Artigo

Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Olá caríssimo (a) amigo (a) leitor, seja bem-vindo! Então hoje você está querendo descobrir como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Não perca mais seu tempo procurando em outros lugares, porque já achou o melhor lugar possível para ler sobre o assunto. É só rolar o mouse com a gente que é sucesso.

Vamos lá? Avante!

Introdução – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Como a inteligência artificial (IA) tem evoluído não é mesmo? A sociedade como conhecemos vem sendo revolucionada com esta nova tecnologia, e uma dessas revoluções é na área de indústria automotiva.

Você tem acompanhado as últimas notícias de veículos autônomos, carros andando sozinhos, absolutamente sem nenhuma influência da condução humana? Isso mesmo, já chegamos a isso, mas como nem tudo são flores, toda inovação traz consigo uma série de desafios, como questões éticas e morais, legais e regulatórias, que uma hora ou outra precisaram ser abordadas.

Sim, a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos precisa existir, e como será que está esse processo de desenvolvimento? É um tema de grande relevância, o desenvolvimento, teste e uso dessas tecnologias devem ser devidamente fiscalizados, será que isso realmente está ocorrendo?

Este é o nosso intuito com a conversa de hoje, aborda como e se há atualmente uma regulação sobre inteligência artificial em veículos autônomos, portanto, buscamos abordar os principais pontos sobre a temática, e você não pode ficar de fora dessa!

IA – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

A Inteligência Artificial (IA) é uma tecnologia de última geração, que também é compreendida como um campo da ciência da computação.

 Seu trabalho consiste basicamente no desenvolvimento de sistemas e algoritmos que podem realizar tarefas que normalmente exigiriam inteligência humana.

Claro que muitas tarefas humanas, exigem por exemplo, o uso de pensamentos mais sentimentais, decisões que as IAs não podem tomar, portanto, suas ações são mais mecanizadas, todavia, os cientistas da computação vem cada vez mais lutando para desenvolver uma forma mais humana da atuação dessa tecnologia.

 Também pode ser compreendida como um complexo de vários sistemas que são projetados para aprender, raciocinar, perceber e tomar decisões de forma autônoma, com base em dados e experiências anteriores.

IA e veículos autônomos – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Os veículos autônomos em toda indústria automotiva é o assunto mais comentado dos últimos tempos. A automação de tarefas de direção e aprimoramento da segurança, eficiência e conveniência do transporte nos automóveis, principalmente nos carros, foi o marco do desenvolvimento automotivo no nosso século, e isto só foi possível graças à IA.

Os aprimoramentos promovidos por essa tecnologia são combinação de sensores, câmeras, radar e sistemas de processamento de dados para interpretar o ambiente no qual está inserido, desta forma, consegue tomar decisões como dirigir, não precisando de um ser humano.

Todavia, e quanto às questões relacionadas à segurança, ética e regulamentação? Isto tem sido algo complexo, pois uma das maiores preocupações é garantir a segurança dos passageiros e demais usuários das vias públicas, o que vem gerando grande controvérsias entre usuários e as demais pessoas que ainda preferem viver a condução do carro de forma manual.

Como, por exemplo, ficaria a responsabilidade em casos de acidentes? Quem seria o responsável neste caso se não há um ser humano conduzindo? O erro da condução foi de quem?

São questões que pulsam o coração desse novo mundo autônomo, e que ainda estão engatinhando, vamos te contar mais sobre isso nos próximos tópicos, bora lá!

Os principais aspectos legais e os desafios enfrentados na regulação de IA em veículos autônomos – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Para melhor compreender quais seriam os aspectos legais, destacamos as principais causas que podem fazer surgir legislações específicas para a regulação dos veículos autônomos, como:

  • Privacidade de Dados: Os dados que são coletados por IA em veículos autônomos, pode causar discutíveis questões sobre os direitos de privacidade e proteção de dados pessoais dos usuários.
  • Responsabilidade Legal: Quem seria o responsável em casos de acidentes nas vias/estradas envolvendo IA?
  • Regulação de Segurança: Quais os padrões e regulamentos de segurança para garantir que os veículos autônomos sejam seguros para uso em vias públicas com os demais veículos dirigidos por humanos e outros autônomos?

Pode-se dizer que seriam mais indagações de aspectos legais, uma vez que ainda não existem regulamentos nestes sentidos.

