Notícia

Concurso Cartório TO: comissão formada; IESES é banca!

Foi publicada a Portaria nº 2944 que designou os membros da comissão que acompanhará as atividades do concurso Cartório TO. Veja o documento na íntegra na aba ‘Situação atual’.

Recentemente, foi publicada a Dispensa de Licitação que definiu o Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul (IESES) como banca organizadora da seleção. O próximo passo será a publicação do edital.

Segundo as informações que constam no documento, o certame será realizado com vistas ao provimento, por ingresso e por remoção, dos cargos de serviços notariais e de registro que estão vagos no Estado do Tocantins.

O Estratégia Concursos segue em contato com o Tribunal de Justiça do Tocantins e publicará neste artigo quaisquer novidades sobre o concurso público Cartório TO.

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em concursos de Procuradorias em todo o país.

Concurso Cartório TO: situação atual

O Tribunal de Justiça do Tocantins definiu o IESES com organizador do próximo certame para outorga de delegações de notas e registros que irá repor as serventias vagas no estado.

Apesar de não ter sido oficialmente comunicado, é possível que o edital do concurso seja publicado ainda em 2021, uma vez que a escolha da empresa organizadora é um dos últimos trâmites para divulgação do documento!

Confira abaixo o documento na íntegra!

A comissão de acompanhamento das atividades também já está formada. Veja abaixo!

Concurso Cartório TO: carreira

Requisitos de ingresso

Para participar da seleção é necessário ser bacharel em Direito ou ter exercido atividade notarial ou registral por pelo menos 10 anos, completados até o início das inscrições no certame.

Para o critério de remoção é necessário, adicionalmente, ser titular de serviço notarial ou de registro há pelo menos 2 anos no Estado do Tocantins até a primeira publicação do edital.

Último concurso Cartório TO

O último concurso para outorga de delegações de notas e registro no estado do Tocantins ocorreu em 2015, sob a organização do COPESE e ofertou 108 serventias vagas para notário e registrador. O valor das inscrições foi fixado em R$ 180,00.

Etapas do concurso

  1. Prova objetiva de seleção (eliminatória);
  2. Prova escrita e prática (eliminatória e classificatória);
  3. Comprovação de requisitos (eliminatória);
  4. Exames psicotécnicos (descritivo de presença obrigatória);
  5. Entrevista pessoal (descritivo de presença obrigatória);
  6. Análise da vida Pregressa (eliminatória);
  7. Prova oral (eliminatória e classificatória);
  8. Prova de Títulos (classificatória).

Prova Objetiva de Seleção

Estrutura: 100 questões, com quatro alternativas cada, com peso 1,0.

Duração: 5 horas.

Aplicação: Tocantins

Distribuição das questões por disciplina:

Disciplina
Organização Judiciária do Estado do Tocantins
Direito Constitucional
Direito Administrativo
Direito Tributário
Direito Civil
Direito Processual Civil
Direito Penal
Direito Processual Penal
Direito Empresarial
Conhecimentos Gerais
Língua Portuguesa
Registros Públicos
– Teoria Geral
– Registro Civil das Pessoas Naturais
– Tabelionato de Notas
– Tabelionato de Protesto de Títulos
– Registro de Imóveis
– Registro Civil das Pessoas Jurídicas e de Títulos e documentos
TJ TO: Tabela de disciplinas

Critérios de classificação:

  • Nota mínima: 50%.
  • Classificação mínima: estar classificado dentro de 8 vezes o número de vagas em cada critério de seleção (provimento ou remoção) e categoria de inscrição (ampla concorrência e pessoa com deficiência).

Prova Escrita e Prática

A prova escrita e prática, de caráter eliminatório e classificatório, valeu 10,00 pontos.

A prova discursiva – Escrita e Prática – constou de um dissertação com até 80 linhas; da elaboração de uma peça
prática profissional, com até 80 linhas e da resposta a duas questões discursivas, com até 20 linhas cada, a partir de tema proposto pela banca examinadora, acerca dos objetos de avaliação de conhecimentos específicos

Esta prova terá duração de 5 horas.

