: Ao longo de sua jornada, você tentou outros concursos, para treinar e se manter com uma alta motivação ou decidiu manter o foco apenas naquele concurso que era o seu sonho?

Bárbara: Os concursos para área de Farmácia estão escassos, e quando abrem são poucas vagas ofertadas. Por isso, sempre me inscrevo nos concursos que abrem, embora sempre esteja estudando para um concurso principal. O que eu faço normalmente é pegar as matérias que ainda não estudei e estudar através da realização de muitos exercícios. No concurso do CISDESTE-MG foi assim. A prova aconteceria em aproximadamente dois meses, mas possuía um edital bem parecido com o edital do concurso que eu já estava estudando. Porém, percebi que eu precisava estudar algumas disciplinas que eu não havia estudado ainda: Normas do SAMU e SUS. Foi aí que os materiais do Estratégia Concursos me ajudaram muito. Para não desfocar muito, adquiri as apostilas pois eram uma maneira mais resumida e com muitos exercícios de fixação ao final de cada aula. Isso me fez otimizar o tempo e focar no que realmente importava para o concurso do CISDESTE-MG.  Na minha opinião, a realização de muitos concursos públicos é um diferencial porque ajuda na preparação psicológica que você só adquire fazendo as provas. Aprende a controlar o nervosismo, a ansiedade, o tempo, e o cansaço mental.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Bárbara:  Acho que é importante se dedicar 90% para um concurso específico e esgotar inteiramente o edital, com resumos, revisões e exercícios. Porém, na área da farmácia os editais acabam sendo bem parecidos, e se não fugir muito do edital principal, acho que vale a pena tentar conciliar.

Estratégia: Você estudou por quanto tempo, contando toda a sua preparação? Durante este tempo de estudo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos mesmo naqueles períodos em que não havia edital na mão?

Bárbara: Eu comecei a estudar em março de 2017. Eu sempre faço planejamentos mensais e estipulo metas semanais que procuro cumprir durante a semana de estudo, tanto de quantidade de horas  quanto de conteúdo a ser estudado.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Bárbara: As matérias que eu tinha mais facilidade estudava por livros e utilizava as videoaulas para as disciplinas que começava do zero. Acho que as videoaulas dão um panorama para que o aprofundamento seja mais fácil posteriormente. Além disso, sempre fiz muitos exercícios, tanto aqueles do Estratégia Concursos quanto de provas antigas.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Bárbara: Comecei meus estudos por língua portuguesa, e sem orientação alguma comprei uma gramática recomendada pelo edital. Foi uma péssima ideia. Lia e relia e não entendia absolutamente nada. Achei que deveria fazer um curso de português, mas sabia que perderia tempo com o deslocamento para ir a uma aula presencial. Foi aí que encontrei o curso de português do professor Décio Terror e, ao final do curso, me apaixonei por português. Acabei gostando muito do método, das videoaulas e dos exercícios. Adquiri mais cursos, e sempre me surpreendi positivamente com eles.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e re-leitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Bárbara: Estudei através de ciclos de estudo e com revisões programadas para fixar os conteúdos estudados periodicamente. Estudava todas as matérias do edital ao mesmo tempo, fazendo resumos e muitos exercícios. Anotava meus erros, e relia todos os dias.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Bárbara: Todo mundo tem aversão a algumas matérias que não são muito agradáveis de estudar, mas não devem ser deixadas de lado. É importante enfrentá-las pois essas que fazem a diferença.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Você se concentrava nas matérias de maior peso ou distribuía seus estudos de maneira mais homogênea? Focava mais na re-leitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Bárbara: Dei ênfase maior as matérias que apresentavam maior peso no edital do CISDESTE-MG (SAMU, SUS e Específicas), fazendo muitas revisões e exercícios.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos concurseiros que preferem desacelerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Bárbara: Eu prefiro estudar em uma intensidade maior perto da data da prova e acabo estudando até o último dia. Se deixar estudo na porta da sala de realização da prova. Para mim, nunca atrapalhou, muito pelo contrário, me dava uma sensação de dever cumprido e isso aumentava a minha auto-confiança.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Bárbara: O maior erro foi ter iniciado meus estudos sem planejamento. Me sentia muito perdida, parecia que eu estudava e estudava e não absorvia nada. Meu maior acerto foi ter uma rotina com um cronograma de estudos com metas pré estabelecidas e revisões programadas. Isso sem dúvidas fez toda diferença.

Estratégia: Pela sua experiência e contato com outros concurseiros, diga-nos quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando decidem se preparar para concursos?

Bárbara: O maior erro do concurseiro é desistir de ser concurseiro. Essa decisão deve ser um caminho sem volta. Muitos desistem quase chegando ao objetivo final e desperdiçam todo o tempo e dinheiro que investiram naquele sonho. Quanto mais você estuda, mais afiado você fica. Uma hora a fila anda e a hora da aprovação chega. Nada é fácil, é preciso ter dedicação, persistência e auto-confiança que precisam ser reafirmadas todos os dias: Eu quero, eu posso, eu consigo.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

Bárbara: O mais difícil é não desanimar. É cansativo sim, mas vale a pena. A principal motivação era ver que muita gente que tinha estudado tanto quanto eu, tinha consigo realizar o seu sonho.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Bárbara: É cansativo e dá vontade de desistir! Mas não desista. É assim para todo mundo. Ser concurseiro é apenas um caminho para atingir seu objetivo profissional, no qual uns conseguem chegar mais rápido que outros! Invista toda sua energia, enfrente os obstáculos, renuncie as propostas tentadoras e foque no objetivo final. É só uma fase, e a recompensa virá.

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • Concurso ISS-Criciúma 2017 - Fiscal de Rendas e Tributos Das 3 vagas ofertadas, 2 aprovados são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - TJAA Dos 100 primeiros aprovados, 57 são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - AJAJ Dos 100 primeiros aprovados, 47 são nossos alunos
  • Concurso TST 2017 - AJAA Dos 80 aprovados, 50 são nossos alunos
  • Concurso SEFIN-RO 2017 - Contador Das 2 vagas ofertadas, 1 aprovado é nosso aluno