Entretanto, são gritantes os desafios para a implementação de vez dessa tecnologia, veja só os principais pontos:

  • Atualizações Legais que acompanhe os avanços: Algo que será bem difícil, uma vez que esse tipo de tecnologia se desenvolve com uma celeridade fora do comum;
  • Aceitação das demais pessoas: Diante de preocupações com segurança e confiabilidade, fica difícil que as pessoas que tem preconceito contra a tecnologias autônomas aceitem os novos veículos circulando pelas ruas;
  • Questões sobre Ética e Moralidade: Estas são as mais difíceis de delimitar, pois até onde pode-se desenvolver esses veículos sem afetar os seres humanos?
  • Complexo Tecnológico: É necessário que as IAs sejam capazes de lidar com todas as situações de trânsito, e que isso traga segurança para todos os envolvidos no trânsito, porém, fazer isso de forma segura e eficiente é um desafio técnico significativo;

A regulação pelo mundo – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Algumas regulações que já circulam pelo mundo podem ser aplicadas caso necessário, separamos a seguir algumas áreas abordadas por elas, são basicamente apenas princípios orientadores, veja só:

1) Padrões de Segurança – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Padrões específicos de segurança são exigidos pelos lugares que deixam esses veículos autônomos circularem, não são exclusivamente leis, mas ajudam de certa forma a manter um certo nível de ordem e segurança para todos, após pode ser até mesmo concedido certificados, dizendo que o veículo é apto para circulação. Por exemplo, testes extensivos de segurança sobre a percepção do veículo com o ambiente em qual está inserido, entre outros.

2) Privacidade de Dados – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

As Regulações sobre privacidade de dados já existentes em um país, podem exigir que os fabricantes de veículos autônomos protejam a privacidade dos dados coletados pelos sistemas de IA do veículo, das pessoas que o utilizam ou do seu redor, isso inclusive é um preceito aplicável das leis de proteção de dados.

 

4) Tratados Internacionais – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Não há acordo global específico que regule exclusivamente a inteligência artificial em veículos autônomos. Porém algumas regulamentações sobre trânsito podem ser aplicadas à temática:

  • Convenção de Viena sobre Tráfego Rodoviário: Ela não chega a abordar diretamente a inteligência artificial em veículos autônomos, mas fala sobre os princípios gerais de segurança no trânsito, que serão relevantes futuramente para a regulamentação de veículos autônomos. Esta convenção foi promulgada no Brasil pelo Decreto nº 86.714, de 10 de dezembro de 1981.
  • Convenção de Viena sobre Responsabilidade Civil em Matéria de Danos Causados por Veículos Automotores: Trata da responsabilidade civil em casos de acidentes de trânsito e pode ser aplicável a situações envolvendo veículos autônomos. Aqui no Brasil foi regulada pelo decreto nº 911, de 3 de setembro de 1993;

Não há um tratado específico que aborde exclusivamente a IA em veículos autônomos, mas no momento pode-se tentar aplicar-se o que existe até a regulamentação legal específica nascer.

Conclusão – Como é a regulamentação da inteligência artificial em veículos autônomos?

Em conclusão, vimos que os veículos autônomos em toda indústria automotiva é o assunto mais comentado dos últimos tempos.

A automação de tarefas de direção e aprimorando da segurança, eficiência e conveniência do transporte nos automóveis, principalmente nos carros foi o marco do desenvolvimento automotivo no nosso século, e isto só foi possível graças à IA.

Os aprimoramentos promovidos por essa tecnologia são combinação de sensores, câmeras, radar e sistemas de processamento de dados para interpretar o ambiente no qual está inserido, desta forma, consegue tomar decisões como dirigir, não precisando de um ser humano.

Apesar da regulamentação da IA em veículos autônomos ser algo complexo e ainda não muito abordado, vimos que há normas de trânsito que podem ser aplicadas de acordo com a análise do caso concreto.

Essa construção futura de uma legislação irá envolver uma variedade de questões legais, éticas e técnicas, que carregarão a difícil missão de acompanhar o rápido desenvolvimento desta nova inteligência.

Embora ainda não existam leis específicas ou tratados internacionais que abordem exclusivamente essa temática, tendo em vista a rápida ascensão desta tecnologia, logo as tratativas sobre disposições legais serão realidade.

As questões levantadas em relação à aceitação das demais pessoas para com as IAs nos veículos autônomos também é um fato preocupante. Portanto, a segurança deve ser bem avaliada para que a aceitação social surja primeiramente antes de regulamentações.

Infelizmente chegamos ao fim da nossa conversa de hoje caro (a) amigo (a).

É sempre um grande prazer ter você por aqui, continue pesquisando com a gente, você sabe que conosco sempre encontra o que procura.

Aquele abraço e até a próxima amigo (a)!

 

REFERÊNCIAS.

https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1980-1989/d86714.htm

https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1990-1994/d0911.htm

Cursos e Assinaturas

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país!

Concursos Abertos

Concursos 2024

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja os comentários
  • Nenhum comentário enviado.