A prova escrita e prática teve o objetivo de avaliar o candidato quanto ao domínio da modalidade escrita (ortografia, morfossintaxe e propriedade vocabular), da língua portuguesa à apresentação e à estrutura textuais e ao desenvolvimento do tema (domínio do conteúdo). O candidato deveria produzir, com base em temas formulados pela banca examinadora, texto dissertativo, primando pela coerência e pela coesão.

Foi reprovado e eliminado do concurso público o candidato que obtivesse nota inferior a 5,00 pontos.

Prova Oral

Na prova oral do concurso Cartório TO os candidatos foram arguidos em sessão pública acerca de temas do programa do edital do certame. Cada examinador atribuiu uma nota de 0 a 10 pontos por arguição, sendo apurada a nota final por meio de média aritmética.


A prova oral versou sobre conhecimento técnico acerca dos temas relacionados ao ponto sorteado, cumprindo à banca examinadora avaliar o domínio do conhecimento jurídico, a articulação do raciocínio, a capacidade de argumentação e o uso correto do vernáculo.

Foi permitida, durante a arguição, a consulta a textos de lei, sem anotações ou comentários de qualquer natureza, preservada em qualquer hipótese a incomunicabilidade entre os candidatos.

Para ser aprovado, o candidato deveria atingir a média global mínima de 5 pontos.

Prova de Títulos

O exame de títulos, de caráter classificatório, valeu, no máximo, 10,00 pontos, com peso 2, observado o seguinte:

TítuloPontuação
Exercício da advocacia ou de delegação, cargo, emprego ou função pública privativa de bacharel em Direito, por um mínimo de três anos até a data da primeira publicação deste Edital de Concurso Público.2,0
Exercício de serviço notarial ou de registro, por não bacharel em direito, por um mínimo de dez anos até a data da primeira publicação deste Edital de Concurso Público (art. 15, § 2º, da Lei n. 8.935/94);2,0
Exercício do Magistério Superior na área jurídica pelo período mínimo de cinco anos mediante admissão no corpo docente por concurso ou processo seletivo público de provas e/ou títulos;1,5
Exercício do Magistério Superior na área jurídica pelo período mínimo de cinco anos sem concurso ou processo seletivo público de provas e/ou títulos;1,0
Doutorado reconhecido ou revalidado em Direito ou em Ciências Sociais ou Humanas;2,0
Mestrado reconhecido ou revalidado em Direito ou em Ciências Sociais ou Humanas;1,0
Especialização em Direito, em nível de pós-graduação, na forma da legislação educacional em vigor, com carga horária mínima de trezentos e sessenta horas-aula, cuja avaliação haja considerado monografia de final de curso;0,5
Exercício, no mínimo durante um ano, por ao menos dezesseis horas mensais, das atribuições de conciliador voluntário em unidades judiciárias ou de prestação de assistência jurídica voluntária0,5
Período igual a três eleições, contado uma só vez, de serviço prestado em qualquer condição, à Justiça Eleitoral, ressaltando-se que nas eleições com dois turnos considerar-se-á um único período, ainda que haja prestação de serviços em ambos0,5
TJ MS: Tabela de títulos

Cálculo da Nota Final

A nota final do candidato no concurso será a média ponderada das notas das provas e dos pontos dos títulos, de acordo com a seguinte fórmula:

NF = [(NPEP×4) + (NPOR×4) + (NPAT×2)] / 10

Onde:

  • NF = Nota Final
  • NPEP = Nota na prova escrita e prática
  • NPOR = Nota na prova oral
  • NPAT = Nota na avaliação de títulos

Quer saber tudo sobre concursos previstos?
Confira nossos artigos!

Cursos Estratégia Carreiras Jurídicas

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em concursos de Procuradorias em todo o país.

Informações do último concurso Cartório TO

Vagas: 108
Cargos: Notário e Registrador
Lotações: Tocantins
Banca: COPESE
Escolaridade: Bacharelado em Direito ou 10 anos de atividade notarial ou de registro
Edital: Edital TJ TO Cartórios 2015

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja os comentários
  • Nenhum comentário enviado.