Concursos Advocacia Pública Federal: PGFN, BACEN e AGU (ATUALIZADO)
Ricardo Torques

Concursos Advocacia Pública Federal: tudo sobre as previsões para a PGFN, BACEN e AGU

Saiba tudo sobre os concursos Advocacia Pública Federal

Olá! Neste artigo, vamos agregar todas as informações relevantes sobre os concursos da Advocacia Pública Federal. Levantamos todas as informações relevantes sobre os concursos da Advocacia Pública Federal para você que almeja tornar-se um Advogado da União, Procurador Federal, Procurador do BACEN ou Procurador da Fazenda Nacional

Acompanhe esse artigo, mantenha salvo entre os seus favoritos. A cada nova informação vamos atualizá-lo.

São quatro concursos importantes e que costumam oferecer muitas vagas. Neste artigo nós iremos analisar as perspectivas sobre cada concurso e analisar em detalhe as provas anteriores dos certames prováveis.

­­­­

E quais são os próximos concurso mais prováveis das carreiras da Advocacia Pública Federal? Quais estão previstos para o próximo ano. É o que vamos analisar abaixo.

Concursos Advocacia Pública Federal “quentes”

Procuradoria Geral do Banco Central do Brasil (PG-BACEN)

Outro concurso que “quente” é o da Procuradoria Geral do Banco Central do Brasil (BACEN). Em 2018, o órgão protocolou junto ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão um pedido de autorização para realizar um novo certame com o oferecimento total de 990 vagas, das quais 70 são destinada ao provimento de cargos de Procurador.

Segundo informações atualizadas, dos 300 cargos existentes de Procurador, 134 estão vagos, o que traz boas perspectivas de nomeação para o próximo concurso.

As nomeações devem acontecer entre 2020 e 2023:

Vagas para 2020: 30

Vagas para 2021: 20

Vagas para 2022: 10

Vagas para 2023: 10

O último concurso de ingresso na carreira ocorreu em 2013 teve seu edital publicado em 2012 e foi organizado pelo Cespe/UnB, atual Cebraspe.

A prova objetiva foi composta por 100 questões (com cinco alternativas cada) com o valor total de 200 pontos (2 pontos por questão). A pontuação mínima a ser atingida era 120 pontos e a nota de corte nesta etapa foi 130 (o equivalente a acertar 65 questões).

Se fizermos uma rápida análise da prova objetiva do certame, é possível perceber:

  • 31% da prova exigiu o conhecimento da jurisprudência consolidada dos tribunais superiores (STF, STJ e TST);
  • alta incidência de questões sob a forma de situações-problema;
  • exigência de conhecimento de posicionamentos doutrinários.

Sobre a distribuição das questões entre as disciplinas, concluímos:

  • 67% da prova foi composta por questões de Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Econômico, Direito Financeiro, Direito Empresarial, Direito Tributário, Direito Civil e Processual Civil;
  • Direito Internacional (Público e Privado) faziam diferença: 8 questões;
  • Direito do Trabalho, Processo do Trabalho e Direito Previdenciário concentravam 15 questões.

Em virtude da expectativa pela realização do novo concurso da Procuradoria Geral do Banco Central do Brasil, o Estratégia Carreira Jurídica preparou vários conteúdos relevantes sobre o certame. Saiba mais sobre a PGBacen:

– informações relevantes sobre o concurso: Concurso BACEN;

– cursos Estratégia Carreira Jurídica: Curso Concurso Procurador do BACEN.

Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN)

Sem realizar concursos desde 2015, a PGFN protocolou um pedido para a realização de um novo certame, que visa suprir o grande déficit de procuradores no órgão: de acordo com o último levantamento são 297 cargos vagos!

Aqui, vamos sintetizar as principais informações para você que deseja estudar para o concurso da PGFN

O edital do concurso anterior foi publicado em 20145 e ficou sob a responsabilidade da Escola Superior de Administração Fazendária (ESAF) e ofereceu 150 vagas (a concorrência foi de 124,4 candidatos/vaga).

A primeira fase do certame consistiu em uma prova objetiva com 100 questões com cinco alternativas cada. A nota de corte na lista de ampla concorrência foi 64 pontos (o equivalente a acertar 64 questões). Dos mais de 13 mil inscritos nesta categoria, 489 candidatos passaram para a fase seguinte.

Em uma rápida análise da prova objetiva aplicada, pudemos notar que:

  • 22% da prova exigiu o conhecimento dos entendimentos consolidados dos Tribunais Superiores (STF, STJ e TST);
  • grande incidência de questões envolvendo casos práticos;
  • exigência de conhecimento aprofundado da doutrina.

Sobre a distribuição das questões entre as disciplinas, é possível concluir que:

  • 30% da prova envolveu temas de Direito Tributário, Direito Econômico e Direito Financeiro. Junto com Direito Constitucional (20%) e Direito Administrativo (10%), este grande bloco de disciplinas de Direito Público compreende 60% da prova.
  • Direito Processual Civil tinha um peso significativo: 20% das questões.
  • Direito Previdenciário reunia 4 das 8 questões do grupo III (Direito Penal e Processo Penal, Direito do Trabalho e Processo do Trabalho), o que tornava a disciplina essencial.

Lembre-se de considerar esses pontos no seu planejamento de estudos. Eles vão te ajudar a saber o que priorizar.

Dada a expectativa pela realização de novo concurso da PGFN, o Estratégia Carreira Jurídica preparou vários conteúdos relevantes para este certame.

Saiba mais sobre o concurso Procurador da Fazenda Nacional (PGFN):

– informações relevantes sobre o concurso: Concurso PFGN;

– cursos Estratégia Carreira Jurídica: Cursos Concurso PGFN.

Situação geral dos concursos da Advocacia Pública Federal

E em relação aos demais?

Abaixo, objetivamente, descrevemos informações atualizadas sobre os demais concursos da Advocacia Pública Federal, para você consultar as demais informações sobre aquele o órgão que deseja:

Cursos – AGU – Procurador Federal/Advogado da União

Caso queira seja notificado sempre que houver alguma notícia relevante sobre concursos da Advocacia Pública Federal, inscreva-se abaixo:

Clique aqui e acesse o canal do Estratégia Carreira Jurídica.

Artigos completos – Carreiras Jurídicas

Encontre informações sobre a carreira dos seus sonhos!

Advocacia Pública Federal

Procuradorias

Defensorias

Delegado

Magistratura Estadual

Magistratura Federal

Magistratura do Trabalho e MPT

Ministério Público

Forte abraço e bons estudos!

Equipe Estratégia Carreira Jurídica

[email protected]

Compartilhe:

Ricardo Torques

Ricardo Torques

Ricardo Torques é natural de Colombo/PR, formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) em 2009, pós-graduado em Direito Processual Civil pela Faculdade Assis Gurgacz (FAG), em 2012. Em 2009 foi aprovado no concurso de Assistente Técnico Administrativo do Ministério da Fazenda. Foi assessor jurídico em Vara de Infância e Juventude na Comarca de Cascavel/PR. Entre os anos de 2010 a 2015 foi aprovado em concursos de tribunais, TRT da 9ª região, TRT da 4ª Região, TRE-PR, TRT da 1ª Região. Foi assistente de Juiz do TRT da 9ª Região. Foi professor no Concurseiros 24 Horas e Focus Concursos. Atualmente é professor e coordenador do Estratégia Carreira Jurídica nas disciplinas de Direito Processual Civil, Direito Eleitoral, Direitos Humanos e Direito da Criança e do Adolescente.

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados
Depoimentos dos Aprovados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.